15 Diferenças entre o rapaz que você conheceu e o homem com quem você se casou

Portal Raízes

Quando você começa um namoro é fácil pensar que ele seja perfeito. Afinal, você está em uma nuvem de amor. Tenha cuidado porque há diferenças definitivas entre um namorado e o homem com quem você vai se casar. É verdade que as pessoas podem mudar. Então não se livre dele só porque, no início, ele parece ser um preguiçoso. Dê-lhe uma chance de provar isso a você. No entanto, se você não perceber nele algumas características positivas, não tenha medo de deixá-lo ir. Se você quer apenas se divertir por um tempo faz bem em namorar e ter ousadias. Mas em pouco tempo você pode querer mudar.

Um jovem pode ter uma mentalidade madura ou se transformar com o tempo numa pessoa séria. Mas se certifique de que ele tem se tornado um homem de qualidade não um marido imaturo.

1 – O namorado que você conheceu pede-lhe para “apenas namorar” porque isso envolve menos compromisso. Ele quer apenas se divertir sem as obrigações de um relacionamento sério. O homem que deseja casar  demonstra suas intenções com você desde o começo do namoro. Ele quer sempre estar junto e quer que você saiba para onde está indo o relacionamento.

  1. O namorado que você encontrava falava com você sobre as pessoas do seu passado ou ridicularizava o que se passou entre eles com histórias superficiais porque ele não poderia se conectar a um nível mais profundo. O homem maduro é capaz de manter uma conversa com você sobre livros, filmes, música e outros interesses comuns. Isso constrói uma relação mais substancial no longo prazo.
  2. O namorado dizia que ele não queria se casar ou ter filhos e que nada iria mudar sua mente. Se você tentou convencê-lo do contrário saiba que ele lhe deu uma bandeira vermelha sobre o que é importante pra ele. Mas se ele é um futuro homem sério, tipo bandeira verde, pode ter mudado de ideia depois que ele conheceu você melhor e pode ter filhos.
  1. O “menino” ouvia o que você dizia e respondia sempre com evasivas. O homem que amadureceu depois do convívio com você, sabe lidar com o seu jeito de falar e lhe compreende quase sempre. Isto é especialmente importante quando você tem crises ou teve um dia ruim no trabalho. 
  1. O “menino” falava palavras imaturas e dizia palavrões para se sentir um dominador. O homem maduro não lhe chama por nomes impróprios, não lhe agride com gestos e palavras ou usa de força física, não importa o quão furioso ele fica. Ele sempre modera o seu jeito de agir.
  1. O rapaz se preocupava muito com as aparências e te criticava quando ele julgava que você não estava bem arrumada. O homem que amadureceu entende que tem dias bons e ruins. Jamais vai ferir os seus sentimentos ou te amar menos se o seu peso oscila ou se você não arrumou os cabelos.
  1. O rapaz vai dizia “Sinto muito” porque ele só queria que você o animasse ou parasse de aborrecê-lo. Ele dizia “Eu te amo” porque ele não queria te perder mesmo que ele não saiba o significado das palavras. O homem sério vai dizer “Sinto muito” porque ele é sincero. E ele nunca vai te machucar com suas palavras ou ações. Ele diz “Eu te amo” porque ele realmente sente isso e quer que você sinta esse amor a cada minuto de sua vida.
  2. O “menino” esperava que você fizesse as coisas por ele porque isso é o que sua mãe fazia. E isso é o que as outras mulheres fizeram por ele. Mas o homem com inteligência emocional sabe como cuidar de si mesmo: cozinhar, limpar, lavar roupa, pagar contas e muito mais porque ele já é um “homem”. É importante para as mulheres conhecer uma pessoa assim antes de se casar. Certamente é uma ótima maneira de saber o tipo de homem ideal para viver uma boa história.
  3. O “garoto” não queria conhecer seus amigos porque ele só queria ficar sozinho com você o tempo todo. O homem maduro quer ouvi-la sobre seus amigos até que ele possa conhecê-los e que eles também possam conhecê-lo. O homem maduro sabe todos têm direito à amizades com homens e mulheres.
  4. O “menino inseguro” ficava com vergonha de levá-la para lugares onde pessoas de seu convívio diário estavam, pois ele sempre estava inseguro quanto ao que outros diriam.  O homem sério logo se envolve com seus pais a fim de conquistá-los no sentido dar-lhe mais segurança sobre o tipo de pessoa que ele é e para deixá-la em harmonia com os seus. 
  5. O “garoto” tinha fantasias de que casar é bonito. Mas a ideia somente agradava quando vocês se divertem juntos até surgir alguma incompatibilidade de ideias.  O homem sério sabe silenciar quando percebe que você passou dos seus limites numa divergência e depois, quando estiverem calmos, ele te mostra seus pontos de vista. Se ele é assim, fique com ele. Joias são mesmo muito raras.

12.O “menino” não tinha paciência em ouvi-la  ou se envolver plenamente nas conversas. Ele balançava a cabeça enquanto conversavam. Depois mudava de assunto ou apenas diz o que ele entendia. O homem sério se preocupa com o que você tem a dizer. Ele quer saber seus pensamentos e opiniões sobre qualquer coisa, desde as grandes questões aos pequenos momentos do seu dia a dia.

13.O “garoto” fugia ao primeiro sinal de problemas porque era muito para ele estar ligado diretamente às dificuldades. O homem sério vai com você através de tempos difíceis porque ele está comprometido com você e com o relacionamento de vocês. E vai até o fim te apoiando em suas expectativas, sonhos, frustrações…

14. O “menino” não compartilhava nada e bufava se você pedisse para dividir a conta.
O homem maduro não tem paranoia ou machismos. Então, tudo bem convidá-lo para jantar e pagar a conta. Então, tudo bem convidá-lo para jantar e pedi-lo para dividir a conta. Então, tudo bem convidá-lo para jantar e perguntar se ele paga a conta.

  1. O “garoto” nunca  lhe deu segurança. Você não sabia como ele se sentia ou se comportava quando não estava com você. O homem maduro, vai fazer você se sentir segura. Você sempre perceberá que ele o ama de verdade. Você será capaz de confiar nele. Pois ele sempre lhe fará se sentir acolhida, protegida e desejada por ele quando vocês estiverem com outras pessoas.

Texto de Allison Renner – Publicado originalmente em Lifehack – Tradução e adaptação: Portal Raízes  Os Direitos Autorais no Brasil são regulamentados pela Lei 9.610 . A violação destes direitos está prevista no artigo 184 do Código Penal. Este artigo pode ser publicado em outros sites, citando o autor e via”Portal Raízes”.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Portal Raízes
Portal Raízes Jornalismo Cultural

COMENTÁRIOS