5 formas para terminar ‘um dia daqueles’

Todo mundo tem dias em que levanta com o pé esquerdo, acorda de mau humor, achando que tudo está ruim e, como reza a Lei de Murphy, qualquer coisa que poderia dar errado acaba dando errado. Às vezes, não se trata de um desequilíbrio hormonal ou falta de sono, mas, sem perceber como, você se tornou a chata da sua casa, do escritório e do casal. Por quê?

Se por um lado está tudo bem em não se sentir bem de vez em quando, mesmo sem explicação, apenas pelo acúmulo de pequenos cansaços. Por outro, também é bom ter recursos para se livrar das más vibrações e virar a maré. Pensando na sua saúde mental, nunca é demais aprender algumas técnicas para reverter esse mau dia ou torná-lo mais leve.

Espante o mau humor

1. Sorria
Mesmo que no princípio seja forçado, estudos demonstram que funciona: a expressão facial envia a mensagem para o cérebro de que “está tudo bem” e este, por sua vez, intensifica a sensação de felicidade. Não é conselho infundado: são necessários 62 músculos para ficar com raiva e 26 para sorrir. Entre no modo de economia de energia.

2. Respire
É o primeiro conselho que se dá a alguém em pleno ataque de ansiedade ou ira, e funciona. Já foi demonstrado que a respiração lenta e profunda é benéfica para aliviar a pressão sanguínea e o ritmo do coração, o que nos ajuda a relaxar.

3. Ouça música
Nietzche dizia que “sem música a vida seria um erro”, e a verdade é que ele não estava equivocado. Estudos têm demonstrado a capacidade que têm certas melodias para influenciar nossas emoções. Se você deseja obter um bônus de ‘bom humor’, dance: estudos também mostra que os dançarinos são mais felizes.

4. Se mova
Não importa que sejam caminhadas, ou exercícios de alta intensidade. Atividade física ajuda a aliviar o estresse e produz endorfinas. Sem necessidade de mencionar os benefícios adicionais que pode ter para sua saúde, autoestima, qualidade do sono e de vida.

5. Conheça gente nova
Segundo um estudo sobre os segredos para uma vida feliz realizado pela Universidade de Harvard, conhecer novas amizades nos faz mais felizes que manter as do passado. Especialmente, aquelas amizades que parecem ser boas, mas não são. Em uma análise ao longo de 75 anos, os pesquisadores concluíram que as pessoas que substituíram seus velhos amigos por novos depois de se aposentar, eram mais felizes e mais saudáveis ​​do que o resto.

Texto de Jaqueline Rodrigues 

COMPARTILHAR
Portal Raízes
Raízes Jornalismo Cultural - Portal, Revista Impressa e Programa de Televisão




COMENTÁRIOS