7 citações para compreender o mundo nas vozes de Mia Couto, Zygmunt Bauman, Mario Vargas Llosa e outros

O que WM Wenders (cineasta alemão), Manuel Castells (sociólogo espanhol),  Zygmunt Bauman (sociólogo polaco), Mario Vargas Llosa (escritor peruano), Mia Couto (escritor moçambicano), Luc Ferry e Edgar Morin (ambos filósofos franceses) têm em comum? Todos são pensadores da contemporaneidade  que sempre demonstraram preocupação com o social, o político, os direitos humanos e com a felicidade oriunda de uma paz comum. No vídeo, uma coletânea de citações, desses pensadores, sobre como “compreender” e “mudar” o mundo. Abaixo do vídeo, a transcrição das frases.

“Ás vezes, você tem que viajar para muito longe para descobrir e aceitar o que está próximo de você”. WM Wenders

“Ao sentir a possibilidade de estar juntos, que existem muitas pessoas que pensam o mesmo, surge a esperança de que se pode fazer algo diferente”. Manuel Castells

“As sociedades foram individualizadas. Tendemos a redefinir o significado da vida, o propósito da vida, a felicidade na vida. Você tem que criar a sua própria identidade”. Zymunt Bauman

“A cultura foi o motor do progresso. A razão pela qual saímos das cavernas e chegamos às estrelas”. Mario Vargas Llosa

“A finalidade da vida humana é superar os temores que a impede de chegar à liberdade e à serenidade”. Luc Ferry

“Se você vive poeticamente, você encontra momentos de felicidade, momentos de êxtase, momentos de alegria. A questão da poesia da vida é mais importante do que a felicidade”. Edgar Morin

“O pensamento foi feito para superar essas fronteiras, esses limites. Foi feito para rivalizar com o sonho, nessa visitação que nós fazemos ao impossível. Precisamos, de uma forma radical, de repensar o próprio pensamento”. Mia Couto

FONTEFronteiras do Pensamento
COMPARTILHAR
Portal Raízes
Raízes Jornalismo Cultural - Portal, Revista Impressa e Programa de Televisão




COMENTÁRIOS