Esta foto é sua? Por favor, entre em contato.

As mulheres são mais “ardentes” depois dos 40 anos, dizem especialistas

Portal Raízes

Embora haja cada vez mais informações disponíveis sobre a sexualidade ao longo da vida, parece ainda subsistir nas sociedades ocidentais uma espécie de estigma associado à expressão sexual na meia-idade: que deve diminuir de intensidade ou até desaparecer. Enquanto os homens recebem a comparações com vinho – que vai ficando melhor com o passar do tempo – as mulheres são associadas a um poço que vai secando. Mas, vários estudos indicam o contrário disso. Indicam que as mulheres têm a libido mais aflorada a partir dos 40 anos…

Louann Brizendinne em seu estudo O Fantástico Cérebro Da Mulher De 40 Anos nos ensina que o cérebro da mulher depois dos 40 é uma bomba que está empreendendo sua última volta hormonal. Cada ano da vida passa por muitas águas que apagam algumas de suas conexões neurais; como consequência disto, surgem novos e melhores pensamentos, emoções e interesses. O certo é que os estrogênios estimulam tanto o humor  assim como os pensamentos, os impulsos, a sexualidade, os desempenhos e todo o bem estar. Por isso  a mulher começa a se maravilhar com o seu potencial e conecta com sua realidade de outra maneira. É neste momento que se entoa o canto da liberdade emocional, de um novo equilíbrio e de uma redefinição vital que fará que se sinta muito mais plena.

De acordo com Nieves Andrés Ramírez, psicóloga no Colégio de Psicólogos de Castilla y León, quando chega aos 40 anos, o corpo da mulher  trabalha a seu favor na parte sexual.  É muito provável que nessa idade ela já tenha superado todos os complexos físicos e logo, mais desinibida e a vontade com seus parceiros sexuais.

Após os 40 anos, a mulher pode alcançar mais e melhores orgasmos, segundo a pesquisadora Debby Herbenick em seu site My Sex Professor  onde publica os seus ensaios embasados em vários anos de pesquisas acerca da sexualidade: “A mulher depois dos 40 anos aprende a se amar valorizando o seu prazer. Ela aprende que orgasmos, mesmos os fluídos da masturbação, são excelentes para seu bem estar físico, emocional, psicológico e seu autoconhecimento”.

O Kinsey Institute – da Universidade de Indiana, publicou a excelente pesquisa: Satisfação Sexual e Relacionamento Felicidade na Meia-idade e revela que quando as mulheres chegam aos 40 anos a libido aumenta porque seus hormônios se preparam para a menopausa e uma “explosão” acontece no corpo da mulher. A pesquisa mostrou que as mulheres na meia-idade têm uma vida sexual melhor do que aos 20 e 30 anos. Segundo esta investigação, que reuniu respostas em mais de 5 países, as mulheres com mais de 40 anos são mais ativas sexualmente e atingem o orgasmo com maior frequência.

Existem vários aspetos que contribuem para que a mulher desfrute mais do sexo, como por exemplo a estabilidade emocional, a saúde física, a situação socioeconómica e a vida social. Ao nível fisiológico é importante não esquecer que é na meia-idade que normalmente a mulher atravessa a menopausa, um período em que se verificam alterações dos níveis hormonais (principalmente redução do estrogênio) que, por sua vez, desestabilizam o organismo e o humor. Conquanto seja um momento “de readaptação e de crescimento”. Fatores como o álcool, o tabaco, determinados medicamentos, algumas doenças, ansiedade e tensão bloqueiam o mecanismo da libido, bem como a natural diminuição de progesterona.  Sendo assim, o sexo para a mulher depois dos 40 anos, se baseia no que o outro é e não no que se idealiza que ele seja. Já não há lugar a tabus, e a linha de diálogo tem de estar sempre aberta.

Texto produzido por Portal Raízes. Todas as fontes das pesquisas estão com seus links no corpo do texto.
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Portal Raízes
Portal Raízes Jornalismo Cultural

COMENTÁRIOS