Esta foto é sua? Por favor, entre em contato.

19 exemplos de um “extrovertido introvertido” para que você não se confunda

Se você é como eu, você é um extrovertido introvertido. Mesmo que você seja um extrovertido você precisa desesperadamente de seu tempo sozinho. Neste caso você é um introvertido. Mas você não pode fazer isso ao mesmo tempo. Você é um ou o outro.

Não é assim que eu sou. Nem é assim que outras pessoas são. Mas muitas vezes somos mal-entendidos. Tomemos por exemplo as pessoas que muitas vezes me veem provavelmente como seu eu fosse extrovertido porque essa é a personalidade que recebe a maior atenção. O outro lado de mim, o lado que fica em casa e lê todos os dias, não recebe qualquer atenção, mas eu amo fazer isso.

Deixe-me dizer-lhe o que aconteceu alguns fins de semana atrás: Passei sábado sozinho, lendo, escrevendo, fazendo compras. Às 20h54 recebi uma mensagem de um amigo perguntando o que eu estava fazendo. Ele estava planejando sair. Eu respondi: “Nada. E aí?”.

Quinze minutos se passaram e ele não respondeu. Eu queria sair e considerei chamá-lo para ver o que estava acontecendo, mas também queria sentar na cama e ler um livro antes de ir para a cama às 22h00. Então eu não liguei.

Mais quinze minutos se passaram e eu finalmente resolvi ligar. Demorou meia hora para eu me animar, guardar o meu livro, pegar o telefone e chamá-lo para conhecer o plano para a noite.

Então, em vez de ficar e ler para dormir, saí do meu apartamento às 21h30 para sair e beber. E você sabe o que eu fiz? Eu dancei. E eu era agradável. Mas tinha muita diversão em volta.

E no dia seguinte? Sentei-me numa cafeteria e li um livro. Eu fiz algumas compras de supermercado, alguma dessas comidas que vêm prontas, e comi sozinho enquanto assistia Netflix. Eu não falei com quase ninguém. Eu só mandei uma mensagem para meu amigo que eu saira na noite anterior para ver como ele estava. Eu não queria falar com ninguém. E eu adorei ficar assim.

Sempre estou pronto para sair. Mas não todos os dias. O fato é que extroversão e introversão não é a mesma coisa. É um espectro e você pode estar em qualquer lugar durante estes períodos.

Para nós, é natural estarmos perto do meio e até mesmo fazer uma reviravolta entre os dois comportamentos. Eu sei, isso é confuso. Alguns de nós aprendemos a nos tornar mais extrovertidos porque percebemos que a base da natureza humana está fundamentada na interação uns com os outros.  É algo inevitável.

Para aliviá-lo de alguma confusão, aqui estão algumas coisas que gostaríamos que você soubesse sobre extrovertidos e introvertidos

  1. Nós somos frequentemente quietos, mas não significa que nós não queremos sair, falar e nos divertir.

Nós provavelmente temos muitos pensamentos sobre os quais queremos falar, mas, às vezes, imaginamos que eles não vão interessá-lo. Nós preferimos ouvi-lo falar porque queremos aprender sobre você e sabemos que você gosta de falar.

  1. E só porque gostamos de estar perto de pessoas não significa que queremos conversar.

Falar exige muito esforço. Para nós, estar ao redor das pessoas é muitas vezes suficiente para nos fazer felizes. Eu sei, isso é um pouco confuso.

  1. Nós preferimos sair com um só amigo em vez de sair em grupos. Vamos ouvir você para sempre.

Passar um tempo com alguém nos torna quase íntimo. Isso significa que temos a chance de realmente conhecê-lo e ter uma conversa completa sobre o que realmente importa em vez de pequenas conversas que um grupo inteiro pode desviar.

  1. Nós enviamos e respondemos por textos porque, às vezes, nós não queremos falar com ninguém.

Não é que nós odiamos pessoas ou que estamos irritados. Às vezes, temos estado tanto em torno de pessoas que estamos cansados de enviar textos e também não queremos falar. Estamos totalmente abertos a sair, só não esperem que falemos demais quando estamos num desses humores.

  1. Estamos abertos para conhecer seus outros amigos. Basta nos informar antecipadamente que estaremos conhecendo novas pessoas para que possamos nos preparar mentalmente para socializar.

Não estamos fechados para conhecer novas pessoas, é apenas uma coisa que exige esforço para fazer. Então, literalmente, temos que nos preparar para socializar. Temos de entrar na mentalidade de: “Ok, vamos conhecer essas pessoas”.

  1. Apesar de precisarmos de um tempo sozinho, ficamos solitários.

É difícil nos equilibrar entre o tempo a sós e não sentir-se sozinho. Muitas vezes, vamos querer sair porque nos sentimos sozinhos, mas o nosso apartamento é tão confortável que não queremos sair.

  1. É difícil nos tirar de casa, mas vamos nos divertir muito quando sairmos.

Às vezes  podemos reagir quando alguém nos força para sairmos de casa. Novamente, não é que não queremos sair, apenas começamos a pensar: “E se não for divertido?”. Eu poderia estar totalmente confortável lendo meu livro. E se os ingressos estiverem esgotados? E se eles realmente não querem que eu vá e estão me convidando para ser bom? Começamos a desenhar em nossas próprias cabeças e inventar coisas que poderiam dar errado e usá-las como desculpas para não sair.

  1. Nós vamos, alegremente, conversar qualquer assunto com o namorado, o chefe ou alguma outra pessoa. Mas uma vez que o assunto se esgotou, exigimos silêncio ou mudamos de assunto.

Depois de tanto falar, precisamos realmente de uma pausa para recarregar nossa energia com novas ideias ou uma conversa sobre amenidades.

  1. Nós não somos sempre as pessoas mais falantes em um grupo, mas se alguém está na necessidade de um colete de vida social, podemos oferecer isso.

Novamente, vamos conversar alegremente alguém se aparecer a ocasião. Uma conversa pode ser boa ou pode ser desconfortável. Por isso, se vemos alguém que é pior do que nós em uma conversa, então vamos tomar a iniciativa de fazê-lo sentir mais confortável.

  1. O que nós vivemos em nossas mentes se parece que o que nós colocamos para fora.

Mesmo quando estamos sendo extrovertidos, nossos pensamentos ainda estão viajando e analisando cada situação.

  1. Como podemos ser extrovertidos e balizados ao mesmo tempo se somos líderes. Mas isso não significa que queremos elogios, nem queremos falar que como somos grandes.

As pessoas parecem pensar que estamos aptos a sermos líderes. Podemos nos levantar e conversar na frente das multidões quando precisamos. Podemos tomar decisões quando necessitamos. Mas muitas vezes nos analisamos e não pensamos muito em nossas habilidades. Às vezes não acreditamos que somos bons o suficiente para liderar. Quando pensamos assim, o pensamento introvertido nos faz contrair de constrangimento.

  1. Nós ficamos entre querer ser notado por nosso trabalho duro, mas entramos em pânico quando atraímos mais de 30 segundos de atenção para nós.

Às vezes queremos atenção, outras vezes é difícil acreditar que alguém consumiria mais de 10 segundos atento em nós.

  1. As pessoas pensam que temos interesses diferentes quando fixamos o olhar nelas.

Entendemos que interagir com as pessoas é uma parte necessária da vida. Então, fazemos um esforço para fazê-lo intencionalmente, e queremos puramente que as pessoas saibam que têm nosso interesse e atenção exclusivos.

  1. Ficamos loucos por querer ficar em casa e nossos amigos se sentirem desprezados

É por isso que às vezes nos forçamos em sair. Deixar nossos amigos saber que nós apreciamos passar um  tempo com eles.

  1. Estamos no nosso dia mais feliz em lugares como cafés, restaurantes e bares: cercados por pessoas, mas, internamente, ainda fechados em nós mesmos.

Nós só gostamos de estar perto de pessoas, mesmo que sejam estranhos. É o compromisso paradoxal de estar em torno de pessoas, mas não querer falar com eles.

16. Temos uma luta interna constante de controlar o nosso lado introvertido.

É frustrante porque percebemos quando começamos a nos esconder em nossas próprias mentes e nos tornamos extremamente introspectivos. Acontece quando estamos em grandes multidões. E o único pensamento é: “Oh não, está acontecendo. Tenho de falar com alguém agora. Mas é tão difícil. Não. Sim, você tem que falar ou então essa ideia vai acabar na sua cabeça para o resto da noite”.

17. Nós realmente não gostamos de conversa fiada

Evitaríamos conversa fiada se pudéssemos. Queremos realmente conhecê-lo. Queremos saber o que você pensa, quais são seus objetivos, como é a sua família. Nós não queremos falar sobre como está o tempo. Mas se é falar sobre obviedades que você se sente confortável, então vamos conversar sobre isso.

18. Nós realmente não temos um “grupo” básico de amigos

Nós escolhemos frequentemente e escolhemos um ou dois indivíduos dos grupos sociais diferentes que compõem nossos amigos mais próximos. Nós fizemos este punhado de melhores amigos em nossa vida e nós faríamos qualquer coisa por eles.

19. Se nós gostamos de você, então é porque nós realmente gostamos de você. Somos extremamente exigentes sobre com quem nós gastamos nosso tempo e energia

A sério. Se é uma luta falar com as pessoas e se é tão cansativo sair, é um grande prazer gastar nosso tempo e energia com você. Não é para nos queixar da vida, dizer que estamos cheios de nós mesmos. Nós simplesmente não vamos gastar essa energia com pessoas de quem não gostamos da companhia.

Texto de David Ly Khim escreve sobre marketing, desenvolvimento e produtividade. Quando ele não está trabalhando, ele está no meio de um livro ou na pista de dança – Publicado originalmente em Lifehack – Tradução e adaptação: Portal Raízes Os Direitos Autorais no Brasil são regulamentados pela Lei 9.610 . A violação destes direitos está prevista no artigo 184 do Código Penal. Este artigo pode ser publicado em outros sites, sem prévia autorização, desde que citando o autor e a fonte.

COMPARTILHAR
Portal Raízes
Raízes Jornalismo Cultural - Portal, Revista Impressa e Programa de Televisão




COMENTÁRIOS