Nossos avós são as penas de nossas asas e a nossa herança emocional

Há sempre um lugar favorito que preferimos a qualquer outro do mundo. Não importa aonde você vai, como se move, haverá sempre o momento de regressar para casa. É neste lugar que você sabe que o seu povo o espera. As pessoas amam sentir o cheiro de casa e a aceitação incondicional da família. O cheiro de casa tem cheiro de mel, de abraços apertados que nos fazem fechar os olhos e abrir sorrisos.

Por isso, a casa de uma pessoa é o melhor espelho para olhar todos os dias: reflete sempre a versão mais real e autêntica do você é; a mais bonita e encantadora vista.  A volta para casa é a luz no final do túnel, o apoio durante a caminhada e o ombro em que pode derramar suas lágrimas e restaurar suas asas quebradas.

Os avós são personagens de uma casa assim. Avós são únicos, agradáveis e inesquecíveis. Estejam ou já não estejam neste mundo os avós simbolizam esse lugar a que sempre podemos voltar para o instante sublime do aconchego, mesmo que seja apenas em memória. 

Os netos e os avós representam essa indissolúvel união de gerações. É o papel que envolve um caramelo de sentimentos, olhares cúmplices e amigos. Avós são a alegoria de um jogo permissivo e compreensivo que podemos desfrutar em qualquer etapa da vida, inclusive na fase adulta.

Os avós são nossas recordações mais amenas, nossa complacência mútua, nossa curtição e a nossa ternura mais digna. Avós simbolizam histórias completas de giros inesperados, cabelos brancos que balançam ao vento, olhos que brilham como o sol. Passeios tranquilos com o toque macio de suas mãos, o suave pisar sobre as folhas secas. É a metáfora da chuva através da janela com uma tigela de chocolate quente numa tarde fria de inverno. Essas são as imagens poéticas dos avós.

Por todas essas coisas os avós se convertem em nossos amigos mais cativantes. Aqueles que correm lentamente entre as colinas para brincar de esconde-esconde a nos mostrar que o amor pode ser único e excepcional.  

O legado emocional dos avós

Eles cheiram a roupa nova, recordações de brinquedos novos e oferta de doces para pagar um segredo compartilhado. O carinho dos avós na hora da birra dos netos são vaga-lumes em noites de verão, ou a palha molhada em uma tarde de tempestade.

Seus passos curtos e mãos fortes ou fracas guardam a essência dos momentos insubstituíveis e dos valores aprendidos e a apreender na alma.

O chocolate quente e o pão quentinho nas manhãs de inverno refletem a importância do cuidado com os pequenos detalhes que comprovam devoção e amor. Esses abraços recompõem a dor do tombo em poucos segundos e, sobretudo, aliviam as dores da alma. Avós são exemplos de respeito incondicional que eles continuam a transmitir todos os dias.

É provável que em mais de uma vez nos sentimos tocados  ao ver a carranca ou os olhares de desaprovação. Certamente que temos essa imagem gravada em fogo em nossa pele quando nos disseram amorosamente que não fizemos algo bom.

 Avós são as nossas raízes profundas

Você pode imaginar viver como se fosse um jogo de pula-pula? Para os avós… Eles são essas casas.

A maior bênção dos avós são as suas raízes que nos deram asas para voar e nos fizeram como somos. Portanto, nunca devemos nos esquecer de aprofundar e conservar o que é a nossa base. 

A relação com nossos avós são únicas. Mas também é uma das mais carinhosas e cativantes que experimentamos na vida. Lembre-se sempre da profundidade do amor dos avós e o tratamento genuíno e excepcional que nos dedicaram.

Avós representam o lugar onde aprendemos muitos valores, mesmo quando nos expuseram menos regras.  Eles nos trazem serenidade e maturidade pela satisfação ao transmitir o que sabem, mas esperam que a gente continue sendo transmissores dos seus ensinamentos. A realidade é que aprendemos com os nossos avós a desenvolver a temperança e a paz.  

Avós são companheiros com um objetivo comum: desfrutar dos momentos de hoje com a certeza de que amanhã seremos um a proteger o outro. Avós e netos compartilham  um opositor comum: os pais no exagero das recomendações quanto aos doces nas festas. Essas passagens ficam gravadas em nossa memória e em nossos corações.

A convivência com os avós  é uma das mais bonitas e enriquecedoras experiências que existe, uma espécie de magia incontrolável onde se percebe o efêmero da vida e de onde podemos tirar o calor das recordações. 

Nossos avós, nossos heróis do passado

“O que é essencial é indefinível. Comodefinir a cor amarela, o amor, a pátria, o sabor do café?  Como definir uma pessoa que queremos?  Não se pode”. Jorge Luis Borges

Avós  são as penas de nossas asas. Eles são os heróis do passado que juntam o nosso presente, são aqueles que nos deram a mão, que sopraram as nossas feridas. A sabedoria dos nossos avós nos ensina a cair com leveza para sabermos hoje que a queda é a melhor forma para aprendermos a nos levantar.

Avós são sinônimos certos de calor e aconchego mesmo que estejam distantes. E representam, no primeiro momento, a sintonia perfeita e o inquebrável laço.

Avós têm cheiro de lar, da casa arejada, com muito sol. O consolo de pomada que cobre nossas feridas emocionais e nos tiram as dores.  A voz mansa que nos acalmar enleva. Somente com a lembrança dos avós podemos entender que os momentos mais dolorosos passam rápido.

Estejam ou não seus avós no presente, siga abraçando-os e ouvindo-os.   E entenda as suas boas intenções e, acima de tudo, seja fiel às suas raízes que permanecem espalhadas pelas nossas vidas. A voz da experiência transmitida com carinho por eles merece a reverência eterna dos netos.

De qualquer forma, graças aos avós, a sua infância e a sua vida são especiais. Acima de tudo, foi única. Muitos de nós tivemos o privilégio de conhecer nossos avós, a partilhar uma fase da vida com eles e aprender o valor do cuidado sincero e do respeito às diferenças.

Nunca se esqueça de mantê-los vivos para sempre em seu coração. E se agora você começa a ser avô ou avó procure com que seus netos o reconheçam no dia de amanhã com a ternura de um coração sorridente.  

Texto publicado originalmente em  Mejor con Salud – Tradução e adaptação: Portal raízes

COMPARTILHAR
Portal Raízes
Raízes Jornalismo Cultural - Portal, Revista Impressa e Programa de Televisão




COMENTÁRIOS