Melhor se cercar de gente interessante do que de gente interessada

Queira ou não, as pessoas que te cercam terminarão te influenciando. Se te rodeias de pessoas positivas e entusiastas, seu otimismo te contagiará. Ao contrário, se te rodeias de gente estressada e pessimista, é provável que termines assumindo sua visão de mundo e que, com essa convivência, que percas a vontade de viver. De fato, não te esqueças de que as emoções são contagiosas.

Claro que existem situações em que não podemos escolher as pessoas que nos cercam, como no trabalho, mas podemos decidir se desejamos que essas pessoas entrem em nossa vida ou não. Por isso, quando chegar o momento de decidir quais pessoais queres ao teu lado, deves pensar que, por mais autoconfiança e autoestima que tenhas, a rocha mais dura termina sendo erosionada pela ação contínua do mar. Isso significa que deverias procurar te rodear de gente interessante, não interessada.

Quem são as pessoas interessadas?

Todos são – em maior ou menor escala – pessoas interessadas. Sendo assim, existe gente que só se aproxima de nós porque deseja alguma coisa, mas não está disposta a dar nada em troca. Serão facilmente reconhecidas  com estas características:

1 – São pessoas que se comportam como vampiros emocionais, pois quando termina uma conversa, inclusive a mais trivial, é provável que te sintas como se de ti tivesse retirado toda a tua energia.

2 – São pessoas que sempre precisam de algo, mas que nunca estão satisfeitas com o que lhe dás. Não importa quantos sacrifícios hajas feito ou quanto te esforces para satisfazê-las, nunca fará o suficiente, elas vão querer sempre mais de ti.

3 – Não são pessoas que se comprometem com a relação e nunca estão dispostas a dar nada, a menos que recebam algo importante para trocar. Com estas pessoas as relações perdem seu aspecto afetivo para se transformar em uma mera relação de troca comercial.

4 – Elas planejam para gerar em ti sensações negativas, como, por exemplo, a culpa e a insegurança. São autênticos mestres para fazer com que os outros se sintam mal, especialmente se não cedem aos seus pedidos.

5 – Na verdade essas pessoas não são más, o problema é que não sabem se relacionar de outra forma. Creem que são o centro do universo e seu egoísmo lhes faz pensar que todos devem ceder aos seus “caprichos”.

6 – Para manter uma relação cordial com eles, deves fazer com que entendam que as consideram, mas que também esperas que respeitem tua individualidade. É conveniente demarcar limites e assegurar-te de que o “interessado” não os ultrapasse. Deixe-nas saber que não cairá em seu jogo e que podes ajudar-lhe em determinadas situações, mas não significa que sempre estarás a sua disposição.

Quem são as pessoas interessantes?

Uma pessoa interessante é alguém que nos oferece muito desde o ponto de vista emocional e intelectual. Estas pessoas:

– São arquitetos de emoções positivas e te fazem rir mesmo nos maus momentos, mantendo-se ao teu lado quando mais dele necessitas.

– Te permitem crescer como pessoa, ajudando-te a compreender o que não se vê a primeira vista e te ajuda a ampliar teus pontos de vista.

– Pode não saber de todas as coisas, mas têm uma mente desperta e curiosa, sempre disposta a explorar coisas novas junto de ti.

– Sabe expor sua melhor faceta à luz, desejando que tenhas a melhor versão de ti mesmo.

As pessoas interessantes sempre fascinam, seja pelo seu conhecimento, sua capacidade de transmitir afeto, sua empatia ou sua autenticidade. Não são pessoas perfeitas, nada é, mas sabem acolher e respeitar os outros, relacionando-se desde o mais profundo de seus “eus”. São pessoas com as quais estabelecem conexão quase imediatamente e sentirás uma empatia total porque partilham ideias, paixões e passatempos.

Frequentemente a estas pessoas não lhes interessam “ajustar” ou “se adaptar” a qualquer situação. Assim que em muitas ocasiões suas atitudes e pontos de vista representam um desafio para os outros. Essa é uma das razões pelas quais nos são tão estimulantes já que, apesar de partilhar valores, também são muito diferentes e se transformam, não raro, em agentes de mudança que impulsiona nosso crescimento.

Então, busque gente que seja vibrante, que saiba criticar sem ferir-te. Gente que persiga seus sonhos e que seja alegre. Que nunca se desanima, e que busque soluções. Sobretudo, que reconheça seus erros quando se engana. Quando a encontrares uma pessoa assim, não a deixes escapar porque, com certeza, é um vaso precioso.

TEXTO DETradução livre
FONTEVia
COMPARTILHAR
Portal Raízes
Raízes Jornalismo Cultural - Portal, Revista Impressa e Programa de Televisão




COMENTÁRIOS