Papa Francisco responde 26 perguntas de crianças do mundo todo

O Papa é o maior líder religioso dentro da igreja católica. É exatamente por isso que, na maioria das vezes, seus materiais escritos são densos e complexos. O Papa Francisco, no entanto, foi na contramão dessa lógica e lançou recentemente um livro onde, de forma leve a descontraída, responde a perguntas de crianças do mundo todo, incluindo o Brasil. O resultado é apaixonante mesmo para aqueles que não seguem a religião.

Livro: Querido Papa

Querido papa livro

A seleção de 26 perguntas de crianças de vários países deu origem ao livro “Dear Pope Francis” (“Querido Papa Francisco”, em tradução para o português). Nele, as perguntas dos pequenos vêm acompanhadas de um desenho. A resposta dada pelo religioso é encontrada na parte de trás da folha. A ideia foi de outro religioso, o padre Antônio Spadaro, editor da revista jesuíta Civilta Cattolica, que também ficou responsável pela seleção dos participantes.

Perguntas e respostas

TVCAV VIEIRA / YOUTUBE
Crianças de 26 nacionalidades foram selecionadas para o livro. Muitas das perguntas têm caráter bem infantil e abordam desde as vestimentas do religioso até o motivo de fazer catequese. Outras, no entanto, são mais pesadas e tocam, inclusive, adultos. O material foi divulgado por agências internacionais. A seguir, veja alguma das perguntas e a forma como o Papa Francisco as respondeu.

“O que Deus fazia antes de ter criado o mundo?”. Ryan, canadense de 8 anos.

Papa Francisco: “Foi Deus quem criou o tempo. Mas, antes de tudo, Deus amava”.

“Por que Jesus andou sobre as águas”. Natasha, queniana de 8 anos.

Papa Francisco: “Isso aconteceu porque Ele é capaz de fazer qualquer coisa”.

“Por que o senhor usa aquele chapéu alto?”. Faith, 8 anos, de Singapura.

Papa Francisco: “Porque ele é o símbolo de que o Francisco é um bispo”.

“Quando o senhor era criança o que queria ser quando crescer?”. Basia, de 8 anos, da Polônia.

Papa Francisco: “Açougueiro”.

“Por que os meus pais discutem tanto?”. Alexandra, das Filipinas, 10 anos.

Papa Francisco: “Todas as pessoas discutem. Inclusive eu, mas que é importante que as pazes sejam feitas antes que o dia termine”.

“As pessoas más são assim por que não têm anjo da guarda? Karla,10 anos, da Nicarágua

Papa Francisco: “Todas as pessoas têm um anjo da guarda. Mas se, você quiser,  pode rezar para o seu anjinho conversar com os protetores das pessoas que fazem o mal”.

“Um dia o mundo vai voltar a ser bonito?”. Mohamed, sírio, de 10 anos

Papa Francisco: “Sim, porque o sofrimento não vai durar para sempre”.

“Qual milagre o senhor realizaria caso tivesse apenas uma chance?”. Willian, 10 anos, dos Estados Unidos.

Papa Francisco:”Eu curaria todas as crianças doentes porque  até hoje não consigo entender porque os pequenos sofrem”.

“Minha mãe, que hoje está no céu, vai ganhar asas de anjo?”. Lucas, australiano de 8 anos.

Papa Francisco: “Asas não, mas ela está mais linda do que nunca, sorridente e cheia de amor por seu filho”.

Pergunta brasileira

TVCAV VIEIRA / YOUTUBE

Com crianças de tantas nacionalidades presente no livro, o Brasil não ficaria de fora. Ana Maria Galvão, que tem 10 anos e mora em Salvador (BA), teve seu desenho e sua pergunta selecionados para a obra.

Sua pergunta foi relacionada diretamente à prática religiosa: “Por que eu tenho que fazer catequese?”.

E a resposta do Papa, muito esclarecedora: “Você vai à aula de catequese para conhecer melhor Jesus. Quando temos um amigo, gostamos de conhecê-lo melhor, conhecer sua família, sua vida. E isso é bom. O catecismo ajuda a conhecer nosso amigo Jesus”.

FONTEBolsa de Mulher
COMPARTILHAR
Portal Raízes
Raízes Jornalismo Cultural - Portal, Revista Impressa e Programa de Televisão




COMENTÁRIOS