Esta foto é sua? Por favor entre em contato.

Para quem tentou, sem sucesso, me destruir emocionalmente

Imagine a cena: uma mulher sentada no chão do quarto, chorando sem parar, soluços doídos; seu corpo em convulsão a cada vez que tentava parar o soluço. Batia os punhos no chão enquanto tentava encontrar um sentido a tudo que havia acontecido. Agora, tente imaginar a expressão desta mulher. Já imaginou que esta mulher sou eu?

Finalmente percebi que não fui boa o suficiente para você. Mas você também não foi suficientemente bom para mim. Estas palavras ressoaram em mim por algum tempo. Hoje recordo que eu mereço mais do que o amor que me foi entregue na bandeja de prata manchada. Eu mereço mais do que ser ignorada. Eu mereço mais do que ser manipulada. Sobretudo, eu mereço alguém melhor do que você.

Apesar de tudo eu não odeio você. Em vez de ódio eu agradeço a você por isso

Descobri que já não sou a mesma mulher que estava no chão do meu quarto naquela noite. Sabe por quê? Jamais eu daria a alguém o poder completo sobre mim. Por isso perdi o controle; o controle sobre mim e me senti uma completa inútil. Contudo, reagi como reagem as pessoas fortes.Eu sei que você é uma boa pessoa, mas da próxima vez que você tiver dúvida do que me fez naquele dia, lembre-se da mulher chorando do chão do quarto.

E que foi consumida por  completa negatividade por algum tempo. Eu pensava que você fosse a minha única fonte de luz. Eu me afogava a cada dia nessa ilusão. Eu esperava que a sua mão me puxasse para cima, para a superfície, e que nas suas mães eu estaria salva. Eu estava errada. Mas eu pensava nessas coisas. Naquela noite eu percebi que a sua mão nunca iria lá para me salvar. Em vez disso me empurraria mais fundo, abaixo da superfície. A única mão que eu, verdadeiramente, precisava era a minha própria mão para me salvar.

Você era minha escuridão e eu levei muito tempo para perceber isso

Eu sei que você é uma boa pessoa, mas da próxima vez que você se perguntar  o que foi que você já me fez, eu quero que você pense na mulher chorando no chão do quarto esperando por você. Eu quero que você pense na mulher ingênua que não conseguia dormir porque os pesadelos eram piores do que a realidade. E que essa realidade se converteu em seu próprio inferno pessoal. Eu quero que você pense na pessoa que nem tinha fome. Ela não tinha apetite por causa da ansiedade causada por pensar que tinha feito algo errado a você. Eu quero que você pense na garota que se odiava, que forçava a se levantar de manhã só para rastejar de volta para cama horas mais tarde. Eu quero que você pense na moça que chorou silenciosamente muitas vezes, esperando que seus pais não ouvissem. Eu quero que você pense em todas as coisas que você jamais viu, porém aconteceu comigo. Em todas as coisas que foram mantidas em silêncio.

Talvez algum dia você encontre essa pessoa em que me tornei. E vai se surpreender que sobrevivi ilesa e independente. Quero que você saiba que eu sou grata por criar uma pessoa mais forte. Eu já não sou como era antes. Hoje eu já não tenho que forçar a felicidade. Não tenho mais que buscar a validação dos outros. Tenho dignidade e conheço minha força interior. Eu sou grato pelo que fez  a minha vida. Porque você se tornou na melhor e, ao mesmo tempo, na pior coisa que aconteceu para mim.

Eu espero que você esteja feliz. Também digo que eu não me arrependo de haver conhecido você. Eu nunca desejaria que você passasse pelo mesmo inferno que eu. Desejo-lhe a felicidade que eu, finalmente, experimento todos os dias. Obrigado por me fazer engolir a escuridão daqueles dias. Obrigado por me ajudar a crescer. Obrigado por ter me empurrado abaixo da superfície. Aprendi a mergulhar, nadar e respirar.

Grandes coisas surgem da escuridão. Da mesma forma que diversas coisas boas vieram de você.

Texto de Stefanie Manzi publicado originalmente em Thought Catalog – com tradução e livre adaptação de Hard Pop

COMPARTILHAR
Portal Raízes
Raízes Jornalismo Cultural - Portal, Revista Impressa e Programa de Televisão




COMENTÁRIOS