Perdidamente apaixonados em 4 minutos

Foi em 1995 quando os cantores e compositores Nick Cave e PJ Harvey se reuniram para gravar o sucesso “Henry Lee”. O encontro foi breve e eles admitiram se apaixonar a primeira vista.

20 anos depois, a jornalista Mandy Len Catron tornou isso em viral no “The New York Times” com seu experimento “Se apaixone por mim em 4 minutos” baseado em seus estudos. O experimento mostra que 2 estranhos, que farão perguntas entre si, uma série convincente de 36 questões, alcançando, dentre outras,antecedentes familiares, preferências sexuais, traumas de infância ou programas de TV favoritos. Depois eles se entreolham por exatamente 4 minutos e podem se apaixonar instantaneamente.

As questões que Catron e seu amigo fizeram entre si estão separadas em três seções que abrangem a maioria das coisas das quais não falamos facilmente com pessoa alguma (tampouco com nós mesmos).

A fascinação entre Cave e Harvey enquanto estavam gravando é difícil de explicar. Sabendo que eles mal se conheciam quando se encontraram torna toda a visão da experiência surreal, dramática e enfeitiçada. Henry Lee foi feito em apenas uma tomada. Não houve roteiro, nem coreografia. Assim, eles foram além da razão naqueles 4 minutos. Essa atração magnética coloca-os dentro de uma bolha lunática fora do tempo e espaço, onde manteram os olhares intensos, transbordando conexão. Essa intensidade foi brutal, e ainda assim sua essência foi gentil, e todos esses sentimentos despojados, formam um coração desprotegido e cru, apesar da melodia falar de assassinato e traição.

As questões e o vídeo com a música estão a seguir:

Parte 1

1 Dentre todas as pessoas do mundo, quem você convidaria para jantar?
2 Você gostaria de ser famoso? De que maneira?
3 Antes de fazer uma ligação você ensaia o que vai dizer? Por quê?
4 O que constitui um dia “perfeito” pra você?
5 Qual foi a última vez que cantou para si? E para alguém?
6 Ao chegar aos 90 anos, se você puder escolher entre o corpo ou a mente de uma pessoa de 30 anos, o que escolheria?
7 Você tem um pressentimento secreto sobre como você vai morrer?
8 Nomeie três coisas que você e seu parceiro parecem ter em comum
9 Na vida, o que te faz grato?
10 Se você pudesse mudar qualquer coisa sobre o jeito que você foi criado, o que seria?
11 Em 4 minutos diga ao seu parceiro sua história de vida com o máximo de detalhes possíveis.
12 Se você pudesse acordar amanhã tendo ganhado qualquer qualidade ou habilidade, qual seria?

Parte 2

13 Se uma bola de cristal pudesse dizer a verdade sobre você, sua vida, e o futuro, o que você gostaria de saber?
14 Existe algo que você tem sonhado em fazer há bastante tempo? Por que você não o fez?
15 Qual é a maior realização da sua vida?
16 O que você valoriza mais em uma amizade?
17 Qual a sua memória mais valiosa?
18 Qual sua memória mais terrível?
19 Se você soubesse que em um ano você morreria num repente, você mudaria alguma coisa na maneira como está vivendo agora? Por quê?
20 O que amizade significa pra você?
21 Quais são os papeis do amor e da afeição na sua vida?
22 Compartilhe algo que você considera positivo em seu parceiro. Compartilhe um total de 5 itens.
23 Quão próxima é sua família? Você sente que sua infância foi mais feliz do que a infância da maioria das outras pessoas?
24 Como você se sente sobre sua relação com sua mãe?

Parte 3

25 Faça três declarações usando “nós”.
26 Complete a sentença: Eu gostaria de ter com quem compartilhar…”
27 Se você estivesse prestes a se tornar amigo do seu parceiro, compartilhe o que seria importante para ele saber.
28 Conte ao seu parceiro o que você gosta em relação a ele, seja bastante honesto agora, diga coisas que você provavelmente não deveria dizer à alguém que acabou de conhecer.
29 Compartilhe com seu parceiro um momento embaraçoso da sua vida.
30 Qual foi a última vez que chorou na frente de uma pessoa? E de si mesmo?
31 Diga algo que você já gosta sobre seu parceiro.
32 O que seria tão sério para se fazer piada?
33 Se você fosse morrer esta tarde sem oportunidade de se comunicar com alguém, do que você mais se arrependeria de não ter dito à alguém? Por quê não disse ainda?
34 Sua casa, contendo tudo que te pertence, pega fogo. Após salvar seus entes e os bichos de estimação, você ainda tem tempo para salvar uma última coisa, o que seria? Por quê?
35 Compartilhe um problema pessoal e pergunte ao seu parceiro, conselhos sobre como ele ou ela lidaria com isso. Também peça para refletir sobre como você se sente em relação ao problema que escolheu.

Pessoas que se apaixonam – ciente ou não desses exercícios, se os fizerem – diz Catron – farão isso sem escolha e se separarão sem razão. Cave e Harvey passaram menos de um ano juntos – um caso que levou a consumir a morte do envolvimento. Enquanto Cave escreveu freneticamente baladas de amor condenado; morenas de olhos verdes escuros e o Condado Ocidental. Harvey afundou como um peixe dentro de um tanque para produzir, nesse desejo, uma nota final sobre casos incompatíveis e romances fantasmagóricos. Seus 4 minutos na tela da fama, no entanto, tomou um rumo dramático para a suas músicas. Enquanto Harvey produziu seu mais aclamado álbum, a música “Into my arms” de Cave foi chamada de maior música de amor de todos os tempos.

Harvey e Cave podem ter tido amor a primeira vista – o qual, Catron diz – é uma questão de escolha, não destino – ou podem ter vivenciado as consequências de um resort psicológico estranho. De qualquer maneira, isto ainda é um dos mais misteriosos e românticos encontro na cena da arte dos anos 90, e francamente, quem não se apaixonaria quando alguém repete de modo árduo: “Você não irá encontrar uma garota neste maldito mundo / Que se compare comigo”.





COMENTÁRIOS