O que há por trás da alienação? – Este vídeo só é recomendado aos não influenciáveis

Uma vez li uma frase que eu pesquisei para descobrir o autor, mas não consegui descobri-lo. Ela diz mais ou menos assim: “Só há um mal  praticado sem culpa alguma: aquele se faz em nome de um Deus”. Recordo, assim, de Jim Jones, o pastor que conduziu 918 pessoas ao suicídio em 1978  em Jonestown, Guiana. Quando se estuda a história de Jim Jones, não é raiva que a gente sente. É pena. Porque ele, em sua insanidade, acreditava que estava fazendo a vontade de Deus. É possível ver alguns de seus discursos no Youtube: são apaixonantes. Jim Jones era adorado à exaustão.

Não tenho a intenção de fazer apologia a quaisquer “ismos”. Longe disso. Pretendo elucidar algumas razões pelas quais tantos se deixam persuadir por outras pessoas ao ponto de lhes entregar a direção de suas vidas.

Teríamos inúmeros exemplos para recordar  de indivíduos que arrebanharam um grande séquito. A boa notícia é que não há tantos “sofistas” assim na Terra. Eles surgem de tempos em tempos e arrastam multidões. Depois desaparecem deixando-nos a reflexão sobre o seu estupendo poder de alienação de massas.

Penso que essas pessoas têm uma missão: a de usar o seu dom de persuadir para um bem comum. Estes que assim fazem permanecem “eternos” e deixam discípulos admiráveis. Mas, muitas vezes, esses seres extraordinários se deixam conduzir pela vaidade, o orgulho, a soberba e, o pior de todos, o fascínio pelo poder e/ou o dinheiro. Quando isso acontece, uma onda de energia negativa emoldura a sua existência e a prática do mal, em nome do bem, torna-se inevitável e imperceptível por eles.

O vídeo abaixo é um trecho de ‘O Grande Ditador’, na incrível interpretação de Charlie Chaplin. Apesar de ser uma sátira aos discursos nazistas, é verossímil e emocionante. Assistir este vídeo e não se “apaixonar” por um ditador é coisa para os fortes e não influenciáveis. Quem nunca o é?

Vale o play:

“Hannah, está me ouvindo? Onde quer que esteja, olhe para cima! Olhe para cima, Hannah! As nuvens estão subindo, o Sol está abrindo caminho! Estamos fora das trevas, indo em direção à luz! Estamos indo para um novo mundo; um mundo mais feliz, onde os homens vencerão a ganância, o ódio e a brutalidade. Olhe, Hannah!”. (O Grande Ditador – Filme)

COMPARTILHAR
Clara Dawn
Psicopedagoga e escritora. Como psicopedagoga é autora do projeto: "A drogadição na infância e adolescência numa perspectiva preventiva aos transtornos mentais e ao suicídio". Como escritora já publicou 7 livros. Dentre eles: O Cortador de Hóstias (Romance), Alétheia(Romance) e Sófia Búlgara e Tabuleiro da Morte (Crônicas de prosa poética). Clara Dawn também produtora de conteúdo da marca Raízes Jornalismo Cultural.




COMENTÁRIOS