Seu filho é feliz? Veja as 7 características de uma criança feliz

Quando falamos de uma criança feliz, não devemos confundir o conceito de que devemos dar tudo a ela e de que ela tem que conseguir tudo quando quiser para não se frustrar.

É evidente que a frustração, por mais que não gostemos dela, é uma parte da vida, e o seu filho sofrerá com ela mais cedo ou mais tarde. No entanto, uma criança feliz e bem criada terá as ferramentas necessárias para superar qualquer fase ou trauma.

Isto é, uma criança feliz não é uma criança mimada. O pequeno deve saber onde estão seus limites e o que pode e o que não pode fazer. No entanto, este conhecimento não tem por que ser dramático ou traumático.

Uma criança que sabe que é amada, que é feliz em seu ambiente familiar, que diferencia as limitações da sua vida e as aceita é uma criança plena que crescerá em um ambiente excelente e será mais responsável e consciente de si mesmo e do que está acontecendo ao seu redor.

“Não devemos permitir que alguém saia da nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz”. Madre Teresa 

Quais as características de uma criança feliz?

Agora vamos enumerar uma série de características que descrevem uma criança feliz, e como estas a tornam mais responsável por tudo que acontece em sua vida e ao seu redor:

  1. Uma criança feliz tem melhor caráter. Toda criança que vive feliz em seu ambiente familiar desenvolve um bom caráter. Isso é muito saudável, porque faz com que ela tenha mais facilidade para interiorizar os conceitos de justiça e honestidade. O bom caráter da criança feliz lhe dá várias virtudes. Uma criança que cresce em um mundo feliz aprende virtudes como a honestidade, a temperança, o amor, o sacrifício pelos outros, a empatia, a generosidade, a humildade e a capacidade de se esforçar para superar fases adversas da vida.
  2. Uma criança feliz é mais positiva. Toda criança feliz tem uma visão da vida muito mais positiva. É pró-ativa e íntegra, e verá primeiro as soluções para os problemas que podem prejudicá-la. Ela irá trabalhar muito duro para superar a adversidade e será muito agradecida.
  3. A criança feliz é mais receptiva. Uma criança feliz que tem uma relação saudável com seus pais será mais receptiva ao amor, ao apego emocional, à comunicação com os outros e aos ensinamentos que receber ao longo da vida.
  4. Uma criança feliz aprende mais. Como dissemos, a criança feliz é mais receptiva e, portanto, mais permeável aos ensinamentos e conhecimentos. Neste sentido, entende melhor os exemplos, presta atenção quando alguém fala e escuta as diferentes opiniões de seus pais, sendo capaz de discernir o bem do mal, tirando suas próprias conclusões.
  5. A criança feliz distingue prioridades. Uma criança que vive em um ambiente feliz aprende a distinguir suas prioridades. Por exemplo, ela sabe que o acesso aos brinquedos, à tecnologia e aos prêmios são um privilégio, nunca um direito. Ela entende o valor das coisas e respeita isso.
  6. A criança tem consciência. Uma criança feliz entende bem as mensagens e sabe distinguir entre o bom e o mal, pois desenvolve uma poderosa consciência. Isso graças à educação emocional, que a torna mais receptiva e consciente.
  7. A criança feliz sabe como desenvolver a sua vida. Uma criança feliz aprende a dar importância às prioridades da vida, como a família, a amizade, o amor, o altruísmo, a solidariedade, os valores e a ética. Desta forma, ela estará menos desorientada, desenvolverá mais cedo sua capacidade de discernimento e evitará cair em comportamentos de risco.

 

“A felicidade é a certeza de não se sentir perdido”.  Jorge Bucay

É evidente que uma criança feliz terá uma existência mais plena e completa. Mas lembre-se, jamais confunda isso com excesso de mimo, liberdade sem limites e apego pelas coisas materiais, pois esse é um erro que cria comportamentos tirânicos e dependentes. Deixe simplesmente que a criança seja ela mesma em um ambiente emocional de carinho e compreensão.

FONTEO Segredo (Adaptado)
COMPARTILHAR
Portal Raízes
Raízes Jornalismo Cultural - Portal, Revista Impressa e Programa de Televisão




COMENTÁRIOS