manipulação

Sinais de manipulação psicológica. Você é uma vítima?

Portal Raízes

Os manipuladores estão nos lugares que frequentamos no nosso dia a dia. Pode ser o seu chefe, o seu vizinho, um colega de trabalho, um cliente, um parente distante, alguém próximo ou qualquer amigo. Estamos falando de pessoas que dominam certas técnicas e que as usam para nos confundir. No entanto, será que você sabe identificar os sinais de manipulação psicológica?

Embora estejam ao nosso redor, não é fácil detectar essas pessoas. As suas características e traços de personalidade não são evidentes. Ninguém carrega um cartaz na sua frente, advertindo que é um narcisista ou sociopata. Então, como podemos evitá-los?

Por que ele me escolheu?

Estes tipos de pessoas se alimentam da dor alheia. Portanto, não é porque você seja mais fraco, vulnerável ou especial, mas simplesmente é outra vítima para eles. É um número a mais.

Quando estamos envolvidos em determinadas situações, todos nós experimentamos culpa ou desconfiança. E o pior é que nos culpamos sem saber como e por quê. Mas, o fato é que as consequências nos perturbam, enfraquecem a nossa moral, complicam as nossas vidas e aumentam as nossas inseguranças. Como eles conseguem fazer isso sem que percebamos?

O que os manipuladores buscam?

Na realidade, existem muitos tipos de pessoas manipuladoras: sociopatas, narcisistas, mentirosos ou os chamados vampiros emocionais. E detectá-las é mais uma questão prática do que teórica. Portanto, se você foi vítima em algum momento da vida, será mais fácil lidar com elas.

No entanto, podemos dizer que os objetivos das pessoas manipuladoras são muito claros, instrumentais e seguem um determinado padrão. Sabendo quais são, será mais fácil notar os sinais de manipulação psicológica. Citaremos aqui alguns deles:

  • Anular a sua força de vontade: semear dúvidas para que você permaneça sob a sua proteção.
  • Destruir a sua autoestima: desvalorizar tudo o que você faz ou fez. Elas não fazem críticas construtivas, só apontam os seus defeitos.
  • Vingança passivo-agressiva: elas o punem com o seu desprezo. Quando você precisa delas, o deixam de lado; basta que você lhes peça algo, para que desapareçam ou nem sequer falem com você novamente.
  • Deturpam a realidade: se satisfazem confundindo as pessoas e criando discussões e mal-entendidos. Depois de terem gerado uma discussão, elas ficam “de fora” se divertindo com as disputas dos outros.

Conheça os sinais de manipulação psicológica presentes em cada técnica

As consequências da manipulação podem gerar uma marca muito profunda em cada um de nós. Portanto, é necessário que saibamos quais são as técnicas de manipulação usadas com mais frequência. A questão é aprender a nos anteciparmos para não sermos marionetes nas mãos dos outros.

Muitas vezes essas pessoas riem das nossas opiniões, nos culpam ou nos fazem sentir culpados, nos atacam sutilmente, nos interrogam, escondem o que não lhes interessa, mentem… Tudo isso para controlar a situação. Mas, quais são as técnicas de manipulação que elas utilizam?

Gaslighting

O Gaslighting é uma forma deliberada de mentir que pretende confundir a vítima para obter algum benefício dela. “Isso nunca aconteceu”, “Você imaginou” ou “Você está louco?” são algumas das expressões usadas para distorcer e confundir o seu senso de realidade, fazendo você acreditar em algo que não aconteceu.

Incutem nas vítimas uma enorme sensação de angústia e confusão, até o ponto de deixarem de confiar em si mesmas, na sua própria memória, percepção ou julgamento.

Projeção

O manipulador transfere as suas características negativas ou a responsabilidade dos seus comportamentos para a outra pessoa. Os narcisistas e psicopatas usam isso excessivamente, afirmando que a maldade que os rodeia não é culpa deles, mas sua.

Conversas sem sentido

Dez minutos de conversa são suficientes para você não querer ouvir mais nada. Os manipuladores dizem absurdos, explicações ilógicas, cortinas de fumaça, eventos passados…

Eles apenas tentam enredar o outro. Fazem monólogos e tentam envolvê-lo com as suas conversas. Um conselho? Fuja rapidamente. E se você puder sair em 5 minutos, melhor. A sua mente agradecerá.

Generalizações e desqualificações

Eles fazem declarações gerais, vagas e sem sentido. Podem parecer intelectuais, mas na realidade são pessoas sem conteúdo. As suas conclusões são muito gerais; o seu objetivo é rejeitá-lo e subestimar as suas opiniões.

Ele lhe diz, por exemplo, “você quer estar sempre certo”, “tudo o incomoda”, “você nunca concorda com nada”. Mantenha a calma, agradeça ou ignore com um categórico “Eu acho que você está um pouco alterado, conversaremos mais tarde”.

Situações absurdas

Lembre-se de que o manipulador procura minar a sua autoestima e fazer você repensar tudo o que acredita. Eles podem colocar palavras na sua boca, coisas que você não disse. Farão você acreditar que têm o poder de “ler a sua mente”. Mas não, são apenas truques e manobras. Você pode reagir com uma submissão simulada: diga-lhe que ele está certo, mas mantenha a sua posição. Você também pode responder à sua chantagem com um “ok” ou com frases lacônicas.

O importante é afastar a sua autoestima das suas mãos. O que eles querem é jogá-lo no chão para depois controlá-lo. Uma vez que o tenham enfraquecido, a tarefa será muito mais fácil.

Disfarce de bondade

“Sim, mas…”. Se você acabou de comprar uma casa, lhe dirá que é uma pena que você não tenha outra na praia. Se você está mais elegante do que nunca, lhe dirá que outros brincos teriam ficado melhores em você. Se você concluiu um relatório impecável, notará que não está grampeado corretamente.

Mas não deixe que isso o afete, você sabe o “seu valor”! As suas conquistas e as suas virtudes valem muito mais do que esses sinais de manipulação psicológica. Não lhe dê credibilidade e mantenha-se ao lado de pessoas que passam mais tempo enfatizando o que está certo e incentivando você; aquelas pessoas que o elogiam quando você merece e fazem críticas construtivas, não destrutivas.

Resista aos seus ataques de raiva

Quando você se opõe a um manipulador, é normal que a sua raiva aumente em alguns segundos, especialmente se você não entrar no seu jogo: a sua tolerância à frustração geralmente não é muito alta. É possível que ele comece a dizer atrocidades e até mesmo a insultá-lo. Poderá se referir a você em termos depreciativos e pejorativos. É fruto da sua própria desconfiança.

Estes são os sinais de manipulação e técnicas mais sutis e frequentes que essas pessoas utilizam para humilhá-lo. Domine as suas emoções e mantenha a cabeça fria: é a única forma de fugir do seu controle. Se você não sucumbir, se cansarão e acabarão procurando outra vítima. A vida longe das pessoas tóxicas é muito melhor.

Fonte: A mente é Maravilhosa

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Portal Raízes

Portal Raízes Jornalismo Cultural


COMENTÁRIOS