teste torneira

Por qual cano a água sairia mais rápido? Sua resposta define que gênio você é

Portal Raízes

Quem é gênio e superdotado de verdade atinge um QI que varia entre 130 e 160 pontos. É claro que menos de 1% da população pode ser chamada de genial, por isso essas pessoas são vistas como raridades na humanidade. Mas não fica triste, não! Essa é a oportunidade de você se sentir, pelo menos uma vez na vida, gênio! Que tal descobrir qual o seu nível de QI aqui?

1. Torneira número 1

Se esta foi a sua escolha, você deve estar com sorte. Cerca de 35% das pessoas que fazem este teste falam que não tem dúvida alguma sobre a resposta: a água iria cair mais rápido se passasse pela tubulação 1. Você é um gênio em construção, ou seja, ainda não chegou no nível máximo de sua capacidade mental. Desde quando era criança você já se destacava das outras pessoas porque era muito inteligente e isso acontece até hoje.

É sempre bom estimular o cérebro e, para que você continue evoluindo, faça testes reais (com um grau de dificuldade mais elevado) de lógica para que você consiga treinar o seu raciocínio cada vez mais. O cérebro não é um músculo, mas deve ser exercitado como um, ou seja, regularmente! Caso não, sua saúde vai ser afetada. Uma mente sadia, ou seja, que se alimenta de informação e é estimulada diariamente, faz com que o resto do corpo trabalhe em harmonia, coletando sempre bons resultados.

2. Torneira número 2

Você nasceu com um dom raro. Não deixe de tirar o máximo de proveito possível de seu dom para alcançar os seus objetivos e realizar os sonhos de sua vida. Você tem intuição! Você não deixa nada passar despercebido e tudo que decide fazer costuma dar bons frutos.

Sua intuição apurada lhe ajuda a enxergar as melhores oportunidades e isso é muito bom! Você é daqueles que com um simples olhar já entende tudo o que está acontecendo ao seu redor. Continue assim, sempre prestando atenção aos detalhes e você vai ter muito sucesso em sua vida. Não tem como negar que o seu futuro está cheio de sucesso. É só você trabalhar bastante que vai conseguir ficar mais inteligente ainda!

3. Torneira número 3

Algumas pessoas simplesmente não nascem muito inteligentes, mas trabalhando bastante qualquer um consegue ficar mais esperto. Você já deve ter ouvido falar que a dedicação é a chave para o sucesso, certo? E essa é a mais pura verdade. Quando você era criança, enquanto os outros brincavam na rua, você ficava em casa assistindo documentários, aumentando a sua cultura, lendo revistas científicas e até mesmo estudando sobre as maiores descobertas de alguns dos gênios mais importantes da história.

Ninguém duvida que você é uma grande pessoa, principalmente porque com o tempo você aprendeu a superar as dificuldades e a lidar com todos os tipos de situações. Não é qualquer pessoa que consegue aproveitar experiências passadas como aprendizado e por isso muitas das pessoas que te conhecem reconhecem a sua capacidade: se alguém tem um problema, logo corre até você porque sabe que vai receber ajuda. Por isso lhe dizemos que por mais que se sinta solitário, saiba que você é um dos melhores amigos que alguém poderia ter.

4. Torneira número 4

Quem escolheu essa opção é porque é brilhante por natureza, ou seja, pode fazer qualquer coisa ou resolver qualquer problema com um simples estalar de dedos. Nada é impossível pra esse tipo de pessoa e isso talvez seja porque fazem parte dos casos raros que tem chances de chegar no QI de 160 pontos. Se você escolheu essa resposta, já deve ser natural a facilidade para dominar qualquer ciência ou arte.

Enquanto seus colegas passam horas estudando e quebrando a cabeça pra conseguirem passar de ano, você só precisa dar uma revisada rápida nas anotações para conseguir as maiores pontuações nas provas. Seu lema é: “Se você quiser, você pode” e você aplica isso em toda a sua vida. Seu talento é sem limites então competições pra você são fáceis de se ganhar. Ser gênio assim nunca foi tão fácil, não é? Nos conte nos comentários o que achou! 

Fonte: Para os Curiosos

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Portal Raízes

Portal Raízes Jornalismo Cultural


COMENTÁRIOS