“Uma criança mimada será um adulto infeliz” – Por Leandro Karnal

“‘Somos uma civilização de mimados’ – Esta expressão é de autoria do professor Pondé – e é a ideia de que nós, especialmente as classes média e alta, nunca tivemos tantos privilégios, tão pouca noção de espaço e de limite. É comum a geração presente sempre dizer que a anterior era a verdadeira geração e que esta é uma geração degenerada – isso é só sinal de idade – sinal de que estamos envelhecendo.

A grande questão é que não está mais na nossa pauta a ideia do sacrifício (…), aquela questão de que qualquer vitória vem de um sacrifício. Nós achamos, por exemplo, que as crianças não devem ser traumatizadas – e Freud nos ensinou que sem trauma não há crescimento. Ou seja, que eu me dirija para o crescimento a partir de traumas. A ideia de que a criança não pode sofrer nada, que ela não pode ser contrariada é que faz de nós a civilização mais mimada do que jamais fomos. 

Eu só lamento ser de uma geração que, quando eu era aluno, meus professores sempre tinham razão independente se eles erravam e eu estava certo. Porque os meus pais o Sistema sempre apoiavam os professores e lamento hoje ser professor num Sistema onde o aluno sempre tem razão e eu nunca. Então eu não tive nenhum bom momento. Eu poderia ter sido professor há cinquenta anos ou aluno hoje, mas eu peguei o pior de dois mundos. Absolutamente o pior.

Eu acho que nós superamos alguns defeitos do passado, por exemplo, punição física de crianças que é inadmissível – uma violência, não apenas prevista como crime ou contravenção – mas também porque é errado você praticar violência física contra alguém que não possa se defender.

Mas a ideia de corrigir, estabelecer limites e não ceder a manha e ao mimo, é uma ideia que nos faz muita falta. E não digo porque eu, como professor, posso sofrer o produto final dessa falta de limites,mas é porque eu acho que uma pessoa mimada é muito infeliz. Acho que a primeira vítima de criança mimada é ela mesma. Porque sendo mimada ela nunca terá tudo que ela acha que merece e assim será um adulto infeliz, pois nunca teve a ideia de ser enfrentada e como a vida enfrenta muito, ela será infeliz.

Eu diria que nós devemos estabelecer limites e regras, não exatamente porque é bom ou ruim para os pais, mas por uma questão profunda de atenção aos filhos e aos alunos. Porque eles serão infelizes se eles forem assim (mimados)”. Leandro Karnal

Este texto é a transcrição literal da fala do professor Leandro Karnal neste vídeo:

COMPARTILHAR
Portal Raízes
Raízes Jornalismo Cultural - Portal, Revista Impressa e Programa de Televisão




COMENTÁRIOS