Esta foto é sua? Por favor entre em contato.

Uma oração perigosa que você deve parar de dizer agora

Você pode iludir, limitar a sua felicidade e retardar a ação positiva da felicidade em sua vida apenas dizendo uma  simples oração gramatical composta de três palavras: Não é justo. Consideramos que a união desta três palavras formam uma frase que pode desencadear graves desarranjos emocionais, físicos e mentais. Emocionais porque arrancam a casca das feridas, furam a bolha da queimadura e as cicatrizes voltam a sangrar. Físicos porque quando estamos com nossas emoções doentes, adoecemos o corpo. Várias doenças auto-imunes são provocadas por nossas dores da alma. O corpo pode adoecer a alma, mas a alma, de dentro pra fora, pode sarar o corpo se você substituir a oração “não é justo” por “por que não comigo?”, seguida de doses diárias de boa vontade para consigo mesmo e pensamentos de autocura.  Por fim, esta oração “não é justo” adoece a nossa mente, pois se as nossas emoções estão doentes, nosso corpo está doente, o cérebro para de produzir os hormônios necessários para nos fazer sorrir. Com isso, é possível, desencadear vários transtornos mentais, como, síndrome do pânico, depressão, ansiedade…

Considere  tóxico o uso destas frases e elimine-as de sua vida decididamente:

  • “Não é justo que eu trabalhe tão duro, mas ganhe tão pouco dinheiro”.
  • “Não é justo que meu ex seja tão feliz e eu não”.
  • “Não é justo que pessoas sem caráter se dão bem na vida e eu que faço tudo correto só me lasco”.
  • “Não é justo que uns encontram um relacionamento ‘perfeito’ enquanto eu só encontro canalhas pelo meu caminho”.
  • “Não é justo que as mulheres sintam tantas dores enquanto os homens ficam só com o prazer”.
  • “Não é justo que eu tenha sido violentada sexualmente”.
  • “Não é justo que essa doença venha acontecer logo comigo”.
  • “Não é justo que essa tragédia tenha acontecido justamente quando tudo estava caminhando certinho”.
  • “Não é justo que eu tenha que tomar tantos remédios para me manter viva”.

Certamente algumas dessas frases afligem você. Quando você diz algumas delas, uma grande parcela de pessoas pode concordar com você. No entanto, o universo não está interessado em qualquer opinião sobre o que é justo. O problema de dizer “não é justo” é que o que você está realmente dizendo ao seu subconsciente é algo assim:

“Não é justo. Eu me recuso a aceitar a realidade. Vou enfiar a cabeça na areia até que esse sentimento ou essa situação se resolva”.

Mas a negação nunca é útil. Você não é obrigado aceitar ou gostar de tudo, mas precisa reconhecer a realidade  ou deixá-la ir.

Essas conversas internas são muito mais construtivas para você pensar diferente. Você pode expressar de modo positivo como tantas pessoas fazem:

“Aconteceu uma coisa horrível, mas remoer o problema não vai me ajudar e nem posso ajudar aos outros. Eu vou olhar para frente e continuar”.

“Esta não é a maneira que eu gostaria que fosse, mas eu aceito que seja assim e vou agir nas coisas que posso fazer agora. Se necessário vou combater o problema falando sobre ele, votando contra se depender do meu voto para mudar, e nunca cometer o mesmo erro em minha própria vida”.

“Eu posso discordar totalmente do que acontece, mas eu não posso lutar uma batalha que não é minha. Esta não é uma batalha que eu escolhi para lutar, mas desejo muita força para aqueles que a escolheram. Se alguém tem melhor sorte, que seja bom para ele”.

Em vez de apenas expressar desgosto e ficar ressentido, tenha a coragem de enfrentar a realidade, ser solidário e, se for necessário, se mostre para ajudar ou, então, compreenda os motivos superiores à sua vontade. Só então você pode escolher a melhor resposta, que seja lutar de frente contra uma situação ruim ou, se não puder agir, aprender a aceitá-la

Texto de Hunter Nuttall – publicado originalmente em Pick The Brain – Tradução e Adaptação: Portal Raízes.  Os Direitos Autorais no Brasil são regulamentados pela Lei 9.610 . A violação destes direitos está prevista no artigo 184 do Código Penal. Este artigo pode ser publicado em outros sites, sem prévia autorização, desde que citando o autor e a fonte.
COMPARTILHAR
Portal Raízes
Raízes Jornalismo Cultural - Portal, Revista Impressa e Programa de Televisão




COMENTÁRIOS