Após se recuperar da Covid-19 com o filho, Pink doa cerca de R$ 5,3 milhões

Portal Raízes

A cantora Pink, de 40 anos, vai doar mais de 5 milhões de reais para ajudar no tratamento da Covid-19.

Pink revelou pelo Instagram, que ela e o filho, Jameson, de 3 anos, tiveram a doença, mas já se recuperaram.

“Há duas semanas, meu filho de 3 anos, Jameson, e eu estávamos apresentando sintomas de Covid-19… eu testei positivo. Minha família já estava isolada em casa e continuamos assim nas últimas duas semanas, seguindo as instruções do nosso médico”, escreveu nesta sexta, 3.

‘Apenas alguns dias atrás, fomos testados novamente e agora testamos negativos. É um fracasso absoluto nosso governo não tornar os testes mais acessíveis e abrangentes. Esta doença é grave e real”, continua o post da estrela norte-americana.

Ela deixou também um alerta:

“As pessoas precisam saber que a doença afeta os jovens e idosos, saudáveis e doentes, ricos e pobres, e devemos tornar os testes gratuitos mais acessíveis para proteger nossos filhos, famílias, amigos e comunidades”, pediu.

A doação

No total, a cantora doou 1 milhão de dólares para duas entidades:

“Em um esforço para apoiar os profissionais de saúde, que estão lutando na linha de frente todos os dias, estou doando 500 mil dólares para o Fundo de Emergência do Temple University Hospital, na Filadélfia, em homenagem à minha mãe, Judy Moore, que trabalhou lá por 18 anos nas áreas de Cardiomiopatia e Cardiologia. E, além disso, estou doando 500 mil dólares para o Fundo de Crise de Emergência da Covid-19 do prefeito da cidade de Los Angeles”, anunciou Pink.

Ao final do desabafo, Pink elogiou todos os profissionais da linha de frente na pandemia do novo coronavírus, que já infectou mais de um milhão em todo o mundo e matou mais de 51 pessoas.

Veja o post do Instagram:

View this post on Instagram

Two weeks ago my three-year old son, Jameson, and I are were showing symptoms of COVID-19. Fortunately, our primary care physician had access to tests and I tested positive. My family was already sheltering at home and we continued to do so for the last two weeks following the instruction of our doctor. Just a few days ago we were re-tested and are now thankfully negative. It is an absolute travesty and failure of our government to not make testing more widely accessible. This illness is serious and real. People need to know that the illness affects the young and old, healthy and unhealthy, rich and poor, and we must make testing free and more widely accessible to protect our children, our families, our friends and our communities. In an effort to support the healthcare professionals who are battling on the frontlines every day, I am donating $500,000 to the Temple University Hospital Emergency Fund in Philadelphia in honor of my mother, Judy Moore, who worked there for 18 years in the Cardiomyopathy and Heart Transplant Center. Additionally, I am donating $500,000 to the City of Los Angeles Mayor’s Emergency COVID-19 Crisis Fund. THANK YOU to all of our healthcare professionals and everyone in the world who are working so hard to protect our loved ones. You are our heroes! These next two weeks are crucial: please stay home. Please. Stay. Home.❤️

A post shared by P!NK (@pink) on

Fonte: Só Notícia Boa

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.