Arrancou as suas pétalas e depois disse que você só tem espinhos

Clara Dawn

É maravilhoso ter para quem voltar no final do dia. Mas somente se esse alguém for o seu maior fã. Um fã que incentiva e contempla o seu voo. A gente recebe o amor que julga merecer. Entretanto, as pessoas nos dão o valor que a gente se dá. Entenda que é melhor viver sozinha e se sentir um sucesso ainda não encontrado, do que numa duo vivência que lhe induz a crer que você é um fracasso em termos gerais. Compartilhando seus sonhos com um alguém que faz questão de ‘arrancar as suas pétalas’ só para depois dizer que você só tem espinhos. Esta é uma metáfora pobre, todavia, pois uma flor não tem consciência de que é uma flor, de que tem beleza, de que tem perfume, e muito menos que tem espinhos. Uma flor não sabe que é uma flor. Ela é ignorante de si mesma.

Este não é o seu caso. Você se conhece bem. Você sabe de seus valores e do quanto os seus sonhos, seus ideias, seus projetos, sua existência é importante para que se sinta protagonista de sua própria história. Não se anule para caber na expectativa do outro. Não abra mão de seus sonhos para investir no sonho do outro.

Só se prenda ao que lhe liberta. Só deseje a vivencia com alguém que você pode viver sem. Paradoxal, eu sei. Mas é um encargo difícil desejar algo que não se possa abrir mão, que não se possa deixar voar para que este conquiste seu individual horizonte de felicidade. Porque quando se deseja desesperadamente uma coisa ao ponto de ‘prendê-la’, você experiência duas outras: cegueira e insanidade. A primeira lhe impede de vislumbrar que, o que você deseja, tem seus abismos; a segunda faz com que você – uma vez dentro do abismo – acredite que aquele lugar é onde você merece estar.

Este texto é de autoria da escritora, psicopedagoga e psicanalista Clara Dawn. É proibida a reprodução parcial, ou total, sem sua prévia autorização.(Lei Nº 9.610 de 19 de fevereiro de 1998).

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS





Clara Dawn
Clara Dawn é romancista, psicopedagoga, psicanalista, pesquisadora e palestrante com o tema: "A mente na infância e adolescência numa perspectiva preventiva aos transtornos mentais e ao suicídio na adolescência". É autora de 7 livros publicados, dentre eles, o romance "O Cortador de Hóstias", obra que tem como tema principal a pedofilia. Clara Dawn inclina sua narrativa à temas de relevância social. O racismo, a discriminação, a pedofilia, os conflitos existenciais e os emocionais estão sempre enlaçados em sua peculiar verve poética. Você encontra textos de Clara Dawn em claradawn.com; portalraizes.com Seus livros não são vendidos em livrarias. Pedidos pelo email: escritoraclaradawn@gmail.com