Essa imagem é sua? favor entrar em contato
Essa imagem é sua? favor entrar em contato

Depois De Uma Garota Como Ela

Coração de Elástico

Fiquei sabendo que ela foi para a festa.                                                                      Dançou sem medo de quem a olhava.
Deu fora em uns,
ficou com outros.
Em nenhum momento ela se preocupou com os olhares das meninas
ou com a baba no canto da boca dos meninos.
Ela estava tão, mas tão dela, que sequer se importou com o redor.

Naquela noite, ela lembrou de você, sabe?
Mas não tremeu quando falaram teu nome
e ainda ficou com aquele teu “amigo” que deu tanto em cima dela
e ela nunca deu corda.
Mas agora ela poderia, certo?
Era direito dela depois que se abriu para você
e você meteu o pé.
Era direito dela depois que você já havia tido o que queria
dar o mesmo para os outros.
Era direito dela seguir em frente, meu amor
porque você sequer ligou no dia seguinte,
ou nas noites depois.
Noites em que ela se culpou e procurou razões para você ter sumido.
Mas a razão estava na cara.
Uma garota como ela, dando ideia para um marmanjo como você.
Obvio que você quis se aproveitar dos sentimentos da garota desejada e depois contar vantagem para os teus amigos.

Ela não era fácil. Mas quando ela quer, meu bem, ela quer com intensidade.
Ela nunca teve medo de dizer o que queria.
Nunca teve medo de saciar vontades.
Nunca teve medo de sentir.
Admito que ela não queria acreditar. Não mesmo.
Não entrava na mente  — ou no coração - -  dela que você é um cretino.
As amigas também não queriam acreditar que entre tantos na lista de garotos ela escolheu justamente o errado.
mais uma vez.

E olha que você ainda prometeu.
Prometeu que a protegeria de todos os perigos e acabou se tornando o maior deles.
Se tornou o medo.
A saudade.
A confusão de sentimentos.
A falta de reciprocidade.
Mas na noite daquela festa,
ela não ligou.
Ela se deixou desligar os sentimentos por você
afinal
depois de todas as lagrimas
ela merecia uns sorrisos e
muitas gargalhadas.

Já havia se passado meses. Meses que chorou. Que sofreu. Que se segurou para não te chamar. Que gritou palavrões para si mesma no espelho por ser tão ingênua e cair no teu papo.
Garoto, tu não faz ideia do quanto que ela se odiou por ter se entregado para você.
Mas não.
Naquela festa,
ela não havia superado você, nem as mentiras que disse.
Muito menos superou os momentos de vocês.
Mas naquele momento
naquela noite
naquela festa
tudo que bastava para ela
era aproveitar tudo que deixou de aproveitar
por achar que você voltaria.
Você não voltou.
Mas ela não ia fazer de um babaca
o centro de sua vida.
Naquela noite,
ela ficou sim com teu amigo.
E você está lendo esse texto pelo recado que chegou aos teus ouvidos
depois daquele beijo.
“Vacilo se paga com desprezo”.

E um garoto como você,
depois de uma garota como ela,
não aceita desprezo.

Texto por 

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS