Ele parou de fumar cigarro e agora usa o dinheiro viajando pelo mundo

Portal Raízes

Toda pessoa fumante certamente já ouviu aquela pergunta: o que você poderia fazer com esse dinheiro todo que gasta em cigarros?

Para muita gente, essa pergunta é só uma parte de um argumento maior sobre largar o vício. Porém, são poucos os que realmente fazem o cálculo e conseguem economizar o dinheiro que seria dedicado ao tabaco. O cearense Nilo Veloso é um deles.

Depois de passar 34 anos da vida fumando, ele levou um susto após um mal-estar súbito, ocorrido há 12 anos. Desde então, trocou o cigarro pela economia e, aos 66 anos, usa o dinheiro da melhor forma possível.

Diariamente, ele deposita em um cofrinho o dinheiro equivalente aos três maços de cigarros que comprava todos os dias. Com isso, sua economia anual chega a R$ 5.800.

Aposentado, Nilo usa o dinheiro para objetivos bem definidos. Os cigarros já foram transformados em viagens, um carro, reformas da casa, três computadores, três câmeras digitais e duas bicicletas, segundo relatos do Catraca Livre e do G1. Já conheceu Aracaju, a Serra Gaúcha, a Argentina, o Chile e o Uruguai, na companhia da esposa.

A bike ajudou a recuperar a saúde que antes era levada pelos cigarros. Nilo pedala quatro vezes por semana, percorrendo até 40 km por vez. Junto com o vício, se foram mais de 20 quilos acumulados.

A julgar pelas fotos, a escolha não poderia ter sido melhor! 🙂

Fonte: Hypeness

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.