foto: unsplash

O que eu gostaria de saber sobre relacionamentos nos meus 20 e poucos anos

Coração de Elástico

“Eu gostaria que alguém me avisasse que homens dizem que você é ‘louca’ e que seus sentimentos são ‘loucos’, mas eles só fazem isso para diminuir a própria culpa. Ter sentimentos é normal e saudável, mesmo quando você só está ‘ficando’. O título de namorada não é um pré-requisito para ser autorizada a sofrer quando um relacionamento acaba. Nunca permita que alguém te faça se sentir boba por ser importar”.

“Meu maior arrependimento é ter passado tanto tempo sendo insegura quanto ao meu corpo. Eu perdi muito tempo sendo tímida e não indo atrás dos caras que eu queria porque eu estava convencida de que eles pensariam que eu não era bonita o suficiente. A parte realmente cruel é que hoje eu olho para trás e vejo o tanto que eu estava bem. Deus. Que desperdício”.

“Eu era tão tímida quando estava ficando com alguém… tinha medo de dizer ‘não’ quando eu queria. Eu queria ter percebido mais cedo que mulheres tem muito mais poder em um relacionamento do que elas pensam. Eu poderia ter pedido (e conseguido) muito mais”.

“Eu queria ter percebido o quão importante é ter amizades fortes com outras mulheres. Eu me afastei quando comecei a namorar meu atual marido, e mais ainda quando tive meu filho. Há momentos em que eu anseio pelas amizades mais profundas que eu tinha quando era mais nova e não tenho mais”.

“Eu queria poder dizer para minha versão mais nova que só gente idiota fica brava quando alguém pergunta algo. Se um cara não te conta coisas estranhas, como onde ele vive ou qual o nome da empresa em que ele trabalha, fuja. Você está sendo a outra e é boa demais para isso”.

“Pessoas extrovertidas precisam de muita atenção e precisam sempre de novas pessoas. Namore um introvertido. Poupe-se de uma vida de ciúmes”.

“Não perca tempo tentando mudar alguém. Apenas deixe ir e passe seu tempo procurando por alguém que já seja do jeitinho que você quer”.

“Eu aprendi que você não pode reclamar do seu parceiro para suas amigas constantemente e então esperar que elas apoiem seu relacionamento. Quando você conta as coisas chatas (e totalmente normais) que ele faz, é apenas isso que elas enxergarão nele. Elas vão se perguntar porque você namora um idiota e não irão perceber as coisas boas que ele faz”.

“Se você quer algo, peça. É quase um truque de mágica! Eu passei tanto tempo em relacionamentos me perguntando porque meu parceiro era tão difícil de entender. E então alguém me disse o básico: homens não leem mentes. Desde então eu aprendi a simplesmente perguntar o que e o porquê das coisas”.

“Eu queria não ter sido tão patética! Eu sempre demorei tanto para superar um cara, achava que a gente era feito um para o outro e acabava sendo a ex grudenta que nunca segue em frente. A superação não é fácil, e isso é normal, mas você não pode tornar isso um problema do seu ex. Eu tenho vergonha do que eles pensam de mim”.

“Eu queria não ter desperdiçado meus anos de solteira ficando triste por estar solteira. Hoje sou casada e tenho filhos, e eu sinto falta dessa época! Eu sou totalmente feliz com a minha vida, mas é chato eu não ter curtido essa fase sozinha. Eu queria ter tido uns casos e rolos para olhar para relembrar e agora eu sei que isso nunca irá acontecer”.

Via Thought Catalog, traduzido e adaptado por Coração de Elástico

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS