Vem lá da Roça. Foto: Alexsander Ferraz

O melhor café do mundo é brasileiro e de Minas Gerais

Portal Raízes

Texto de Gabriela Glette

Maior produtor de café do mundo, o brasileiro já pode se orgulhar de também ser dono do título de melhor café do planeta. O grande vencedor do Cup of Excellence – principal concurso internacional da qualidade dos cafés, foi Sebastião Afonso da Silva, que possui uma fazenda no município de Cristina – sul de Minas Gerais.

Foto: Sebastião Afonso da Silva / Arquivo pessoal

Nos últimos anos, a moda do café gourmet veio para ficar e, não é de se admirar que 97% dos brasileiros consumam a bebida em algum momento do dia. Porém, com tanta produção acontecendo, o diferencial de Sebastião está na colheita feita à mão, técnica chamada de derriça, além, é claro, do clima favorável ao cultivo do grão.

Foto: Sebastião Afonso da Silva / Arquivo pessoal

Graças às montanhas da Serra da Mantiqueira, este pequeno produtor pode fazer a colheita tardia, mantendo os grãos maduros por mais tempo nos galhos. Isto pode parecer apenas mais um detalhe, mas é o que faz ele ter um melhor aproveitamento de sua colheita e seu café ser considerado assim tão especial.

Foto: Sebastião Afonso da Silva / Arquivo pessoal

Considerado o café natural mais caro do mundo, Sebastião conseguiu a maior nota já obtida em concursos em todo o mundo: 95,18, em uma escala que vai até 100. Os principais atributos de seu produto são a acidez, a doçura e o corpo, tanto que apenas uma saca de 60 quilos desse café chegou a ser vendida a R$ 9,8 mil para a Starbucks norte americana, a maior rede de cafeterias do mundo. Já tomou seu cafezinho hoje?

Foto: Sebastião Afonso da Silva / Arquivo pessoal

Texto de Gabriela Glette, via Hypeness

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.