O que os pais mais querem na vida é que seus filhos se deem bem – Fabrício Carpinejar

Portal Raízes

Por Fabrício Carpinejar

Minha mãe é uma controladora de tráfego aéreo. Toda mãe é. Dedicou a sua trajetória a fazer os filhos voarem e evitar colisões entre eles.

Foi uma complexa missão com quatro crianças. Precisava impulsionar o desejo de cada um, a vocação de cada um, a atitude de cada um, a altitude de cada um, revezando a trilha no céu e a pista no coração.

Administrou o tempo de decolagem e de pouso dos sonhos e ambições. Ajudou em aterrissagens forçadas após divórcios e fracassos. Tinha que contentar as singularidades, mas com a ressalva de que não se tornassem mimados e arrogantes.

Precisava cultivar temperamentos diferentes no mesmo espaço, sem que perdessem a conexão familiar.

A mãe tem um radar em sua intuição, sabendo onde estamos e o que fazemos, quais as nossas rotas e se são seguras. Ela se preocupa com a chegada de tempestades e ventos fortes. Ela nos avisa dos perigos. Prevê troca de aeroportos ou mesmo recomenda a manutenção da nave antes de transportar passageiros do amor.

É criticada por ver ameaças onde apenas enxergamos vontade de partir, é questionada por identificar problemas quando apenas desejamos seguir adiante.

Não sossega mesmo quando dorme, não se tranquiliza mesmo quando nada aconteceu. Age preventivamente em sua cabine de GPS e pontos verdes na tela. Jamais se desliga dos filhos. Ela sofre com acidentes que jamais aconteceram, sempre em sobressalto, atenta, esperançosa por um telefone confirmando a nossa chegada.

Mas a pior luta para a mãe é manter os filhos unidos, para que conservem a proximidade e os laços afetivos além do sangue.

Não existe maior tarefa: prevenir choques e brigas, remediar o orgulho ferido e a teimosia, as quedas e quebradeiras.

Nem é apenas pelo ciúme das crias entre si, que é um favorito em detrimento do outro, porém pelas circunstâncias desiguais de carreira e de realização pessoal, que fazem com que um se sinta em desvantagem em relação aos demais.

Acredito que os pais preferem que os filhos se amem a serem amados pelos filhos, tamanho o sacrifício da empreitada.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.