Esposas não devem ‘negar fogo’ para não serem traídas – disse Patrícia Abravanel

Portal Raízes

Patrícia Abravanel, apresentadora e filha de Silvio Santos, entrou em mais uma polêmica nesse domingo (01/09/2019). Durante o programa do pai, a apresentadora pregou, usando a Bíblia, que as mulheres são obrigadas a fazer sexo sempre que os maridos quiserem ou correm o risco de serem traídas.

A afirmação foi feita durante o Jogo dos Pontinhos e veio como resposta à pergunta: “É normal a mulher dizer que está com dor de cabeça para não fazer amor?” Quando chegou a vez de Patrícia, ela frisou que isso não é normal pois, segundo a Bíblia, esposas precisam estar prontas para manter relações sexuais com seus maridos na hora em que eles desejarem, “para que eles não procurem fora”.

Por sorte, outras convidadas da atração tinham pensamentos menos retrógrados e confrontaram o discurso machista de Abravanel. Lívia Andrade, uma das apresentadoras do Fofocalizando, foi categórica: “Se uma hora a gente não quiser, não precisa mentir, tem que falar a verdade: ‘Não estou a fim e pronto’”.

Por que é tão importante não disseminar discurso machista?

Milhares de mulheres sofrem abusos e violência todos os dias, o número é maior ainda entre as casadas, que por religião ou por crescer rodeada de valores machistas acabam cedendo à pressão de fazer o quer que o marido espere que ela faça, mesmo contra a sua vontade, e vão se deitar todas as noites se sentimento abusada e inferiorizada.

“O estupro (sexo não consentido, sexo forçado) dentro do casamento não é assunto fácil. Envolve sentimentos, sutilezas, desconstruções internas e toca em conceitos profundamente enraizados e complexos de dominação do corpo da mulher. É legitimado e silenciado pela sociedade, aprovado pela estrutura patriarcal. E justamente por isso precisa ser encarado, discutido, enfrentado, cutucado, denunciado, para que possa então ser desnaturalizado. Para que possamos ser livres dentro das relações, dentro da nossa sexualidade, dentro dos nossos próprios corpos. Se você está passando por isso, fale sobre com outras mulheres, com amigas, terapeutas, com alguém em quem confia. Para que se fortaleça e para que possam te ajudar. É difícil. Mas mais difícil é passar uma vida sendo violentada. Há muita gente disposta a apoiar para que você possa tomar providências práticas se decidir assim. Ainda que sejam delicadas ou difíceis”. (trecho da matéria “Violência Sexual no Casamento, precisamos falar sobre isso” de Cientista que virou mãe)

 

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.