Todos os cães merecem ir para o céu – Papa Francisco

Portal Raízes

O papa Francisco, sempre sensível com suas palavras, aqueceu o coração de um menino em luto pela morte de seu cãozinho, dizendo para ele não se preocupar porque os animais podem ir ao céu. Suas palavras exatas foram: “Um dia, veremos nossos animais novamente na eternidade de Cristo.”, e “O paraíso está aberto a todas as criaturas de Deus.”

A declaração virou notícia em todas as mídias e despertou um debate que acompanha toda a história da Igreja. A confusão se dá ao fato de existir uma posição teológica de longa data de que os animais não têm almas, o que significa que eles, simplesmente, param de existir, após suas mortes.

“Se o Papa quis disser que todos os animais vão para o céu, então a implicação é que os animais tenham uma alma.”, disse Christine Gutleben, diretora da Humane Society of the United States. “Se isso for verdade, então devemos considerar seriamente como os tratamos. Devemos admitir que eles são seres conscientes, e significam algo para Deus.”, acrescentou.

Organizações que lutam pelos direitos dos animais, como Humane Society e People for the Ethic Treatment of Animals (PETA), receberam positivamente a fala do papa, que além de afirmar que os animais vão para o céu, também completou que eles são bem tratados lá.

O padre James Martin, jesuíta e editor da revista católica norte-americana “America”, afirmou acreditar que papa Francisco estivesse ao menos afirmando que “Deus ama e Cristo redime toda a criação”, ainda que teólogos conservadores declarem que o Paraíso não tem lugar para os animais.

__

Se você gostou do texto, curta, compartilhe com os amigos e não se esqueça de comentar, isso nos ajuda a continuar trazendo conteúdos incríveis para você.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão.As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores.A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.