Essa foto é sua? Por favor entre em contato.

A prática da espiritualidade na infância afasta jovens das drogas, diz estudo

Portal Raízes

A prática da espiritualidade não tem necessariamente ligação com qualquer religião. Você pode ser espiritualizado sem jamais frequentar um templo religioso. O templo do espírito é o nosso corpo e é com a nossa mente que elevamos o nosso espirito em meditações para o autoconhecimento e a plenitude de nossas ações e palavras.

Uma pesquisa recente desenvolvida por pesquisadores de diferentes universidades norte-americanas constatou o que o bom senso já era capaz de supor. Frequentar atividades espirituais desde a infância é um dos hábitos mais eficazes para evitar o uso de drogas ou abuso de álcool na adolescência e juventude. O estudo foi liderado pela doutora Michelle Porche e publicado num congresso acadêmico sobre superação de vícios, na Chester University, Reino Unido. Os pesquisadores concluíram que uma infância espiritualista contribui para que o futuro jovem não tenha comportamentos de risco e acrescenta que “a prática da espiritualidade pode ser especialmente protetora durante o período de transição da adolescência à fase adulta”.

“Uma maior assistência à espiritualidade nesses períodos da vida [infância e adolescência] pode proteger o jovem do uso precoce de álcool e contra o desenvolvimento de problemas relacionados com o alcoolismo”, diz o texto da pesquisa.

O levantamento usou como amostra 900 jovens de 18 a 29 anos. Nas conclusões, os pesquisadores propõem que os institutos espiritualistas intensifiquem seu trabalho com jovens nos temas álcool e drogas, além de sugerir que os profissionais de saúde que lidam com dependentes químicos adotem elementos de prática espiritual com os pacientes que não se opuserem.

A prática da espiritualidade inclui:

  • Meditação silenciosa enquanto escuta uma música erudita ou os sons da natureza
  • A gratidão. “Quando a gratidão floresce, a ideia de vítima desaparece. Toda reclamação, toda autocrítica, os jogos acusação… Tudo isso cai. A gratidão é um agente imunizador contra o mal. Ela amplia a confiança e vai abrindo seus caminhos em direção ao infinito. Você pode buscar por essa gratidão, mas não pode produzi-la com a mente. Ela floresce quando você está suficientemente maduro”. Sri Prem Baba
  • A empatia. Ser um empático é muito mais do que ser altamente sensível e não está limitado apenas às emoções. Pessoas mais sensitivas podem perceber sensibilidades físicas e impulsos espirituais, bem como apenas saber as motivações e intenções de outras pessoas. Não é uma característica que é aprendida. Ou você é um empático ou não é.

É possível fazer o download da íntegra do estudo em inglês aqui.

Texto adaptado de Jônatas Dias Lima, publicado originalmente em Sempre Família

Leia também:

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Portal Raízes

Portal Raízes Jornalismo Cultural


COMENTÁRIOS