A menos que a pessoa com Transtorno da Personalidade Narcisista esteja fazendo psicoterapia e enfrentando um franco processo de autoconhecimento, aceitação e ressignificação das verdades sobre si mesma, ela jamais admitirá que sua personalidade é narcísica. Mesmo que ela tenha a plena convicção de a culpa não é sua, admitir a própria personalidade narcísica, requer imensa coragem.

As pessoas narcisistas são mestras manipuladoras; estão sempre procurando alguém que cuide de suas necessidades emocionais, que faça tudo do seu jeito e que assuma a culpa por suas falhas, elas traçam um roteiro e exige que todos o sigam. Se você está em um relacionamento com um limítrofe ou narcisista há algum tempo, terá assumido o papel de zelador. E provavelmente você descobrirá que é muito difícil não dedicar todo o seu tempo e energia às necessidades deles, à custa de seu próprio bem-estar.

Como terapeuta eu trago um pouco de discernimento, compaixão e alguns conselhos para pessoas que precisam conviver com um limítrofe ou narcisista. Compartilhando técnicas que podem definir limites, interromper o padrão de vítima, perseguidor/salvador e neutralizar regras loucas e o roteiro fantástico que o narcisista exige que todos sigam. Lembrando que, acima de tudo, o narcisista precisa de ajuda especializada para que possa encontrar maneiras razoáveis de conviver melhor consigo e com os outros. Mesmo porque ninguém tem culpa de ter um transtorno mental, porém, o fato de ter um transtorno mental não torna a pessoa numa vítima inocente de seus atos. Ter um transtorno mental não é culpa da pessoa, mas a forma como lida com o seu transtorno, sim.

15 sinais de que você está lidando com um narcisista

Ao determinar se alguém é narcisista, a maioria das pessoas torna isso mais complicado do que precisa ser. Eu uso o teste do pato – isto é, se parece um pato e grasna como um pato, provavelmente é um pato. Não há exames físicos de sangue, ressonâncias magnéticas ou determinações exatas que possam identificar narcisismo. Mesmo os terapeutas precisam seguir apenas observações do comportamento e das atitudes que a pessoa apresenta. Portanto, abaixo estão todas as características e comportamentos que são sinais de um narcisista.

Nem todos esses traços precisam estar presentes para fazer uma determinação de narcisismo: De acordo com o Manual Diagnóstico e Estatístico , que os terapeutas usam como guia, uma pessoa precisa exibir apenas 55% das características identificadas para ser diagnosticado com transtorno de personalidade narcisista .

Existem muitos tipos de narcisistas, mas selecionei aqui 15 características que todos eles têm em comum. Entenda:

1. Superioridade ou direito á inferioridade

A superioridade é o sinal número 1 de um narcisista. Isso é diferente de autoconfiança apenas . O mundo do narcisista gira em torno de bom / mau, superior / inferior e certo / errado. Existe uma hierarquia definida, com o narcisista no topo – que é o único lugar onde ele se sente seguros. Os narcisistas devem ser os melhores, os mais certos e os mais competentes, fazer tudo do jeito deles, possuir tudo e controlar todos.

Curiosamente, os narcisistas também podem obter esse sentimento superior sendo os piores, os mais errados ou os mais doentes, chateados ou feridos. Então, eles se sentem no direito de receber preocupação e recompensa reconfortantes e até mesmo o direito de magoar outras pessoas ou exigir que elas se desculpem para “equilibrar as coisas”. Isso é chamado de narcisismo vulnerável ou encoberto.

2. Necessidade exagerada de atenção e validação

Outro traço narcisista fundamental é a necessidade constante de atenção – se não presencialmente, mesmo enviando mensagens nos grupos de família ou trabalho, dizendo algo constantemente para chamar atenção. Ele só se sente reconhecido se a validação vier de terceiros. Mesmo assim, não conta muito. A necessidade de validação de um narcisista é como um funil. Você despeja palavras positivas de apoio, e elas simplesmente fluem do outro lado da linha e desaparecem. Não importa o quanto você diga aos narcisistas que os ama, os admira ou os aprova, eles nunca acham que é o suficiente – porque, no fundo, não acreditam que alguém possa amá-los.

Apesar de toda sua vaidade egocêntrica e grandiosa, os narcisistas são na verdade muito inseguros e temerosos de não estar à altura. Eles constantemente tentam obter elogios e aprovação de outras pessoas para fortalecer seus egos frágeis, mas não importa o quanto recebam, eles sempre querem mais.

3. A perfeição ou o direito de falhar

Você pode identificar um narcisista por meio de sua necessidade extrema de que tudo seja perfeito, de acordo com a sua compreensão do que é perfeito. Eles acreditam que os eventos devem acontecer exatamente como o esperado e a vida deve ser exatamente como eles a imaginam. Ou tudo é perfeito, ou não é. Essa é uma demanda terrivelmente impossível, que faz com que o narcisista se sinta insatisfeito e infeliz na maior parte do tempo. A exigência de perfeição leva o narcisista a reclamar e a ficar constantemente insatisfeito. E tão logo, o narcisista se vê numa situação em que ele não conseguiu a perfeição almejada, ele se arma numa defensiva de que as exigências foram infinitamente maiores do que a disposição dos envolvidos. Sendo assim, todos devem compreender o seu direito de falhar.

4. Grande necessidade de controle

A manipulação e a tentativa de obter o controle de tudo é um comportamento narcisista arquetípico. Visto que os narcisistas estão continuamente desapontados com a maneira imperfeita como a vida se desenvolve, eles querem fazer o máximo possível para controlá-la e moldá-la de acordo com sua preferência. Eles desejam e exigem estar no controle, e seu senso de direito faz com que pareça lógico que devam estar no controle – de tudo.

Os narcisistas sempre têm um enredo em mente sobre o que cada “personagem” em sua interação deve dizer e fazer. Quando você não se comporta como esperado, eles ficam muito chateados e inquietos. Eles não sabem o que esperar porque você está fora do script. Eles exigem que você diga e faça exatamente o que eles têm em mente para que possam chegar à conclusão desejada. Você é um personagem em seu jogo interno, não uma pessoa real com seus próprios pensamentos e sentimentos. (É por isso que terminar com um narcisista pode ser particularmente complicado.)

5. Falta de responsabilidade

A falta de responsabilidade, incluindo culpa e desvio, é um sinal flagrante de um narcisista. Embora os narcisistas queiram estar no controle, eles nunca querem ser responsáveis ​​pelos resultados – a menos, é claro, que tudo corra exatamente do seu jeito e o resultado desejado ocorra. Quando as coisas não saem de acordo com o planejado ou se sentem criticados ou menos que perfeitos, o narcisista coloca toda a culpa e responsabilidade em outra pessoa para manter sua própria fachada de perfeição. Tem que ser culpa de outra pessoa. Às vezes, essa culpa é generalizada – todo mundo está atrás deles. Na maioria das vezes, entretanto, o narcisista culpa a pessoa que é mais próxima emocionalmente, mais apegada, leal e amorosa em sua vida. As vítimas do abuso narcisista são as pessoas mais íntimas, porque são menos propensas a abandoná-los ou rejeitá-los.

6. Falta de limites

Muitas pessoas não têm limites ou cruzam os limites de outras pessoas regularmente, mas entre os narcisistas, esse é o comportamento do status quo. Os narcisistas não conseguem ver com precisão onde eles terminam e você começa. Eles se parecem muito com crianças de 4 anos. Eles acreditam que tudo pertence a eles, todos pensam e sentem o mesmo que eles e todos desejam as mesmas coisas que eles. Eles ficam chocados e altamente insultados ao ouvir um não. Se um narcisista deseja algo de você, eles não medem esforços para descobrir como conseguir isso por meio da persistência, bajulação, exigência, rejeição ou beicinho. Todos esses são comportamentos narcisistas comuns.

7. Falta de empatia

Os narcisistas têm pouca capacidade de sentir empatia pelos outros; essa falta de empatia é um sinal característico de narcisismo. Os narcisistas tendem a ser egoístas e egocêntricos e geralmente não conseguem entender o que as outras pessoas estão sentindo. Eles esperam que os outros pensem e sintam o mesmo que eles e raramente pensam em como os outros se sentem. Eles também raramente se desculpam, sentem remorso ou são culpados.

Alguns narcisistas também não entendem a natureza dos sentimentos. Eles não entendem como seus sentimentos ocorrem. Eles pensam que seus sentimentos são causados ​​por alguém ou algo fora deles. Eles não percebem que seus sentimentos são causados ​​por sua própria bioquímica, pensamentos e interpretações. Em suma, os narcisistas sempre pensam que é você  que causa os sentimentos deles – especialmente os negativos. Eles concluem que, porque você não seguiu o plano deles, ou porque os fez se sentir vulneráveis, você é o culpado.

Essa falta de empatia torna difícil ou impossível a conexão emocional e relacionamentos com narcisistas. Lamento muito se você está num relacionamento afetivo com um narcisista, ou pior, foi criado por um(a), porque eles simplesmente não percebem o que os outros estão sentindo. Não porque não querem perceber de propósito. Mas porque raramente vão pensar nos outros. A menos que estejam (queira Deus) num processo de psicoterapia.

8. Percebendo tudo como uma ameaça

Embora estejam altamente sintonizados com as ameaças percebidas, a raiva e a rejeição de outras pessoas, os narcisistas frequentemente interpretam mal as expressões faciais sutis e costumam ser tendenciosos a interpretar as expressões faciais como negativas. A menos que você esteja expressando suas emoções de maneira dramática, o narcisista não perceberá com precisão o que você está sentindo. Até mesmo dizer “sinto muito” ou “eu te amo” quando o narcisista está nervoso e com raiva pode sair pela culatra. Eles não vão acreditar em você e podem até interpretar mal seu comentário como um ataque.

Além disso, se suas palavras e expressões não forem firmes, o narcisista provavelmente responderá erroneamente ou ficará na defensiva. É por isso que os narcisistas costumam interpretar mal o sarcasmo como um acordo real ou a piada dos outros como um ataque pessoal. A falta de habilidade para ler corretamente a linguagem corporal é uma das razões pelas quais os narcisistas têm uma empatia deficiente em relação aos seus sentimentos. Eles não os veem, não os interpretam corretamente e, no geral, não acreditam que você os sinta de maneira que tenta expressar.

9. Raciocínio emocional

Você provavelmente cometeu o erro de tentar raciocinar e usar a lógica com o narcisista para fazê-lo entender o efeito doloroso que seu comportamento tem sobre você. Você acha que, se eles entenderem o quanto o comportamento deles o magoa, eles mudarão. Suas explicações, entretanto, não fazem sentido para o narcisista, que parece apenas ter consciência de seus próprios pensamentos e sentimentos. Embora os narcisistas possam dizer que entendem, eles honestamente não entendem.

Portanto, os narcisistas tomam a maioria de suas decisões com base em como se sentem a respeito de alguma coisa. Eles simplesmente precisam ter aquele carro esportivo vermelho, com base inteiramente em como eles se sentem ao dirigi-lo, não pelo fato de ser uma boa escolha para a família ou para o orçamento. Se estão entediados ou deprimidos, eles querem mudar ou terminar o relacionamento ou começar um novo negócio. Eles sempre procuram algo ou alguém fora de si para resolver seus sentimentos e necessidades. Eles esperam que você concorde com suas “soluções” e reagem com irritação e ressentimento se você não concordar.

10. Vivem divididos entre o maravilhoso e o terrível 

A personalidade do narcisista é dividida em partes boas e ruins, e eles também dividem tudo em seus relacionamentos em boas e más. Quaisquer pensamentos ou comportamentos negativos são atribuídos a você ou a outras pessoas, enquanto eles levam o crédito por tudo o que é positivo e bom. Eles negam suas palavras e ações negativas enquanto continuamente o acusam de desaprovação. Eles também se lembram de coisas como completamente boas e maravilhosas ou ruins e terríveis. Eles parecem não conseguir misturar essas duas construções. Os narcisistas não são capazes de ver, sentir ou lembrar do positivo e do negativo comumente de uma situação. Eles podem lidar com apenas uma perspectiva de cada vez – e esta será a deles.

11. Medo de rejeição e de se sentir ridículo

Toda a vida do narcisista é motivada e energizada pelo medo. Você não escolheria isso inicialmente como um sinal de um narcisista, porque a maioria dos medos dos narcisistas estão reprimidos. Mas eles estão constantemente com medo de serem ridicularizados, rejeitados ou errados. Eles podem ter medo de germes, de perder todo o seu dinheiro, de serem atacados emocional ou fisicamente, de serem vistos como maus ou inadequados ou de serem abandonados. Isso torna difícil e às vezes impossível para o narcisista confiar em outra pessoa.

Na verdade, quanto mais próximo seu relacionamento se torna, menos eles confiarão em você. Os narcisistas temem qualquer intimidade ou vulnerabilidade verdadeira porque temem que você veja suas imperfeições e as julgue ou rejeite. Nenhuma dose de garantia parece fazer diferença, porque os narcisistas odeiam profundamente e rejeitam suas próprias imperfeições vergonhosas. Os narcisistas parecem nunca desenvolver confiança no amor pelos outros e continuamente testam você com comportamentos cada vez piores para tentar encontrar o seu ponto de ruptura. Seu medo intenso de ser “descoberto” ou abandonado nunca parece se dissipar.

12. A ansiedade como bússola 

A ansiedade é um sentimento vago e contínuo de que algo ruim está acontecendo ou prestes a acontecer. Alguns narcisistas mostram sua ansiedade falando constantemente sobre a desgraça que está para acontecer, enquanto alguns escondem e reprimem sua ansiedade. Mas a maioria dos narcisistas projeta sua ansiedade em seus entes queridos mais próximos, acusando-os de serem negativos, sem apoio, com doenças mentais, não os colocando em primeiro lugar, não respondendo às suas necessidades ou sendo egoístas. Tudo isso tem como objetivo transferir a ansiedade para o ente querido, na tentativa de não senti-la. À medida que você se sente cada vez pior, o narcisista se sente cada vez melhor. Na verdade, eles se sentem mais fortes e superiores à medida que você nota que a ansiedade e a depressão deles, são crescentes e não decrescentes.

13. Vergonha profundamente reprimida

Os narcisistas não sentem muita culpa porque pensam que estão sempre certos e não acreditam que seu comportamento realmente afeta as outras pessoas. Mas eles nutrem muita vergonha. A vergonha é a crença de que há algo profunda e permanentemente errado ou ruim em quem você é. Enterrados em uma parte profundamente reprimida do narcisista estão todas as inseguranças, medos e traços rejeitados que eles estão constantemente em guarda para esconder de todos, incluindo eles próprios. O narcisista tem vergonha aguda de todos esses pensamentos e sentimentos rejeitados. Manter suas vulnerabilidades ocultas é essencial para a falsa autoestima ou falso eu do narcisista. Em última análise, no entanto, isso torna impossível para eles serem completamente reais e transparentes.

14. Codependência diária de cuidados

Por causa de sua incapacidade de compreender os sentimentos, sua falta de empatia e necessidade constante de autoproteção, os narcisistas não podem amar de verdade ou se conectar emocionalmente com outras pessoas. Eles não podem olhar para o mundo da perspectiva de outra pessoa. Isso os torna carentes, vulneráveis. Quando um relacionamento não é mais satisfatório, muitas vezes eles se sobrepõem ou começam um novo o mais rápido possível. Eles desejam imenso que alguém sinta sua dor, simpatize com eles e faça tudo como eles querem que seja. É uma forma de codependência à necessidade diária de cuidado e simpatia.

15. Incapacidade de se comunicar ou trabalhar como parte de uma equipe

Comportamentos atenciosos e cooperativos exigem uma compreensão real dos sentimentos de cada um. Como a outra pessoa se sentirá? Essa ação deixará nós dois felizes? Como isso afetará nosso relacionamento? São questões sobre as quais os narcisistas não têm capacidade ou motivação para pensar. Não espere que o narcisista entenda seus sentimentos, desista ou desista de qualquer coisa que ele queira em seu benefício. É inútil.

Da redação de Portal Raízes. Editado a partir dos estudos de Margalis Fjelstad, doutora em Casamento e Aconselhamento Familiar pela Universidade Estadual de Oregon . Ela se especializou em clientes com pais ou cônjuges narcisistas e escreveu dois livros sobre o assunto: Cura de um relacionamento narcisista e Pare de cuidar do Borderline ou Narcisist: How to End the Drama and continue with life

RECOMENDAMOS






As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.