20 coisas que as mulheres de 40 querem que todas as de 30 saibam

Portal Raízes

Eu farei 40 em menos de um ano. Eu estaria mentindo se eu dissesse que isto não me incomoda nem um pouco. Nessa idade, eu esperava finalmente estar no auge da minha vida, que fosse um retrato perfeito de uma mulher bem sucedida, mãe, mulher de negócios ou qualquer outra expectativa exigente que eu coloquei em cima de mim quando eu era mais jovem. Minha vida agora é muito boa, mas se eu pudesse ter planejado tudo antes, algumas coisas eu faria de forma diferente, que mudaria um pouco o curso da minha vida para melhor. Eu sou mãe de dois filhos e eu já realizei algumas coisas significativas na vida, mas às vezes, comparando a minha vida a dos outros, fico um pouco frustrada.

Ao refletir sobre meu papel na terra por quase 40 anos, e voltar na época que eu tinha 30, eu gostaria de definitivamente ter feito algumas coisas de forma diferente. Felizmente, por causa de alguns dos últimos desafios em minha vida, eu fui forçada a aprender novas coisas. A seguir, estão 20 coisas que as mulheres que giram em torno dos 40 anos querem que as de 30 saibam:

1. Ame e aceite você mesma completamente

Eu realmente acredito que se eu tivesse aceitado as boas e más partes de mim mesma quando mais jovem, eu teria evitado muitas decisões erradas que eu fiz em minha vida. Uma vez que você sabe quem você realmente é por dentro, você começa a aceitar e amar a si mesma totalmente. Aceitando e amando você mesma totalmente, você é capaz de amar e aceitar os outros, o que faz você ter mais chances de manter relacionamentos saudáveis.

2. Alimente sua alma

Seja qual for a sua paixão, ou o que você gosta na vida, certifique-se de alimentar sua alma com o que te inspira. Se você não tem certeza do que ama, experimente coisas novas, procure diferentes atividades até encontrar a que lhe traz maior bem estar e liberdade.

3. Encontre uma forte rede de apoio

Por um longo tempo, eu tentei fazer tudo em minha vida sozinha, com pouca ajuda de outras pessoas. Mais tarde eu percebi que ter uma forte rede de apoio de amigos para compartilhar histórias, é muito gratificante. Encontrar e cultivar novas relações com outros que irão amar e lhe dar suporte é muito importante na vida. Nunca esqueça.

4. Seja autêntica

Durante alguns dos meus tempos mais difíceis na vida, eu usava uma máscara bonita e sorridente, não importa o que eu estava passando, apenas algumas pessoas próximas sabiam o que realmente estava acontecendo. Uma vez que você começar a mostrar aos outros que você tem altos e baixos e luta na vida como qualquer outra pessoa, você se torna mais confiante e sincera com os outros.

5. Viva para você

Uma enorme parte da minha vida foi dedicada a cuidar de todos os outros, o que resultou em não ter tempo para mim. Meus motivos e razões para fazer as coisas, estavam errados, tornando, por sua vez, a minha vida muito mais difícil do que tinha de ser. Você não pode fazer todos felizes em sua vida, uma vez que você começa a tomar as melhores decisões para si mesma em vez de outros, a vida fica muito mais fácil.

6. Não se comprometa demais

Eu poderia ter evitado alguns relacionamentos tóxicos se eu tivesse percebido isso quando era mais jovem. Compromisso é necessário em qualquer relação íntima, afinal, somos todos diferentes, possuindo diferentes necessidades. Compromisso é uma coisa boa, quando o comprometimento é igual em ambos os lados. Quando você começar a abrir mão de seus sonhos e necessidades por causa de um relacionamento, está na hora de reavaliar e decidir se é realmente saudável continuar nele.

7. Viaje mais

Talvez este seja o meu maior arrependimento. Eu fiz algumas viagens quando eu era mais jovem, antes de eu ter filhos, e foi maravilhoso. O dinheiro pode comprar coisas materiais ou lembranças. Se eu tivesse pensado nisso desta maneira antes, eu teria parado de fazer as compras materiais sem sentido, e gastaria meu dinheiro para conhecer novos destinos. Viajar cria uma sensação de liberdade e abre os olhos sobre diferente culturas ao redor do mundo.

8. Preocupe-se menos

Lutei com ansiedade e muita preocupação no meu passado. Preocupar-se tanto, desencadeou a minha ansiedade e tornou-se uma parte feia de quem eu era por um longo período. Quando você percebe que se preocupar não vai mudar o resultado, você começa a aceitar o que vai acontecer. Você percebe que vai ficar bem, não importa o que aconteça.

9. Pare de comparar

Comparar sua vida com a do seu melhor amigo, quem você conhece muito bem, é uma coisa, mas comparar a sua vida a de alguém no facebook, é prejudicial. Uma vez que você perceber que essa atitude não traz nada de bom e ainda baixa sua auto-estima, você eventualmente irá parar. Haverá sempre alguém que é mais inteligente, mais bonito ou melhor do que você em determinada área, aceite isso.

10. Esqueça as expectativas

Eu tinha a síndrome da Disney crescendo dentro de mim, você sabe que vai encontrar o Príncipe Encantado, irão se apaixonar, casar e viverem felizes para sempre, certo? Bem, agora acorde, porque essa não é a vida real. Depois que o meu segundo casamento estava desmoronando, eu não só joguei todas as minhas expectativas fora, como joguei bem longe. Uma vez que você percebe que ainda pode sonhar, mas sem esperar muita coisa do futuro, você começa a viver a sua vida no momento. Uma expectativa colocada sobre outra pessoa, é apenas um ressentimento premeditado.

11. Viva para trabalhar, não trabalhe para viver

Escolha um plano de carreira que você se veja fazendo pelo resto de sua vida, isto a tornará alguém que realmente vive para trabalhar, que ama o que faz. Muitas pessoas estão presas em empregos que não gostam, apenas para ter um salário, tornando-se infelizes pelo resto da vida.

12. Prepare-se para o inesperado

Estou acompanhando meus pais viverem de suas aposentadorias, e eles tem-me posto a pensar sobre todas as coisas que eu preciso fazer para que eu seja financeiramente segura quando for mais velha. A vida está em constante mudança, e, ir economizando pensando no futuro e focando em problemas inesperados, é uma decisão inteligente.

13. Seja bondosa

Descobri mais tarde, que eu gosto de ajudar os outros. Para alguns, isso poderia implicar tempo voluntariando em uma instituição de caridade, mas em apenas cuidar de um amigo que esteja passando por um momento difícil, já é um tipo de ajuda ao próximo. Dar uma parte do seu tempo para fazer algo por outra pessoa, sem esperar nada em troca, fará você se sentir muito melhor, não importa o tamanho do problema que você esteja enfrentando em sua vida.

14. Perdoe a si mesma e aos outros

Eu vivi uma boa parte da minha vida amargurada e irritada sobre alguns eventos que aconteceram comigo, e por um tempo, eu realmente acreditava que era 100% culpa da outra pessoa. Depois que eu percebi, que a falta de perdão com os outros e comigo mesma, nos erros do passado, estavam me impedindo de ser feliz, foi então que eu decidi fazer uma mudança. Levei um tempo para estar disposta a perdoar, mas eu era capaz de trabalhar com ela e experimentar a liberdade.

15. Não perca tempo com pessoas negativas

Às vezes é difícil ficar longe de pessoas negativas, se eles são seus colegas de trabalho ou de sua família. Em algumas situações, você não tem escolha, mas em relações que você pode escolher, como relacionamento afetivo e amizades, é importante ter pessoas que lhe façam bem, afinal, eles irão estar com você grande parte do tempo. Uma vez que você começa a aprender limites adequados para definir as pessoas que você preferiria não ter que lidar no cotidiano, a vida torna-se mais fácil, porque você opta por não deixar que a pessoa negativa afete-o mais.

16. “Não!” É uma frase completa

Eu tenho uma dificuldade em dizer não. Quero dizer sim o tempo todo e fazer todos felizes, mas isso é impossível. Se eu disser “não” muitas vezes eu sinto necessidade de me justificar para que a outra pessoa se sinta melhor. Quanto mais velha fico, mais eu percebo que “não”, é realmente uma frase completa, e eu não tenho que justificar todas as razões. Uma vez que você se sente confiante em dizer “não”, fica mais fácil de tomar decisões por si mesma.

17. Pense muito antes de dizer “eu aceito”

É difícil de admitir, mas devo confessar que faço parte da taxa de divórcio nos Estados Unidos, mas isso não é uma coisa totalmente ruim, pois com a separação aprendi o que preciso encontrar em um companheiro. É muito fácil acabar sendo pega nos sentimentos e emoções de um relacionamento, quando me casei esperava que as coisas fossem mudar para melhor, mas isso não aconteceu. Tudo só piorou. Se você não vê longevidade no seu relacionamento atual ou acredita ter muitas coisas negativas com essa pessoa, certamente você não está com seu parceiro ideal.

18- Pare e admire as pequenas coisas

Vivemos em um mundo onde todos estão conectados a um dispositivo eletrônico. Está cada vez mais difícil desligar nossos aparelhos para desfrutar um momento com as coisas que tornam a vida bela. Às vezes, parar para admirar um nascer do sol ou um céu estrelado pode melhorar o seu dia. Procure ter mais contato com a natureza, visite o mar, as montanhas ou um pequeno sítio, você certamente encontrará tranquilidade fazendo isso.

“A vida se move muito rápido, se você não parar e olhar ao redor de vez em quando , você pode perdê-la”. – Ferris Bueller

19- Pare de se preocupar com o que os outros pensam de você

Costumava me preocupar tanto com o que os outros pensavam de mim que muitas vezes mudava minhas ações para ter a certeza que estava agradando. Sempre falava somente aquilo que acreditava que as pessoas quisessem ouvir, ainda que não fosse condizente com o que eu pensava. Mas com o tempo, percebi o quão errada estava em me preocupar dessa forma com supostos pensamentos que só me limitavam. A partir do momento em que você se liberta disso, passa a conseguir ser você mesmo sempre. A vida fica melhor quando não precisamos colocar máscaras para agradar aquelas pessoas que muitas vezes nem são relevantes em nossas vidas. A verdade, é que é impossível agradar a todos, por esse motivo você precisa se concentrar em quem você é, não no que as pessoas querem que você seja.

20- Abrace a mudança

Quando jovem, eu queria que as coisas fossem previsíveis. Não gostava de mudanças, queria estabilidade. Me sentia mais segura pensando que a vida permaneceria igual com o passar do tempo. Mas é claro que isso não é característico da vida, então ela sempre fazia com que eu me confrontasse com inúmeros mudanças de uma só vez. Eu não sabia lidar bem com isso. Então, eu finalmente percebi que a única coisa que eu realmente posso esperar da vida é a mudança. Uma vez que você se torna capaz de aceitar isso, passa a conhecer mais da vida e fica livre para enfrentar qualquer desafio.

Texto de Life Hack, traduzido pela equipe do Portal Raízes

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão.As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores.A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.