“Abençoada seja a serenidade que deixa a minha alma em paz”

Clara Dawn

Eu tenho tentado não ter pressa de coisa alguma. Não mais. Já não tenho planos além deste: a serenidade. O que vier, como vier, assim será. Sigo sem atropelos, tampouco malabares na contramão. Apenas sigo em frente. Vou sem voo. Pés firmes, cabeça leve, coração trotando mansamente por pradarias. E, se me aprouver – no que há de vir – quando a morte chegar, desejo que me encontre serena como um buda.

Nós somos como o rio. Um rio nunca é o mesmo, a cada instante ele é outro. É preciso fazer registros das passagens do rio, com o intuito de analisar quão finamente as pedras foram lapidadas enquanto, com violenta pressa, o rio titubeava entremeio barrancos, ignorando o nascer e o pôr-do-sol, levando consigo toda a m(á)gua que fora obrigado a engolir durante tempestades; arrastando com sofreguidão o lixo tóxico que lhe fora atirado e – como não poderia ser diferente – também o lixo tóxico que espalhou. É preciso alcançar a serenidade das profundezas do oceano para suportar todo o peso de um dia ter sido um rio.

Serenidade é aquela coisa que abala as mais rígidas estruturas mentais e emocionais. A serenidade não é feita de egoísmo, nem de narcisismo, é o saber continuado do amor próprio, é a afirmação de uma magia praticável, a atenção desperta aos morangos que surgem à beira dos abismos. A serenidade é o segredo do riso fácil, faz bem às saúdes física, mental e emocional. A serenidade embeleza, vitaliza e perfuma. Abençoada seja a serenidade, que deixa a minha alma em paz”.

Texto de autoria da escritora, psicopedagoga e psicanalista Clara Dawn. É proibida a reprodução parcial, ou total, sem sua prévia autorização.(Lei Nº 9.610 de 19 de fevereiro de 1998).

__

Se você gostou da receita, curta, compartilhe com os amigos e não se esqueça de comentar, isso nos ajuda a continuar trazendo conteúdos incríveis para você. Siga-nos também no Instagram e Youtube.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Clara Dawn
Clara Dawn é romancista, psicopedagoga, psicanalista, pesquisadora e palestrante com o tema: "A mente na infância e adolescência numa perspectiva preventiva aos transtornos mentais e ao suicídio na adolescência". É autora de 7 livros publicados, dentre eles, o romance "O Cortador de Hóstias", obra que tem como tema principal a pedofilia. Clara Dawn inclina sua narrativa à temas de relevância social. O racismo, a discriminação, a pedofilia, os conflitos existenciais e os emocionais estão sempre enlaçados em sua peculiar verve poética. Você encontra textos de Clara Dawn em claradawn.com; portalraizes.com Seus livros não são vendidos em livrarias. Pedidos pelo email: escritoraclaradawn@gmail.com