Sandra Bullock há muito se estabeleceu como uma estrela de sucesso nas telas e uma mãezona fora delas. Bullock tem ganhado as manchetes depois de sua entrevista para a revista InStyle, na qual ela pediu às pessoas que parassem de usar o termo ‘filho adotivo’.

“Isso me deixa com os olhos marejados. Vamos todos nos referir a essas crianças como ‘nossos filhos’. Não diga ‘meu filho adotivo’. Ninguém chama um filho de ‘ meu filho de Fertilização In Vitro’ ou ‘eu fui ali no bar e engravidei’. ‘Vamos apenas dizer,’ nossos filhos'”.

Agora, em uma entrevista emocionante à Hoda Kotb no programa Today, Bullock abriu sobre como ter filhos mudou sua vida, e ela aprendeu como sua decisão de criar uma família por meio de adoção mudou outras vidas também.

 

Sandra Bullock é mãe de Louis, 8 anos e Laila de 5 anos, e quando questionada sobre suas prioridades na vida, ela nem parou para pensar, respondeu precisamente:

“São meus filhos”, disse ela. “Tudo é sobre eles estarem bem, estarem na escola, tendo o que precisam, seus momentos. Eu preciso estar lá em cada momento que eles tiverem. É mais difícil para mim deixá-los do que eu acho que é para eles quando eu saio . Não saio muito, e também não trabalho tanto. … Então, minhas prioridades são meus filhos, meus filhos, meus filhos. Minha família. Minha família. É isso”.

E isso é mais do que suficiente para ela. Na verdade, é mais do que ela esperava. Houve um tempo em que ela pensou que talvez a chance de ser mãe tivesse passado.

“E então (o furacão) Katrina aconteceu”, disse ela enquanto seus olhos se enchiam de lágrimas. “O Katrina aconteceu em Nova Orleans e eu sabia. Tipo, algo me disse que meu filho estava lá. Foi estranho. Foi muito, muito estranho”.

Parecia muito certo para ela, mas não aconteceu imediatamente

“Três ou quatro anos depois”, disse Bullock sobre o momento, “então eu olhei para (Louis) e apenas disse, ‘Oh, aí está você.’ É como se ele sempre tivesse estado lá. É como se ele se encaixasse na dobra do meu braço. Ele me olhou nos olhos e aconteceu simplesmente – ele era sábio. Meu filho era sábio. A coisa linda que sempre me contavam era: ‘A criança perfeita vai encontrar você. Você vai encontrar seu filho'”.

Depois de refletir sobre isso, Sandra Bullock não conteve a emoção – e nem a entrevistadora, e há um bom motivo para isso. Em fevereiro de 2017, a âncora do Today  deu as boas-vindas à filha Haley Joy, também por meio de adoção. E foi a história de Bullock que a inspirou, e ela fez questão que atriz soubesse disso.

“Você me deu um bom exemplo”, ela continuou. “Mas eu pensei, você nem sabe quem são as pessoas que você inspirou. Sabe sobre mim porque eu te disse, mas quantas outras pessoas olharam para exemplo e viram você?”.

Sempre há motivo para manter o coração aberto á adoção

A esperança de Bullock é que ela tenha levado os outros a saberem que sempre há motivo para manter o coração aberto á adoção:

“Existem centenas de milhares de crianças que estão prontas para serem seus filhos”, disse ela em meio às lágrimas. “Você se torna uma mãe no minuto em que aceita o amor daquela criança. […] “E sendo mãe, finalmente percebo: ‘era isso que eu gostaria de ser quando crescesse. Não ser atriz; ser mãe. Este é o meu propósito”.

Ficou inspirada(o) em adotar uma criança? Veja aqui como funciona no Brasil.

RECOMENDAMOS






As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.