A mãe australiana Brittany Baxter compartilhou uma série de vídeos do TikTok onde ela abordou o tema de como os avós de sua filha ultrapassam os limites que ela estabeleceu.

Eles ignoram o ‘não’ da neta e a beijam e abraçam de qualquer maneira. Ou se magoam porque a criança não quer receber esse tipo de carinho deles, naquele momento.

Muitas pessoas apoiaram Brittanny colocando limites estritos e ensinando sua filha sobre consentimento e autonomia corporal. No entanto, outros foram mais críticos em relação a essa abordagem. E o consentimento é um tópico difícil de abordar porque nem sempre é expresso abertamente com as crianças.

Brittanny também destacou a importância de defender sua posição e não ceder à opinião de outras pessoas sobre como você deve cuidar de seu filho. Mesmo se forem membros da família a quem você ama e respeita.

Os membros da família precisam pedir permissão às criança antes de tocá-las

Brittany disse que faz os membros da família pedirem permissão à filha antes de tocá-la, porque “o consentimento começa em casa. Podemos começar a normalizar o fato de que as crianças não precisam ser obrigadas a beijar e abraçar os adultos”.

“Eu acho realmente […] inútil quando os adultos ficam, tipo: ‘temos que pedir um beijo e um abraço?’ – embora eu tenha explicado o porquê várias vezes “, diz Baxter no vídeo. “E então, quando ela [a criança] diz não, eles ficam tipo ‘Oh, ela não me ama, meus sentimentos estão tão magoados’, e então eles passam a ultrapassar os limites do corpo dela de qualquer maneira”.

“Minha filha e o corpo dela não existem para fazer ninguém se sentir mais confortável e para que todos se sintam mais amados”, afirma a mãe. “Não é culpa da criança e não é minha culpa que a geração mais velha não tenha dedicado tempo ao longo de suas vidas inteiras para aprender como regular suas emoções / sentimentos”.

Não é sobre desvalorizar os sentimentos dos avós, é sobre respeitar os sentimentos da criança

“Os sentimentos de ninguém serão mais importantes do que o direito de minha filha ao próprio corpo”, explica a mãe. “E tenho certeza de que não vou permitir que ela cresça em um ambiente onde 1. Ela não sabe dizer não e 2. Ela não sabe o que significa não ser respeitada”.

O que educadores e profissionais da saúde física e mental dizem a respeito de ensinar a criança sobre consentimento para abraçar, beijar, tirar fotos…?

Eles dizem que é necessário ensinar desde cedo á criança que ela é dona do seu corpo, dos sentimentos, das suas emoções e desejos. E que ao obrigar uma criança a beijar, abraçar e/ou ser fotografada sem o consentimento dela, poderá expô-la a abusadores sexuais, uma vez que 73% dos casos de violência sexual contra a criança acontece na casa dela ou na do suspeito, e é cometida pelo pai, padrasto, tio, avô… Leia os seguintes artigo:

RECOMENDAMOS






As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.