Carta para uma mulher triste. Ler vai te ajudar a superar a tristeza

Thálitha Miranda

“Cuidado com a tristeza. É um vício”, disse o romancista francês Gustave Flaubert. E a julgar por quantas pessoas tristes vivem agarradas a esse sentimento negativo, parece que ele sabia do que estava falando.

De todas as nossas emoções, a tristeza é a mais difícil de nomear e identificar; porque não é uma dor viva que pode ser reconhecida a princípio como raiva ou medo; antes, é um mal que nos faz definhar, que pesa sobre nós e nos cansa porque reduz a nossa capacidade de agir.

De acordo com a psicoterapeuta Catherine Aimelet-Périssol, a tristeza intervém quando o medo e a raiva não “funcionam”. Não podíamos escapar dessa situação, nem ficar com raiva, então ficamos tristes e choramos em sinal de impotência.

Em vez de gritar e explodir, nós nos desdobramos. O rosto endurece, a boca se fecha e não queremos mais falar sobre isso.

Temos a ideia errada de que adultos não choram e sabemos que chorar não é socialmente aceito. Devemos nos sentir felizes, ter um pensamento positivo e ser sociáveis, mas a tristeza não se presta a esse jogo. Nos obriga a calar a boca, lamber nossas feridas e nos curar, às vezes literalmente com a ajuda de antidepressivos que nos mergulham em um círculo vicioso. Em nossa sociedade, em que “estar bem” é o fundamental muitas vezes com o objetivo de nos desviar da realidade, a tristeza não tem lugar.

Como deixar de ser uma mulher triste?

Em primeiro lugar, é importante identificar o que está causando a tristeza. Esse é um fator indispensável para atacar o problema, pois muitas vezes pensamos que sabemos do que se trata, mas na realidade os sentimentos podem ser confusos.

É um casal?

Não é novidade que o amor faz sofrer os amantes, mas a pessoa que amamos nada pode fazer para nos deixar felizes.

É importante entender que a felicidade vem de si mesmo e que os outros são os repositórios desse amor. Talvez o sentimento de não se sentir amado ou valorizado por quem deveria fazê-lo o mergulhe em um mar de dúvidas e incertezas que geram tristeza e depressão.

Ninguém pode resolver isso além de você. O diálogo é a forma de tirar dúvidas e esclarecer as coisas.

Converse com seu parceiro sobre seus sentimentos. Não deixe passar outro dia.

Seus filhos a desapontaram?

As mães costumam ter expectativas demais em relação aos filhos e até mesmo cometem o erro de despejar sobre eles suas expectativas pessoais não realizadas.

Caso tenham cometido erros, é importante conversar e esclarecer o ocorrido.

De tudo de ruim que nos acontece, devemos obter um ensinamento e avaliar onde erramos. A sua tristeza pode ser porque você acha que não fez um bom trabalho como mãe, mas apesar de todos nós errarmos, as mães sempre acreditam que tomaram a melhor decisão em relação aos filhos.

Uma conversa aberta, sincera e franca pode ser o primeiro passo para acalmar todos os corações.

Você está frustrada no trabalho?

Se a vida a colocou em um lugar que você não gosta no trabalho, talvez seja a hora de procurar o que faz você se sentir bem.

Freud disse que o trabalho é uma das coisas mais importantes na vida de uma pessoa e não devemos subestimar o efeito que tem sobre as emoções.

Talvez o que você faz não a satisfaça completamente, talvez não seja hora de parar abruptamente, mas abra caminho para que algo novo chegue.

Todas as mudanças envolvem riscos e são um pouco assustadoras, mas foi aquela sensação de procurar outra coisa que fez o mundo mudar e os homens descobrirem coisas novas.

Em relação ao seu trabalho, talvez ainda haja algo novo a descobrir.

As coisas por seu nome

Hoje pode ser a hora de dar um passo em direção à felicidade e que ao mesmo tempo é um passo para deixar a tristeza para trás. Comece parando de dizer “Sou triste” para dizer “Estou triste”.

Convencer-se de que você “é” alguma coisa implica na ideia de que você nunca pode deixar de ser alguma coisa e isso não é real.

Hoje você “está triste”, mas esse estado deve mudar e só você pode fazê-lo. Muitos de nós demoram a entender o nosso valor e que não podemos perder dias, meses e anos pensando que não valemos nada. Chega disso!

Você já parou para pensar quantas mulheres incríveis existem no mundo? De cientistas e escritoras a atletas e atrizes que deixaram sua marca com muito trabalho e esforço, porque… devemos assumir que para as mulheres tudo é mais difícil e ninguém nos dá nada.

E ainda assim aqui estamos. Lutando dia a dia por nossas famílias e por nós mesmas.

Lágrimas reparadoras

Convido você a chorar suas últimas lágrimas reparadoras, aquelas que acalmam sua alma e que enquanto o faz, pense que com elas se vão as suas tristezas e sentimentos negativos.

Qualquer dia, qualquer hora, qualquer minuto é uma boa hora para deixar isso para trás e começar algo novo.

Você quer algumas dicas? Isso ajudará você a começar.

  • Chore suas lágrimas de cura. Libere o que está entrincheirado e a enche de raiva e impotência. A tristeza geralmente é a raiva contida. Retire com a ajuda das lágrimas e das palavras.
  • Pense no dia de hoje. Chorar ou ficar triste com coisas que passaram e não têm remédio é inútil, assim como ficar deprimida com algo que ainda não aconteceu e que nunca saberemos se virá. Viva e pense no hoje!
  • Tudo passa. Quem já passou por isso sabe que quem fica triste acredita que o sentimento nunca vai passar, que nunca vai deixar de ficar triste por algo que acontece ou aconteceu. Você deve eliminar essa sensação de permanência. Sua tristeza tem uma data de validade e em algum momento deve terminar. Tudo passa.
  • Ouça seu corpo. O corpo transmite o que precisa. Não deixe de prestar atenção nele e dar-lhe os cuidados de que ele necessita. Se mime!
  • Fique ativa. Encontre um hobby de que goste e dedique seu tempo livre a ele. Foque no que você gosta e desenvolva esta atividade colocando toda sua energia.
  • Respire ar fresco. O ar e o sol nos renovam. Não é à toa que se diz que “é vida”. Às vezes, apenas uma caminhada pode limpar sua mente e ajudar a sair do momento ruim.
  • Leia. Ler é cultura, mas também desenvolve a imaginação. Procure um gênero de que goste, sua revista favorita ou citações inspiradoras que a ajudem a pensar em outro lugar.
  • Converse com alguém. Encontre alguém para conversar. Pode ser falar sobre o que a aflige ou sobre qualquer outra coisa. Comunicar-se com outras pessoas é bom!
  • Ajude alguém. Você sabia que os níveis de serotonina sobem quando fazemos algo por alguém? Ajudar te deixa feliz! Nisso você não terá problemas, pois sempre encontramos alguém que precisa de ajuda.

Por fim, deixamos vocês com esta frase que diz tudo: “Tudo funciona bem para pessoas com um caráter doce e alegre.”

Não é um bom conselho para te motivar a sair da encruzilhada em que você se encontra? O bom atrai o bom. Motive-se e não deixe de compartilhar com quem precisa!

__

Traduzido por Thálitha Miranda via El Librero de Gutenberg, de Flash News, para Portal Raízes.

Se você gostou do texto, curta, compartilhe com os amigos e não se esqueça de comentar, isso nos ajuda a continuar trazendo conteúdos incríveis para você. Siga-nos também no Instagram Youtube.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Thálitha Miranda
Thálitha Miranda, 22, libriana, co-produtora do Portal Raízes