Leticya Coelho e o modelo Neto Vicentim. Foto de Marcos Medeiros

Casais felizes ​​engordam e emagrecem juntos, diz a ciência

Portal Raízes

Começou um relacionamento e engordou? Fique tranquilo, segundo a ciência, isto é  sinal de harmonia e felicidade. Diferentes estudos têm concluído que quando mantemos uma relação estável e feliz, estamos expostos a um maior risco de ganharmos peso.

Um estudo da Universidade Metodista do Sul em Dallas, acompanhou 169 casais recém-casados ​​durante um período de quatro anos e chegou a conclusão: as mulheres e os homens ganharam peso juntos e, se decidirem perder peso, decidem isso juntos. Outra pesquisa realizada na Universidade de Nova York também não encontrou diferenças significativas entre homens e mulheres no que diz respeito ao ganho de peso quando estes mantiveram um relacionamento estável sem pretensões de separação.

Os pesquisadores concordam que são precisamente os relacionamentos mais satisfatórios e felizes que promovem um ganho de peso maior porque o casal – inconscientemente – não pensa em divórcio e que, assim, ‘segundo as normas da sociedade’, não precisam se importar com aparência, uma vez que o seu objeto de desejo lhe ama do jeito que é. Essas descobertas alertam para o fato de que as pessoas estão pensando sobre seu peso somente em termos de aparência em vez de saúde.

Por que engordamos quando estamos num relacionamento estável?

Os pesquisadores apontam que, em muitos casos, porque as pessoas se adaptam aos hábitos de vida do outro, que nem sempre são as mais saudáveis.

É que eles costumam fazer mais refeições juntos. Segundo a pesquisa, quando casais jantam e almoçam juntos, os dois costumam comer mais. Além disso, quem considera pedir um divórcio tende a se preocupar mais com o peso, considerando o estigma social de que é preciso ser magro para ser aceito e amado por alguém.  

O ganho de peso não acontece somente por causa da mudança no estilo de vida e hábitos alimentares, também por causa da sensação de relaxamento. Depois de namoro, quando temos um relacionamento estável, nos sentimos mais apoiados, seguros, confiantes e relaxados, assim, reduzindo o estresse e tensão, o apetite pode aumentar muito

Além do prazer de comer

Também foi observado que os casais costumam gastar mais tempo e esforço para a preparação de refeições. Se vivem sozinhos fazem lanches rápidos, mas se vivem juntos preparam almoços e jantares copiosos, com sobremesa e/ou álcool incluído. Na vida conjugal, a comida desempenha um papel importante, porque é também o tempo para estarem juntos.

Quando as prioridades mudam, menos tempo é dedicado aos cuidados pessoais. E é normal em um relacionamento os casais quererem passar mais tempo um com o outro, o que pode levar um ou os dois a abandonar ou negligenciar o exercício físicos e abraçar um estilo de vida menos ativo.

Mas os casais felizes também decidem emagrecer juntos

Os pesquisadores  observaram que os casais que engordam normalmente seguem um padrão: após o período de namoro, em que ambos frequentam bares e restaurantes,  vão morar juntos e muitas vezes passam a organizar grandes jantares e passam mais fins de semana em casa, assistindo filmes e comendo guloseimas no sofá. Obviamente, esse padrão massivo é a chave para o ganho de peso.

Deve ser esclarecido que estes resultados refletem apenas uma tendência geral, muitas pessoas continuam a cuidar de seu estilo de vida enquanto se envolve em um relacionamento. Na verdade, para alguns, pode ser muito positivo, porque a influência de outro pode incentivá-lo a praticar mais atividade física e alimentação saudável.

Texto de Jennifer Delgado – Extraído de Rincon de la Psicología – Tradução e livre adaptação: Portal Raízes

Capa: Leticya Coelho e o modelo Neto Vicentim. Foto de Marcos Medeiros

Fontes:
Meltzer, A. L. et. Al. (2013) Marital satisfaction predicts weight gain in early marriage. Health Psychol; 32(7):824-827.
Dinour, L. et. Al. (2012) The Association between Marital Transitions, Body Mass Index, and Weight: A Review of the Literature. Journal of Obesity; 294974.
Brown, W. J. et. Al. (2010) Effects of having a baby on weight gain. Am J Prev Med; 38(2):163-170.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.