Hospital libera recém-nascidos para casa em meias de Natal

Portal Raízes

Há 50 anos, o Hospital Methodist Children’s, no Texas (EUA), mantém essa linda tradição de mandar os bebês recém-nascidos do mês de dezembro para casa em meias do Papai Noel.

As meias são confeccionadas por voluntários chamados ‘Bluebirds of Methodist Hospital’, que também fazem gorrinhos para finalizar o visual natalino dos bebês.

Muitas mães carregam a expectativa de que seus pequenos nasçam no mês de dezembro e fazem todo o acompanhamento pré-natal no hospital para que a tradição seja mantida com seus filhos.

Reprodução / Methodist Children’s Hospital

De acordo com os próprios voluntários, muitos pais ficam tão felizes com as meias que as guardam de recordação, utilizando-as no Natal para enchê-las de presentes nos anos seguintes.

Para uma das mães, Janie Lara, a tradição do hospital é tão significativa que, quase duas décadas depois, ainda é relembrada.

Reprodução / Methodist Children’s Hospital

“Minha bebê chegou em casa há 18 anos em uma meia de Natal”, escreveu numa publicação do Facebook.

Outra internauta revelou “Fui para casa em uma meia de Natal, em 21 de dezembro de 1978, e ainda a tenho”.

A iniciativa é sem dúvida inesquecível, mas não é a única realizada pelo grupo de voluntários.

Os Bluebirds têm ações durante o ano inteiro, inclusive para celebrar a data junto de crianças que estão doentes do hospital.

Reprodução / Methodist Children’s Hospital

A tradição já faz tanto sucesso que foi exportada para várias outros hospitais do país.

Em Cambridge, Massachusetts, o Mount Auburn já está caminhando para o seu décimo segundo evento anual de Natal para os recém-nascidos.

Texto de Judita Kusaitytè via Bored Panda 

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão.As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores.A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.