Michelle Obama revelou em um podcast que está lidando com uma “depressão leve” durante a pandemia da Covid-19. Por receber muitas mensagens de preocupação, a ex-primeira-dama dos Estados Unidos publicou em seu Instagram um agradecimento pelo apoio e pediu para que não se preocupem “eu estou bem, não há motivo para se preocupar comigo”.

Michelle quis reforçar que é normal se sentir mal durante o momento em que o mundo está vivendo, que é necessário se deixar sentir, pois fingir que está tudo bem não é o certo.

“Estou pensando nos colegas por aí arriscando suas vidas pelo resto de nós — os médicos e enfermeiros e trabalhadores essenciais de todos os tipos. Estou pensando nos professores e estudantes e pais que estão tentando descobrir o que fazer com a escola no outono. Estou pensando nas pessoas protestando e se organizando por mais justiça no nosso país”.

“A ideia de que a situação deste país não deve nos afetar — que devemos nos sentir bem o tempo todo — só não me parece real. Eu espero que todos vocês estejam se permitindo sentir o que quer que vocês sintam. Espero que vocês estejam escutando a si mesmos e parando para refletir sobre tudo o que estamos vivendo, e o que você pode fazer a respeito disso”.

E finalizou agradecendo “A todos que vieram ver se estou bem, obrigada. Espero que vocês estejam fazendo o mesmo com as pessoas próximas de vocês, não somente por mensagem, mas talvez por ligação ou videochamada. Não sinta medo de oferecer um ombro amigo, ou de pedir um. Amo todos vocês”.

RECOMENDAMOS






Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.