Um teste simples para saber se sua alma está cansada

Portal Raízes

Não é o seu corpo, mas a sua alma que está cansada.

Muitas vezes começa com você só querendo estar na cama.

A sensação de estar cansado mesmo quando o dia acaba de começar.

Você para de amar coisas que costumava fazer e não é mais particularmente apaixonada por nada.

É assim que você percebe que sua alma precisa de alguma energia e restauração. Ao contrário do nosso corpo, os danos à nossa alma não são muito proeminentes.

Dia após dia saímos com uma máscara, fingindo que tudo está bem, mas no fundo sabemos que as coisas começaram lentamente a desmoronar e precisam ser consertadas.

Você pode ter 8 horas de sono todas as noites; pode gabaritar suas provas também e talvez ser brilhante no trabalho, mas nenhuma dessas coisas garante que você está bem por dentro.

O que realmente determina sua condição espiritual é como você se sente todos os dias quando sai de sua cama.

Sua alma está cansada? É assim que você pode descobrir:

Esfregue a palma das mãos uma contra a outra durante trinta segundos (conte até 30 mentalmente) para criar uma energia elétrica.

Agora, lentamente, comece a separá-las até não poder mais sentir a energia.

Se você não sente energia, ou se suas mãos param de vibrá-la antes que elas atinjam a largura dos ombros, pode muito bem ser um sinal de que sua energia está esgotada e sua alma está cansada.

Aqui está a lista de coisas que podem possivelmente ser a razão por trás do esgotamento da energia da sua alma:

Razões pelas quais sua alma está esgotada

  1. Não ser honesta consigo mesmo
  2. Falta de amor próprio
  3. Ter dificuldade em dizer não
  4. O sentimento constante de falta de algo
  5. Fazer coisas pela falta disso
  6. Deixar o fantasma do passado te assombrar
  7. Desmotivando a si mesma
  8. Fazer parte de conversas e fofocas desnecessárias
  9. Cercar-se de pessoas que não estão ajudando você a se tornar uma versão melhor de si mesma.

Estas são algumas das razões pelas quais sua alma pode estar cansada.

Costuma-se dizer que sua tribo tem muito a ver com sua vibração. As pessoas que nos cercam têm um impacto enorme em nossas vidas e, às vezes, subestimamos seu poder.

Acredite em mim quando digo que elas podem criar ou quebrar você. Nós nem percebemos quando começamos a captar suas qualidades e hábitos, portanto, mantenha um controle rigoroso sobre o tipo de pessoa em sua vida. Se não completamente, pelo menos até certo ponto, pois elas projetam seu destino.

A maioria de nós nem sequer considera essas questões dignas de atenção. Achamos que é uma questão de tempo e depois superaremos isso.

Mas isso não acontece assim. Nós nos acostumamos tanto a nos sentirmos assim que nem parece mais errado. A ignorância dessas pequenas coisas também pode levar a problemas maciços como depressão, doença mental, ansiedade social e muitos outros transtornos psicológicos e sociológicos que podem se tornar problemáticos a longo prazo e mudar você como pessoa.

Nunca caia no estilo de vida da miséria e da indiferença. Elas são realmente muito consumidoras. Você merece sentir a felicidade e todo sentimento positivo conhecido e desconhecido pela humanidade.

Texto de The Minds Journal, traduzido e adaptado por Portal Raízes

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.