Quantas vezes você disse a palavra desculpe hoje? “Desculpe” significa sentir arrependimento, compunção, simpatia, pena, etc. Até aí, tudo bem, mas o problema é que nem sempre usamos dessa forma. “Desculpe” se tornou uma espécie de âncora que as pessoas atribuem a todos os tipos de frases, seja fazendo uma pergunta, pedindo ajuda ou até mesmo se movendo em um espaço lotado. Nesses casos, não estamos sentindo arrependimento ou pena, então por que estamos nos desculpando?

Às vezes uma pessoa lhe faz elogios e você agradece como se fosse um favor alguém reconhecer que você tem qualidades. Às vezes, quando você reconhece suas habilidades e se elogia, alguém lhe diz que você precisa ser mais humilde e modesta para não passar a impressão de que você é ‘metida a besta’. Mas, por que alguém pode te fazer um elogio e você mesma não pode? Por que alguém pode reconhecer as suas qualidades e verbaliza-las para os outros e você não pode fazer o mesmo? Por que ao ser elogiada por outra pessoa, você imediatamente lhe agradece como se ela tivesse lhe feito uma bondade, mas quando você se elogia, você precisa pedir desculpas por isso?

Nunca peça desculpas por estas 10 coisas

Uma pesquisa realizada pela Universidade Avenue no Canadá, mostrou que as mulheres tendem a se desculpar com mais frequência do que os homens, mas não importa sua identidade ou gênero, especialistas em saúde mental advertem que pedir desculpas o tempo todo e especialmente por estes 10 itens listados abaixo, pode minar sua autoestima, autoconfiança, autonomia, criatividade, autoconhecimento, amor pela vida e afetar de modo negativo à saúde psicoemocional, bem como às suas relações afetivas.

Se você é uma pessoa que vive se desculpando mesmo quando não tem necessidade, é hora de mudar. Aqui estão 10 coisas pelas quais você nunca deve se desculpar. Veja:

  1. Nunca peça desculpas por reconhecer o seu próprio valor e exercer o seu direito de se colocar em primeiro plano: (Ex: Desculpe, mas hoje eu vou cuidar só de mim).
  2. Nunca peça desculpas por não saber uma resposta, por não ter uma opinião formada, ou por dar uma opinião contrária: (Ex: Desculpe, mas eu penso dessa maneira).
  3. Nunca peça desculpas por dizer a verdade: (Ex: Desculpe, mas você está com mau hálito).
  4. Nunca peça desculpas e nem se justifique por gastar o seu dinheiro consigo mesma: (Ex: Desculpe, mas essa bolsa, eu comprei com o meu dinheiro).
  5. Nunca peça desculpas por praticar o: “antes o outro aborrecido por eu dizer não do que eu eu aborrecida por sim”. (Ex: Não, eu não quero que você venha na minha casa este final de semana porque eu gostaria de ficar sozinha).
  6. Nunca peça desculpas por tirar um tempo para si e se implicar com o seu direito à individualidade: (Ex: Desculpa, mas eu adoraria poder ter o direito de passar a tarde de domingo lendo um livro quieta no meu quarto).
  7. Nunca peça desculpas por terminar um relacionamento tóxico. Como disse Nina Simone: “você precisa aprender a se levantar da mesa quando o amor não estiver sendo servido”. 
  8. Nunca, jamais, peça desculpas por discordar de alguém: (Ex: Desculpe, mas eu não concordo).
  9. Nunca peça desculpas por verbalizar suas emoções e sentimentos: (Ex: Desculpe te dizer isso, mas eu estou me sentindo sufocada).
  10. Nunca peça desculpas por NÃO fazer com perfeição aquilo que você adora, como dançar, cantar, contar piadas… (Ex: Eu não sei dançar muito bem, então desculpe os erros).
FONTEVida em Equilíbrio





Clara Dawn é romancista, psicopedagoga, psicanalista, pesquisadora e palestrante com o tema: "A mente na infância e adolescência numa perspectiva preventiva aos transtornos mentais e ao suicídio na adolescência". É autora de 7 livros publicados, dentre eles, o romance "O Cortador de Hóstias", obra que tem como tema principal a pedofilia. Clara Dawn inclina sua narrativa à temas de relevância social. O racismo, a discriminação, a pedofilia, os conflitos existenciais e os emocionais estão sempre enlaçados em sua peculiar verve poética. Você encontra textos de Clara Dawn em claradawn.com; portalraizes.com Seus livros não são vendidos em livrarias. Pedidos pelo email: [email protected]