Os 3 signos do zodíaco que não têm medo de envelhecer

Portal Raízes

Para alguns signos do zodíaco, o passar dos anos não representam um problema. Por isso, eles abraçam o envelhecimento sem medo e o recebem como mais uma nova fase da vida.

Confira quais são:

Touro

A rainha Elizabeth 2ª é do signo de touro

O taurino gosta de crescer. É comum que estas pessoas inclusive assumam um senso de responsabilidade bem cedo e que enxerguem a velhice como uma forma de construir a vida que desejam. Ele pode ter até um pouco de medo das rugas, mas não se assusta com o fato do seu próximo aniversário chegar.

Virgem

O ator Tony Ramos é do signo de virgem

O virginiano ama a ideia de continuar aprendendo com a vida. Este signo acha que o sentido da nossa existência é crescer como pessoa e suas ações nunca levam em conta somente o aqui e agora, se não que também o futuro. É normal que as pessoas virginianas até se sintam mais seguras e simpatizadas com aqueles que possuem mais experiências e viveram mais do que elas.

Capricórnio

Michelle Obama é do signo de capricórnio

O capricorniano é uma alma antiga e que muitas vezes já nasce com certa “experiência”. Por isso, ele parece ser familiarizado com a velhice. Este signo consegue adquirir mais sabedoria com o passar dos anos e aprecia sua trajetória de crescimento. Não é à toa que esse ele usa os anos para planejar melhor seu futuro, curar suas feridas e chegar onde sempre quis.

Fonte: Metro Jornal

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.