Para vencer a dor de existir: todos os dias faça essas 5 coisas

Clara Dawn

É tão injusto o desinteresse humano na saúde mental. Se alguém diz que tem câncer, todo mundo se compadece, mas se alguém diz que tem um transtorno mental do tipo depressão, ansiedade, bipolar, pânico e etc, logo dizem que é frescura, falta de Deus, falta de ter uma mala de roupa para passar… Não é verdade. Nosso cérebro, nossa mente, nossas emoções também adoecem e, por isso, precisam ser escutados, tratados, sarados. Vamos dar ao assunto a cor que o assunto pede: viver dói e todos nós precisamos de ajuda para enfrentarmos os nossos labirintos mentais. E tem que ser muito corajosa pra admitir isso, pra não se isolar na dor, pra gritar por socorro, pra buscar o socorro bem presente na angustia.

Mais de 90% de nossas dores e doenças físicas são desencadeadas por causa de nossas dores mentais e emocionais

Todos nós apresentamos algum tipo de transtorno mental, alguns são muito graves e causam sofrimentos terríveis: são ‘cânceres da alma’ e é comprovado cientificamente que mais de 90% de nossas dores e doenças físicas são desencadeadas por causa de nossas dores mentais e emocionais.

Entretanto o que mais ocorre, por causa do tabu, da vergonha de ser taxado de fraca, de demente… é nos isolarmos na dor até que ela se torne maior do se podemos suportar, assim a esperança não é mais a última que morre, mas a morte a única esperança. Não porque queremos morrer, mas porque não aguentamos mais viver. É diferente.

Que tal começar um projeto para o grande dia da sua libertação das dores de existir?

Você precisa ter paciência e boa vontade para com o seu processo de cura interior. Esperar a dor passar esperando não adianta. Você precisa esperar a dor passar lutando contra ela. Essa dor é sua e de mais ninguém. Ninguém além de você, por mais que goste de você, poderá senti-la por você. Como a minha dor é só minha. E logo eu luto para não senti-la. Por isso as pessoas não compreendem a dor do outro. Só compreende quem sente. Lute, lute! Só a luta muda a vida! Só a sua luta mudará a sua vida. Não lute por ninguém, lute só por você. Porque é você quem conviverá com você até o fim. Faça uma lista de coisas que você precisa alcançar para conquistar sua independência financeira, independência afetiva e emocional. Para isso você precisará estar forte e saudável. Então vamos trabalhar os meios de ficar forte e saudável agora?

Para vencer a dor de existir, coloque essas 5 regras em prática durante o seu dia. Todos os dias se obrigue a fazê-las, sem ignorar nenhuma delas

Não há saúde física sem saúde mental. O adoecimento de nossas emoções desencadeia, em nosso copro, doenças geneticamente predispostas. O corpo não é outra coisa senão a caixa de ressonância das nossas vibrações energéticas e do acúmulo de nosso lixo emocional. Viver é um processo mental muito doloroso. E o nosso cérebro é a fábrica que estimula o corpo a produz os hormônios necessários ao nosso estado de gozo. Entretanto a fábrica não trabalha sozinha. Somos nós que oferecemos a ela práticas persistentes, quer sejam boas ou ruins. São as práticas que conduzem o modo como o nosso cérebro trabalha para nossa saúde ou para as doenças.

1 – Faça uma atividade física: exaustão física e água, eis duas coisas extremamente importantes para as saúdes física e mental: a exaustão vinda da corrida, da dança, da natação, da musculação, ou de outra atividades físicas ativa a produção de hormônios muito positivos à saúde de modo integral: seu intestino funcionará melhor, você dormirá melhor, você acordará feliz mesmo que não tenha tido surpresas felizes. Faça alguma coisa, mesmo que seja em casa com aqueles vídeos aulas do Youtube.

2 – Faça uma atividade artística: Cante, dance, pinte, escreva, brinque de karaokê, declame uma poesia, cole um quadro na parede, faça um origami, mude os móveis de lugar, crie um arranjo, aprenda uma frase em outra língua, experimente uma nova receita, costure, faça uma maquiagem… Qualquer coisa que possa lhe estimular espasmos cognitivos.

3- Trabalhe: Não importa o dia, se útil, feriado ou férias, o trabalho é adição, é soma preciosa à nossa qualidade de vida. Entenda por trabalho não apenas aquele que você desenvolve para ganhar dinheiro para o sustento. Trabalho, neste prisma, pode ser: se obrigar à fazer atividades físicas e/ou artísticas; se obrigar a estudar ou ler um livro daquela lista que você fez e nunca concluiu; se obrigar a aprender um novo idioma, nem que seja pelo Google tradutor; organizar as próprias gavetas; consertar a torneira; pintar as paredes; reciclar; plantar; decorar; aprender uma nova técnica; conhecer novas ferramentas e muito mais. Use a imaginação.

4 – Descanse: ainda que seja por 5, 10 ou 15 minutos, sente, respire, feche os olhos, contemple uma paisagem, ouça uma música que acalme: sons da natureza ou instrumental. Ou nada disso, apenas durma aquele soninho lindo da beleza.

5 – Divirta-se: Não importa o quão atribulado é o seu dia, se obrigue a tirar uns minutos para se divertir. Seja assistindo uma série; dançando; cantando; batendo um papo descontraído com alguém que goste; vendo vídeos de gatinhos, cachorrinhos, crianças ou outros que lhe faça dar gargalhadas.  É comprovado terapeuticamente que rir muito durante o dia, nos ajuda a dormir melhor a noite. Pois a gente não sorri porque é feliz. A gente é feliz porque sorri.

Tente, por favor. No começo será difícil, mas depois será uma rotina bem natural.

Este texto é de autoria da psicanalista Clara Dawn – Exclusivo para o Portal Raízes. É proibida a reprodução parcial, ou total, sem a nossa prévia autorização.(Lei Nº 9.610 de 19 de fevereiro de 1998).

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Clara Dawn
Clara Dawn é romancista, psicopedagoga, psicanalista, pesquisadora e palestrante com o tema: "A mente na infância e adolescência numa perspectiva preventiva aos transtornos mentais e ao suicídio na adolescência". É autora de 7 livros publicados, dentre eles, o romance "O Cortador de Hóstias", obra que tem como tema principal a pedofilia. Clara Dawn inclina sua narrativa à temas de relevância social. O racismo, a discriminação, a pedofilia, os conflitos existenciais e os emocionais estão sempre enlaçados em sua peculiar verve poética. Você encontra textos de Clara Dawn em claradawn.com; portalraizes.com Seus livros não são vendidos em livrarias. Pedidos pelo email: escritoraclaradawn@gmail.com