Pele de caju! Conheça os benefícios do caju para combater o envelhecimento

Portal Raízes

Os cajus têm baixo teor de açúcar e são ricos em fibras, gorduras saudáveis ​​para o coração e proteínas vegetais. Eles também são uma boa fonte de cobre, magnésio e manganês – nutrientes importantes para a produção de energia, saúde do cérebro, imunidade, saúde óssea e combatem os radicais livres que degradam o colágeno, que são as proteínas que agem na sustentação da pele, prevenindo  assim, o envelhecimento precoce.

Os cajus são ricos em carotenóides e polifenóis, duas categorias de antioxidantes que podem ajudar a reduzir a inflamação e oferecer proteção contra doenças. No entanto, são necessárias mais pesquisas específicas sobre o caju.

Benefícios da polpa

Enquanto a castanha-de-caju é bastante valorizada, muitas vezes a polpa desse alimento é jogada no lixo. Como a polpa corresponde a 80 a 90%, podemos dizer que essa parte da sua produção costuma ser desperdiçada. Isso é uma pena, pois a parte alaranjada, que na verdade é considerada o pseudofruto do cajueiro —o verdadeiro fruto da árvore a castanha! — tem potente ação antioxidante. Isso se dá graças à presença de compostos fenólicos e de grandes porções de vitamina C — são 257 mg em 100 g do fruto in natura e 120 mg em 100 g da polpa congelada, ou seja, mais que 100% das necessidades diárias desse nutriente para adultos.

Além disso, o caju oferece vitaminas A e do complexo B e minerais como cálcio, potássio e ferro. E, como se todos esses atributos não fossem o suficiente para colocar o alimento na sua lista de compras, ele oferece uma boa dose de fibras.

Benefícios das castanhas

Nozes e sementes são consideradas potências antioxidantes, e os cajus não são exceção. Os antioxidantes são compostos vegetais benéficos que mantêm o seu corpo saudável, neutralizando as moléculas causadoras de danos conhecidas como radicais livres. Por sua vez, isso ajuda a reduzir a inflamação e aumenta a capacidade do corpo de se manter saudável e livre de doenças.

Os cajus são uma fonte rica em polifenóis e carotenóides – duas classes de antioxidantes também encontrados em outras nozes. Estudos associam antioxidantes em nozes e amêndoas, a níveis mais baixos de danos oxidativos às células.

Devido ao seu perfil antioxidante semelhante, pode-se esperar que os cajus ofereçam benefícios semelhantes no combate à oxidação. Isso pode ser particularmente verdadeiro para cajus torrados, que parecem ter uma maior atividade antioxidante em comparação com suas contrapartes cruas. Dito isso, o número de estudos específicos do caju é limitado e mais pesquisas são necessárias antes que conclusões sólidas possam ser feitas.

Contra indicação:

Não se deve consumir a castanha de caju crua: pois ela possui uma casca dupla que contém uma toxina chamada Urushiol. Essa toxina contém um agente alergênico que irrita bastante a pele, causando inflamações. Por essa razão, os trabalhadores que removem a casca podem ter as mãos machucadas e com rachaduras bem doloridas. Você deve optar sempre por castanhas assadas.

Não é indicada para quem tem colesterol alto e pressão baixa: dois estudos relacionam o consumo de castanha de caju a níveis mais altos de colesterol HDL. Um dos estudos sugere que a ingestão regular de cajus pode reduzir a pressão arterial e os níveis de triglicerídeos.

Não é indicada para quem tem alergia à nozes: os cajus são classificados como nozes. Portanto, pessoas alérgicas como nozes, amêndoas, castanhas-do-pará, pistache ou avelãs, podem ter um risco maior de também serem alérgicas ao caju.

Como adicionar cajus à sua dieta

A principal dica é sempre procurar um nutricionista. Somente ele poderá dizer, depois de avaliar os seus exames, se o caju deve ser incluído em sua dieta. Em síntese, os cajus parecem fornecer menos calorias do que se pensava. Seu rico teor de fibras e proteínas pode ajudar a reduzir a fome e aumentar a sensação de saciedade. Juntos, todos esses fatores podem ajudá-lo a perder o excesso de peso.

A polpa pode ser comida crua, as castanhas assados (algo que você pode fazer em casa. Para fazer isso, basta espalhar os cajus crus em uma camada em uma assadeira. Em seguida, asse a seco a 350 ° F (188 ° C) na prateleira do meio do forno por 8 a 15 minutos. Lembre-se de mexer as castanhas de caju em intervalos de 3 a 5 minutos para evitar que queime).

Cajus inteiros ou moídos também podem ser incorporados a uma variedade de pratos, desde tofu mexido e batatas fritas até sopas, saladas e ensopados. A manteiga de caju é outra forma de adicionar o caju à sua dieta. Espalhe na torrada ou mexa no iogurte ou aveia. Você também pode processar manteiga de caju junto com aveia e suas frutas secas favoritas para fazer bolas energéticas caseiras e sem assar.

Os cajus também podem ser ensopados e misturados com vinagre de cidra de maçã ou suco de limão para fazer seu próprio creme de leite sem leite ou cream cheese. Use-os para adicionar sabor às refeições ou fazer versões sem laticínios de suas sobremesas favoritas.

Lembre-se de que alguns cajus torrados e salgados podem conter quantidades significativas de óleos e sal adicionados. Se sua meta é limitar o excesso de sal ou gorduras adicionadas, considere escolher variedades de caju torrado a seco ou cru sem sal, sempre que possível.

As dietas ricas em nozes são comprovadamente benéficas para a saúde do coração. Os cajus parecem oferecer alguns benefícios na redução da pressão arterial, triglicerídeos e colesterol. Além disso, o caju contém apenas 8 gramas de carboidratos líquidos por porção, dos quais menos de 2 gramas vêm dos açúcares. No entanto, mais estudos são necessários antes que conclusões sólidas possam ser feitas.

Os carboidratos líquidos referem-se à quantidade total de carboidratos em um alimento, menos a quantidade de fibras que ele contém – fornecendo um valor para a quantidade líquida de carboidratos que seu corpo pode realmente absorver.

Substituir alimentos com alto teor líquido de carboidratos e açúcar por castanha de caju provavelmente ajudará a reduzir os níveis de açúcar no sangue. Dito isso, mais pesquisas são necessárias para examinar os efeitos de dietas ricas em caju em pessoas com diabetes tipo 2.

Observação: os cajus contêm fitatos que podem tornar mais difícil para o seu corpo absorver as vitaminas e minerais que eles contêm. Molhar suas nozes durante a noite antes de adicioná-las aos pratos ajudará a reduzir seu conteúdo de fitato e melhorar sua digestibilidade.

Observação: Vale ressaltar que este artigo não substitui uma consulta com um especialista e nenhuma pesquisa é conclusiva, pois há sempre necessidade de muito mais investigações. Confie, acima de tudo, nas dicas do seu nutricionista.

Foto de capa: Atriz Sandra Bullock, aos 56 anos. Nasceu em 26 de julho de 1964. É um exemplo de uma pele maravilhosa, bem cuidada. 

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.