Quem precisa de palavras quando se tem uma expressão cheia de amor dessas?

A vida traumática e difícil do pit bull King ficou para trás e hoje ele só tem motivos para sorrir.

Sorriso, inclusive, é o seu sobrenome, pois a expressão não sai do seu rosto, desde que King foi resgatado da chácara em que funcionava uma rinha de cães da raça pit bull, em Mairiporã, na Grande São Paulo.

O caso, descoberto em dezembro de 2019, chocou muita gente, mas felizmente todos os cães foram resgatados e muitos passam muito bem, como o King Sorriso.

Atualmente, ele está sendo cuidado pela ONG Amigos de São Francisco, em São Paulo – que resgatou 11 dos 33 cães que viviam naquelas condições – onde anda livre de correntes, recebe petiscos, água, comida, carinho, é levado para passear e, felizmente, está com a saúde ótima.

Foto: Ong Amigos de São Francisco

O cão que recebeu elogios por conta do seu comportamento caracterizado como dócil já foi vacinado e castrado. Agora está à espera de um lar para recebê-lo com muito amor.

 

No entanto, a ONG salienta alguns requisitos para adoção, como ser um local com bastante espaço e que não tenha outros animais, fazendo do King, filho único. Bom, o pior já passou, agora torcemos para que King Sorriso encontre um lar à sua altura. Boa sorte, garoto!

Texto de Ana Caroline Haubert, via Amo Meu Pet

RECOMENDAMOS






Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.