Restaurante decide contratar “avós” e agora tem a melhor comida caseira da região

Portal Raízes

Dentre todos os restaurantes de luxo existentes, certamente nenhum poderia comparar-se à comida de uma avó, uma vez que não se trata apenas da comida em si mesma, mas dos temperos de nostalgia, amor e acolhimento que acompanham o prato. Infelizmente, nem todos nós temos mais essa possibilidade; de visitar nossa avó e apreciar as maravilhas dela.

Pensando nisso, o proprietário de um restaurante em Staten Island, Nova York, se apropriou desse conceito para obter a receita do sucesso. Em vez de chefs profissionais das mais altas escolas de culinária do mundo, foram contratadas avós das mais diferentes partes do mundo.

A inspiração para tal feito infelizmente proveio de uma dor, a da ausência; Jody Scaravella, proprietário, foi inspirado a fazer isso em seu restaurante após perder sua própria avó, sua mãe e sua irmã.

“Acho que eu estava inconscientemente tentando remendar os buracos da minha vida e ver uma avó italiana na cozinha era uma forma de conforto”, disse ele ao site Gothamist.

Jody Scaravella deu início ao que viria ser um sucesso ao postar um aviso em um jornal de língua italiana, no qual dizia: “Donas de casa italianas querem cozinhar pratos regionais”. Em seguida, ele expandiu sua equipe de chefs para avós de diferentes culturas e etnias para adicionar pratos italianos de outras partes do mundo.

Agora há pessoas da Síria, Polônia, Nigéria, Venezuela, Equador, Turquia e França, entre outras nações. Até mesmo sua equipe tem um “avô” que faz massas frescas do local como nhoque ou ravióli.

O restaurante teve um grande sucesso em sua cidade e em todo o mundo porque tem receitas antigas que passaram de geração em geração.

Fonte: Vida em equilíbrio 

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão.As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores.A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.