Urso nadando com plástico preso em sua cabeça é salvo por barqueiros

Portal Raízes

O descarte irregular de lixo é um dos maiores problemas que o ser humano causa à natureza. O mundo produz mais de 300 milhões de toneladas de plástico por ano, e apenas 9% dos resíduos produzidos são reciclados, a maioria acaba indo para os rios e oceanos.

Uma família de barqueiros avistou um pequeno urso nadando com um grande galão de plástico preso em sua cabeça, felizmente, após algumas tentativas conseguiram salvar o jovem urso. Assista ao vídeo:

Never dreamt we would ever do this in our life time. Out on Marshmiller Lake yesterday with Brian Hurt and Brady Hurt when we spotted this poor bear. He made it to shore after all that.

Posted by Tricia Hurt on Sunday, June 28, 2020

A família afirmou que foi possível ouvir o urso lutando para respirar, e com alívio, assim que removeram o galão, puderam perceber o urso respirando com facilidade.

O galão preso na cabeça do urso tratava-se de um grande pote de salgadinhos industriais, e ilustra, da maneira mais triste, como o descarte irregular de lixo pode afetar os animais.

Leia também:

Se você gostou do texto, curta, compartilhe com os amigos e não se esqueça de comentar, isso nos ajuda a continuar trazendo conteúdos incríveis para você. Siga-nos também no Instagram e Youtube.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.