Ursos resgatados de circo no Vietnã são levados para santuário, estão livres da crueldade A luta contra a cruel indústria de entretenimento dos circos que usam animais é constante. Foram resgatados de um circo em Hanói, no Vietnã, quatro ursos-da-lua, o resgate foi realizado pela organização em defesa dos direitos animais Animals Asia.

“Pela primeira vez em anos, esses quatro lindos ursos terão acesso a espaços amplos e abertos e sentirão a grama viçosa e fresca sob suas patas. Eles serão capazes de expressar comportamentos naturais como escalar, procurar comida, cavar na terra e brincar com seus novos amigos”. Heidi Quine, diretor do santuário da organização no Vietnã. A situaçao desses animais em cativeiro é um cenário triste, os ursos foram forçados a se apresentar no circo com focinheira, andar de motocicleta e deslizar em mastros.

“Essas pobres meninas vão precisar de muito cuidado e nutrição para se recuperar do trauma que sofreram, mas sabemos por experiência que filhotes resgatados podem viver vidas felizes e gratificantes em nosso santuário”, compartilhou Quine.

Os ursos foram reunidos com outros animais resgatados do circo e levados para o santuário da Animals Asia no Vietnã. “Pela primeira vez em anos, esses quatro lindos ursos terão acesso a espaços amplos e abertos e sentirão a grama viçosa e fresca sob suas patas. Eles serão capazes de expressar comportamentos naturais como escalar, procurar comida, cavar na terra e brincar com seus novos amigos.” Heidi Quine, Bear e Vet Team Director do santuário da organização no Vietnã, disse em um comunicado sobre o lançamento.

RECOMENDAMOS






Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.