5 razões pelas quais os “corujas da noite” (notívagos) são altamente produtivos

Quando se trata de analisar a produtividade noturna de “corujas da noite” – pássaros notívagos – os trabalhadores noturnos sofrem com estereótipos. A impressão que se tem é a de que “quem trabalha à noite está em desvantagem”. O trabalho noturno era oferecido aos trabalhadores pobres e menos criativos porque, supostamente, o seu hábito de vida noturno afetaria a sua produtividade.

Bendita seja a cultura desenvolvida pela “Nação Internet”. Porque, hoje, uma grande parte de quem trabalha nessa atividade são apaixonados notívagos. Estudos recentes mostram que as pessoas que preferem trabalhar à noite produzem com uma motivação diferente; a luz criativa.

1. Os “corujas da noite” têm explosões de energias exclusivas à noite

Na verdade, a energia que está à nossa disposição durante o dia é, sistematicamente, bombardeada pelo esforço físico até a gente se cansar e dormir.  Mas existem outras pessoas que são mais ativas à noite; parecem conectadas numa tomada de energia mais forte.  E é dessas pessoas que vamos falar. Estudos comprovam que os “corujas da noite”têm picos de energia que ocorrem principalmente à noite. E, nesses momentos, se sentem revigorados e mais dispostos ao trabalho.

Claro que isso é ruim para o  padrão de sono deles, mas definitivamente, é bom para a  produtividade.  E isso é algo que os primeiros homólogos não assimilavam. Com o tempo essa característica evoluiu para a realidade atual. Este fenômeno é estritamente atribuído a pessoas que foram acostumadas a uma vida noturna intensa.

2. “Corujas da noite” chegam ao sucesso com mais frequência

Muitas pessoas demonstram ceticismo sobre isso, mas se você der uma olhada nos fatos e começar a pesquisar a vida de pessoas bem sucedidas, concluirá que há muita verdade nessa afirmação. O atual presidente de os EUA, Barack Obama, é um “coruja da noite”assumido.  E a lista de pessoas bem sucedidas que preferem fazer o trabalho à noite é extensa. Numerosos estudos confirmaram a hipótese de que “corujas da noite” alcançam o sucesso mais rápido. Então, porque se preocupar?  Você tem companhias ilustres.

3. Os “corujas” são mais inteligentes, as estatísticas comprovam

Evidente que esta não é uma regra e não deve ser tomada como ‘absolutamente exata’. Mas o estudo desenvolvido na London School de Economics indica uma clara ligação entre o QI (Quociente de Inteligência) mais elevado e o comportamento adaptativo que indica a predisposição genética de quem é um “Coruja da noite”. Satoshi Kanazawa, cientista da evolução, condutor da pesquisa, classifica este tipo de comportamento como “romance evolutivo”. Expressão que significa, basicamente, um desvio do comportamento dos nossos antepassados.

4.“Corujas da noite” desenvolvem melhor concentração

Um estudo conjunto realizado por uma equipe de cientistas da Bélgica e da Suíça realizou testes com 16 madrugadores e 15 “Corujas da noite”.  O objetivo foi comparar a produtividade e a concentração dos dois grupos. Embora os grupos apresentassem comportamentos semelhantes no início, algo em torno de 10 horas por dia, o primeiro grupo ficou para trás.

Durante este estudo, a equipe usou ressonância magnética para monitorar as regiões do cérebro que são responsáveis ​​pela nossa capacidade de concentrar e prestar atenção. A professora Christina Schmidt conduziu esta experiência, mas todo o projeto incluiu uma grande equipe. O resultado foi publicado na revista Science. Ficou demonstrado que a nossa capacidade de concentração tem muito a ver com a produtividade. E os fatos demonstrados favoreceram aos “Corujas de noite”.

Ainda assim, a depressão é três vezes mais presente nos “Corujas de noite” do que os seus homólogos, de acordo com um estudo publicado em Psychiatry and Clinical Neuroscience.  E a este fato pode ser atribuído a menor exposição à luz solar.  E este pode causar uma deficiência de vitamina D que conduz à depressão. Isso é algo que você precisa se lembrar para ajustar sua dieta no sentido de compensar essa perda.

Não há nada melhor do que o caminho natural das coisas, de modo a ter um bom período de descanso em lugar aprazível, muito sol em horários adequados e, depois, um pouco de ar fresco. O fato é que existem pessoas – os chamados “Corujas da noite” – que adotam um padrão diferente da maioria e permanecem acordados e ativos enquanto todos dormem. Mas este padrão é difícil de ser entendido por aqueles que não têm essa disposição genética. Portanto, se você tiver o controle desses dois fatores, você será mais eficaz do que imagina.

5. “Corujas da noite” têm um horário flexível de dormir

No livro Sleepfaring: The Secrets and Science of a Good Night’s Sleep, o professor Jon Horne explica que os “Corujas da noite” ajustam mais fácil o seu horário de dormir do que as pessoas que dormem cedo. Com esforço você pode mudar os seus hábitos de dormir e, ainda assim, continuar produtivo. Pois o impulso da energia que bombardeia o seu cérebro à noite, continuará em explosão de luz criativa.

O mito de que é um “mau hábito” que as pessoas trabalhem à noite já é coisa do passado. Tal fato não deve preponderar na hora de contratar alguém que se revele um “coruja da noite”. Afinal, cerca de um quarto da população do mundo tem essa característica genética. O importante, para a empresa, é não desperdiçar o talento de um “Coruja da noite”, por acreditar em conceitos ultrapassados.

Além disso, o estilo convencional do sono está sendo ultrapassado com a ascensão do modelo de negócio on-lin e a globalização do ambiente de trabalho. Parece que a situação está ficando um pouco mais favorável para os “corujas de noite”.

Uma grande parte da comunidade freelancer on line  se enquadra nessa categoria de profissionais  E, ao final, a maioria se sente mais livre com este tipo de trabalho.

Publicado originalmente em Life Hack com tradução e livre adaptação de Doracino Naves para o Portal Raízes

COMPARTILHAR
Doracino Naves
Jornalista, diretor e apresentador do Programa Raízes Jornalismo Cultural.




COMENTÁRIOS