Esta foto é sua? Por favor, entre em contato.

Pesquisa revela por que seu filho adolescente dorme tanto na escola

A pesquisa mostra que os adolescentes não dormem o suficiente durante a noite e, por isso, vão cansados à escola. Alguns especialistas acreditam que a causa seja biológica. Outros acreditam que os adolescentes ficam acordados até tarde da noite por causa de distrações comuns aos adolescentes. O início do ensino médio também pode contribuir para o cansaço dos adolescentes. Este artigo irá explorar as possíveis causas e soluções para este problema.
A pesquisa mostra que os adolescentes precisam de oito a nove horas de sono durante a noite, em comparação com seis a oito horas necessárias para os adultos. No entanto, em geral, os adolescentes não dormem o suficiente. Um estudo recente da Universidade de Drexel, com estudantes em idades entre 12 e 18 anos, constatou que 20% das pessoas estudadas tiveram oito ou mais horas de sono durante a noite e o restante dos estudantes dormindo menos de oito horas. O sono médio para adolescentes norte-americanos é de sete horas. O estudo de adolescentes realizado no estado de Rhode Island constatou que 85% eram crônicos e acumularam um déficit de sono mínimo de 10 horas durante a semana. 40% foram para a cama depois de 11 horas privadas de sono. 26% disseram que normalmente dormem, pelo menos, 6,5 horas por semana na escola. Assim, a privação do sono em adolescentes está causando uma crescente preocupação entre os pesquisadores, educadores e pais.

Então, por que os adolescentes não dormem o suficiente? Por um lado, eles ficam acordados até tarde. Uma variedade de que coisas podem contribuir para esta tendência corujas-da-noite entre os adolescentes: vida social desregrada, cafeína, meios eletrônicos, computadores, TVs e telefones celulares. Outros fatores fazem-nos adiar a lição de casa, e até mesmo os levam à depressão. Horários de trabalho dos adolescentes também é uma preocupação. Adolescentes que trabalham mais de 15 horas por semana têm menos tempo para dormir.

A privação de sono em adolescentes pode ter causas biológicas. Alguns especialistas acreditam que o relógio do corpo do adolescente começa mais tarde. Testes feitos em Oxford sugerem que “os alunos têm melhor desempenho no período da tarde porque o seu relógio biológico está programado cerca de duas horas mais tarde, possivelmente por razões hormonais”.

Alguns especialistas acreditam que as mudanças biológicas em adolescentes afetam a sua capacidade de dormir. Um estudo recente concluiu que “as mudanças biológicas que ocorrem na puberdade fazem as crianças adormecerem mais tarde de que quando eram mais jovens.” Outro estudo mediu a presença do hormônio melatonina na saliva dos adolescentes em diferentes momentos do dia. Eles aprenderam que os níveis de melatonina sobem mais à noite do que em crianças e adultos – e se mantém num nível mais elevado no fim do período da manhã.

Falta de sono afeta a capacidade de funcionamento do cérebro dos adolescentes na escola. Um estudo recente mostrou que a privação do sono pode afetar o humor, desempenho, atenção, aprendizado, comportamento e funções biológicas. Em termos clínicos, com sonolência durante o dia, torna-se mais difícil de se concentrar e aprender, ou mesmo ficar acordado durante a aula. E isso pode contribuir para mudanças de humor e problemas comportamentais em adolescentes sonolentos que dirigem, pois atrás do volante de um carro estão mais propensos a acidente sérios, até mesmo mortais.

A hora de início para a maioria das escolas de ensino médio é às 7h00, o que pode agravar este problema. Algumas escolas têm experimentado iniciar as aulas mais tarde do que o habitual. O estudo na Universidade de Oxford descobriu que “Ao atrasar o início das aulas em uma hora, e tratando de temas mais interessantes no final do dia, o absentismo e a depressão vão cair. Mas isso não significa que deve ser permitido aos jovens dormirem até mais tarde”. Pesquisadores dos Distúrbios do Sono de Norwalk Hospital Center, em Connecticut, descobriram que “Adolescentes cujas escolas adiaram em uma hora o início programado relatam menor casos de sonolência em sala de aula”.

Uma solução para os pais é impor bedtime – hora de dormir – aos seus filhos adolescentes. Um estudo recente concluiu que “Os adolescentes cujos pais ordenam seus filhos a irem para a cama às 10 da noite são menos propensos a tornarem-se deprimidos ou tiveram menos pensamentos suicidas do que seus colegas que ficam acordados até mais tarde”. Deve-se notar que existe uma grande diferença entre ter pensamentos suicidas e sendo-suicida. Em qualquer caso, os pais podem se esforçar para obter o equilíbrio mental de seus filhos adolescentes mantendo-os menos ligados à noite. Isto pode ser conseguido desencorajando-os de beber cafeína durante 12 horas e, manter TVs, computadores e, especialmente, telefones celulares fora de seu quarto, à noite.

Outras sugestões são:

  • Incentivar um cochilo curto (30 minutos) depois da escola com o uso de um despertador.
  • Incentivar uma rotina regular para para ajudá-los a relaxar.
  • Apagar as luzes como na hora de dormir.
  • Incentivar o adolescente a ir para a cama e se levantar nos mesmos horários, em todos os dias de aula.
  • Cortar as conversas pelo telefone até tarde da noite.
  • Evitar discutir com seu filho adolescente antes de dormir.
  • Abrir as cortinas e deixar o sol brilhar, ou ligar as luzes do quarto na parte da manhã.
  • Ajude a criança a entender que ela precisa dormir mais por causa de mudanças em seus corpos.
  • Deixá-lo dormir no fim de semana, mas não mais do que 2 ou 3 horas mais tarde do que a hora habitual, caso contrário, se dormir além do normal, isso pode perturbar o seu relógio biológico.

Alguns pais podem achar difícil adotar estas sugestões sem acumular mais regras na vida quotidiana dos seus adolescentes. Discutir a importância do sono será mais fácil, uma vez que nem todos os adolescentes são iguais. Os pais devem usar sua experiência de pais zelosos para ajudar os adolescentes a lidar com o problema do sono.

Em resumo, adolescentes com as características aqui relacionadas não dormem o suficiente em noites que devem dormir para ter melhor desempenho no dia seguinte no colégio. Privação do sono em adolescentes causa uma crescente preocupação entre os pesquisadores, educadores e pais. A pesquisa mostrou que a falta de sono afeta a capacidade dos adolescentes de funcionar bem na escola. A privação de sono nos jovens pode ter causas biológicas de acordo com alguns estudos. Os adolescentes e seus pais devem assumir a responsabilidade pelo fato de que os adolescentes precisam de oito a nove horas de sono por dia.

Os pais devem discutir abertamente com seus filhos adolescentes sobre a necessidade de dormir bem e ter melhor desempenho na escola. Experimente as sugestões descritas acima.

Texto de Gisele Glosser – Via Math Goodies – Tradução e adaptação Portal Raízes

COMPARTILHAR
Portal Raízes
Raízes Jornalismo Cultural - Portal, Revista Impressa e Programa de Televisão




COMENTÁRIOS