12 sinais que o corpo dá antes de uma crise de ansiedade

Portal Raízes

A ansiedade é um distúrbio psicológico que apresenta múltiplos sintomas, e entre os mais conhecidos, está o medo do que ainda não aconteceu. Ela pode afetar nossa rotina, já que, em muitos casos, a doença nos paralisa e nos faz deixar de tomar decisões por uma preocupação excessiva.

O tratamento comumente inicia-se após o diagnóstico. Entretanto, para que as crises de ansiedade não sejam tão frequentes, é possível prestar atenção em sinais que o corpo e a mente nos dão antes que ela apareça. Entretanto, antes disto, é importante reconhecer os motivos que podem estar lhe causando ansiedade.

Crise de ansiedade: Por que ela acontece?

Segundo o psiquiatra Mario Louzã, a crise de ansiedade pode ser desencadeada por fatores genéticos ou externos. Traumas como a morte de uma pessoa querida e situações de agressão física e psicológica podem fazer com que o corpo entre frequentemente em estado de alerta. Para a psicanalista Cristiane Maluf, o estresse constante também pode provocar o distúrbio.

Outros fatores do dia a dia também podem servir de gatilho para instigar uma crise no corpo. “Passamos por crises financeiras, profissionais e nos relacionamentos. Vivemos num mundo cheio de incertezas e de motivos para ficarmos estressados e desencadearmos uma crise de ansiedade”, explica Mario.

O que você sente antes de uma crise de ansiedade?

Não é incomum só perceber que tivemos uma crise de ansiedade ao parar no hospital por conta de sintomas como a taquicardia, sudorese e o secamento da boca. Segundo Cristiane, é como se estivéssemos perto da morte, pois sentimos até mesmo falta de ar. Veja a seguir, sinais de que você está perto de uma crise ansiosa, para que você possa buscar ajuda antes de sofrer com os efeitos imediatos do transtorno:

1. Insônia

Antes de um transtorno de ansiedade acontecer, você pode perceber uma certa irregularidade em seu sono. Segundo Mario, isto acontece porque a mente não consegue desligar-se dos problemas. Com isso, sua energia entra em processo de redução, aumentando os riscos da crise ansiosa.

2. Tensão muscular

A psicanalista Cristiane Maluf explica que a ansiedade eleva a produção de hormônios que afetam a musculatura. Com isto, a pessoa vive com dores, o que consequentemente afeta seu sono. É como um efeito dominó, onde um único sintoma quando não tratado é capaz de provocar diversos outros.

3. Falta de concentração

Para Cristiane, quando estamos em estado de constante alerta, concentrar-se em nossas tarefas pode tornar-se algo difícil. Isto pode acontecer por uma auto cobrança excessiva, ou então por grande pressão do ambiente externo.

A quantidade de medos em nossa mente faz com que ela não consiga focar-se em assuntos do cotidiano. O excesso de desatenção pode indicar a existência de um problema maior.

4. Constante vivência do passado

“Fases onde nossa mente resgata constantemente o passado podem indicar a chegada de uma crise de ansiedade”, afirma Mario Louzã. Reviver traumas e problemas que já ocorreram pode ser um sinal de que algo está errado.

“Quando pensamos que deveríamos ter dito isso ou aquilo, ou feito as coisas de forma diferente, podemos desencadear uma crise de ansiedade”, explica Cristiane Maluf.

5. Preocupação excessiva

Segundo Cristiane, preocupar-se demais mantém seu corpo em estado de alerta. Isto faz com que a mente crie um ciclo vicioso, em que o medo produzido pela preocupação alimenta os sintomas da ansiedade e vice-versa. Portanto, reduzir os pensamentos pessimistas, se possível, pode evitar a manifestação de crises ansiosas.

6. Irritabilidade

É comum que tenhamos dias em que estejamos de mau humor. Entretanto, quando isto se torna uma realidade constante, é preciso investigar as causas. Cristiane aponta que a irritabilidade é um dos sintomas que antecedem uma crise. O ritmo acelerado da mente e a sensação de urgência podem fazer com que sua paciência torne-se cada vez mais curta.

7. Falta de ar

Para Cristiane Malluf, é comum que algumas pessoas sintam-se inquietas antes de uma crise. A respiração ofegante e a falta de ar costumam atingir seu pico durante o transtorno de ansiedade, entretanto, estes sinais podem ser sentidos ao longo dos dias em situações comuns, devido ao estresse que a condição causa.

8. Tontura

A tontura e o formigamento são consequências da pressão psicológica que a ansiedade traz. A vertigem também se faz presente, o que pode causar a sensação de desespero, que se desencadeia em uma crise ansiosa.

9. Sensação de enjoo

Em casos de extremo estresse, o corpo pode ficar debilitado, causando sensação de enjoo. O sintoma pode ser confundido com outra doença, mas segundo Cristiane Malluf, este pode ser um pedido para que sua mente adquira um ritmo desacelerado.

10. Calafrios

A sensação de frio acompanhada por tremores pode indicar a chegada de uma crise. O corpo e a mente estão tão agitados que o estresse se reverbera fisicamente em quem sofre de ansiedade.

11. Fadiga

Por conta do estresse constante, o corpo pode ter sua energia reduzida. Com isto, você pode notar que está cansado e sem disposição para realizar tarefas do dia a dia. Após períodos de estresse, é comum que o organismo se desacelere como uma forma de defesa.

Entretanto, caso a fonte geradora da ansiedade não seja eliminada, o quadro pode progredir para uma crise.

12. Sensação de que algo ruim irá acontecer

Este sinal está ligado ao medo e a preocupação em excesso que antecedem a crise de ansiedade. Quem está à beira de um colapso, pode sentir-se prestes a cair em um abismo. É como se estivéssemos constantemente ameaçados por algo que desconhecemos.

A sensação, quando constante, pode desencadear um transtorno ansioso.

Reduzindo os sintomas

Em casos de ansiedade crônica, é importante buscar a ajuda de um especialista. Entretanto, a psicanalista alerta que a ansiedade é causada pelo o que está fora de nosso controle. Por isto, é importante prestar atenção à respiração em momentos de angústia.

Respirar fundo faz com que mantenhamos a calma, trazendo a mente para o presente e afastando-a do futuro. Investir em momentos de lazer, praticar atividades físicas e apostar em uma dieta mais natural também pode evitar que as crises ansiosas aconteçam.

Por Kalel Adolfo

Via Minha Vida

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão.As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores.A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.