Conheça as 5 estratégias nutricionais para aliviar a ansiedade

Portal Raízes

Todas as preocupações que ocorrem em casa ou no trabalho, entre outras coisas, nos tornam pessoas muito ansiosas. Este estado de agitação e inquietação certamente pode afetar nosso corpo, já que um dos sinais de ansiedade é comer muitas vezes durante o dia, e se não podemos controlar isso, nós provavelmente teremos problemas de saúde mais tarde.

De acordo com os dados estatísticos tratados pela Organização Mundial da Saúde, em todo o mundo, aproximadamente uma em cada 10 pessoas sofre de depressão ou alguns estados fortes de ansiedade. E embora existam várias maneiras de tratar esses tipos de condições, através de terapias e uso de medicamentos, há poucas pessoas que recorrem aos tratamentos.

Por sua parte, a Dra. Uma Naidoo, que trabalha como instrutora em psiquiatria na Harvard Medical School, disse que uma das formas mais eficazes de superar a ansiedade é através da alimentação, isto é, para poder superar isso, você deve executar uma dieta adequada. Se você estiver passando por episódios de ansiedade, aqui mostraremos algumas estratégias nutricionais que ajudarão você a aliviar isso.

1. Coma carboidratos

Falamos de pão integral, aveia, massa, cereais, lentilhas e farelo, para citar alguns exemplos. Estes alimentos contêm carboidratos complexos, o que faz com que eles sejam metabolizados mais lentamente do que o resto dos alimentos, por isso desta forma é possível manter equilibrado nosso nível de açúcar no sangue, invadindo nosso estado de espírito com uma sensação de tranquilidade. Basicamente fazendo com que se sinta mais saciado e, portanto, com menos fome e ansiedade, além de colaborar para aumentar a quantidade de serotonina.

2. Não pule suas refeições

Se possível, você não deve ignorar nenhuma das cinco refeições, porque pular uma delas pode significar uma redução nos níveis de açúcar no sangue. Isso, por sua vez, geraria algum nervosismo, agravando a ansiedade, segundo esclarece Naidoo. Você deve saber que fazer dieta não significa precisamente parar de comer ou passar fome, mas, sim, comer corretamente. E não nos referimos apenas à ingestão de alimentos, mas também a respeitar os horários e a não deixar passar muito tempo entre uma refeição e outra. Se passarmos muito tempo sem comer, provavelmente teremos um sentimento de falta de controle.

3. Coma alimentos com magnésio

É importante também dar lugar a alimentos como espinafre e acelga, ou seja, de verduras de folhas verdes, e também é aconselhável consumir alimentos como legumes, nozes, sementes e grãos integrais; Todos estes são considerados fontes naturais de magnésio. Como você pode ver, os níveis muito baixos desse mineral no organismo aumentam consideravelmente os comportamentos relacionados à ansiedade. Um bom suprimento de magnésio não é importante apenas para acalmar a ansiedade, mas também para aplacar o nervosismo que geralmente a acompanha.

4. Adicione probióticos à sua dieta

A revista Psychiatry Research publicou um estudo que menciona que os probióticos podem reduzir a ansiedade social. Os cientistas fizeram uma descoberta de grande importância, revelando que existe uma ligação cada vez mais próxima entre o cérebro e os intestinos, porque as bactérias intestinais podem ter uma influência importante sobre as condições neuropsiquiátricas, tais como ansiedade ou depressão. Alguns alimentos ricos nesta bactéria são: iogurte, azeitonas, picles e queijo cru, o consumo de qualquer um deles pode ajudá-lo a melhorar os sintomas de ansiedade. Lembre de se controlar na quantidade, não estamos falando em exageros.

5. Use especiarias para temperar

É conveniente temperar suas refeições usando algumas especiarias, como açafrão ou gengibre, uma vez que o uso constante de sal pode ser prejudicial à pressão. As especiarias que mencionamos acima, têm propriedades antioxidantes que poderiam ajudar a aliviar os sintomas de transtornos de ansiedade. Se você tiver sintomas de ansiedade ou stress, nós lhes dizemos que a solução para estas doenças podem estar na cozinha de sua casa, especiarias como coentro, cravo, noz-moscada, manjericão e tomilho, além dos já mencionados acima.

+ 1. Hábitos alimentares que pioram a ansiedade

Agora que você já conheceu os hábitos alimentares que você deve ter para aliviar a ansiedade, confira os hábitos que você deve evitar:

  1. Consumo de Álcool: Embora possa fazer você mais feliz no momento, a longo prazo a dependência de álcool pode agravar os efeitos da ansiedade
  2. Alimentos com xarope de milho: Como os tomates são saudáveis, muitos acreditam que ketchup também é, no entanto muitas marcas de ketchup não usam tomates reais, e têm grandes quantidades de xarope de milho. Este e outros aditivos açucarados realmente aumentam seus desejos, o que leva ao ganho de peso e piora os seus sentimentos de ansiedade.
  3. Cremes não lácteos: Biscoitos e alimentos fritos foram todos provados restringir o fluxo de sangue para o cérebro, o que leva a um agravamento de distúrbios pré-existentes, neurológicos, tais como a depressão, e ansiedade. Pessoas com dietas altamente processadas têm quase 60% maior risco de depressão do que aquelas que têm uma dieta saudável, mais natural.
  4. Bebidas dietéticas: Bebidas energéticas e refrigerantes diet são um desastre para as pessoas que sofrem de ansiedade. A cafeína e açúcar artificial reduzem a capacidade dos níveis de serotonina se comunicarem adequadamente seu caminho para o cérebro. Substitua por água com gás com aroma natural.
  5. Reduza o café: Excesso de cafeína pode estimular excessivamente o sistema nervoso, o que pode aumentar os níveis de stress, e levar a inúmeros distúrbios de ansiedade social.

Se você acha que é uma pessoa ansiosa, disposta a superar isso, tente esses hábitos alimentares que trouxemos para você. Mas cuidado, se você acha que não consegue superar, é importante que você vá com um médico, para que eles possam tratá-lo com base em um diagnóstico específico.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão.As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores.A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.