64 livros de filosofia pra baixar: Foucault, Deleuze, Rancière e mais

Portal Raízes

Ler é uma das melhores maneiras de se aproveitar um tempo livre, nesse momento de quarentena talvez seja uma boa hora para você colocar suas leituras em dia e ainda aprofundar um pouquinho mais em filosofia. 

Devido à pandemia do novo coronavírus, mais de um terço da população mundial está em isolamento social, e para ajudar a passarmos por este período, diversas empresas liberaram conteúdos gratuitamente para quem deseja ocupar um pouco do tempo ocioso. O site Online Cursos Gratuitos criou um arquivo Google Drive com 64 livros de filosofia para baixar em PDF. A grande maioria, antes era paga.

O acervo que conta com o conteúdo totalmente em português, reúne a obra completa do filósofo francês Michel Foucault e muita coisa de Giles Deleuze e Felix Guattari. Entre eles, obras primas da filosofia, como o autêntico ‘Vigiar e Punir’, de Foucault, que fala muito sobre a sociedade de hoje.

Para acessar o conteúdo clique aqui, ou na imagem abaixo:

__

Se você gostou do texto, curta, compartilhe com os amigos e não se esqueça de comentar, isso nos ajuda a continuar trazendo conteúdos incríveis para você.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.