Africanos postam imagens positivas sobre o continente para combater o estereótipo mostrado pela mídia

Portal Raízes

 Abra o jornal. Vá até a seção Internacional. Procure pela África. Você provavelmente vai encontrar matérias falando sobre guerra, fome, doenças, entre outras tragédias.

Inconformados com essa exposição negativa de seu continente, um grupo de jovens lançou a campanha  #TheAfricaTheMediaNeverShowsYou no Twitter (em tradução literal, a África que a mídia nunca mostra para você).

A ideia é que todos possam compartilhar imagens poderosas e positivas desse continente e mostrar suas belezas, quebrar estereótipos e, nós, quanto brasileiros, entendemos bem isso.

De grandes estádios, arquitetura contemporânea até a alta moda, a campanha já ganhou milhares de tweets e ganha mais a cada segundo.

Diana Salah, que ajudou a organizar a campanha, disse: “Eu me envolvi porque cresci me sentindo envergonhada de minha terra natal, com imagens negativas que pintaram da África como um continente desolado.” Ela então acrescentou: “É tão importante mostrar a diversidade e a beleza da África que a grande mídia não mostra, e a mídia social foi a saída perfeita. Claro, a guerra e a pobreza continuam a ser questões reais para muitos em um continente de mais de 1 bilhão de pessoas. Mas isso não significa que a África não seja mais do que isso”.

Dê uma olhada nas fotos abaixo e veja que é impossível discordar da Diana:

TEXTO DEAna Victorazzi
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão.As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores.A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.